Casemiro (futebolista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Casemiro
Casemiro
Casemiro pela Seleção Brasileira em 2018
Informações pessoais
Nome completo Carlos Henrique Casimiro
Data de nasc. 23 de fevereiro de 1992 (30 anos)
Local de nasc. São José dos Campos, São Paulo, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,85 m
destro
Apelido Casemito
Casão
Informações profissionais
Clube atual Manchester United
Número 18
Posição volante
Clubes de juventude
2002–2010 São Paulo
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2010–2013
2013
2013
2013–2022
2014–2015
2022–
São Paulo
Real Madrid Castilla (emp.)
Real Madrid (emp.)
Real Madrid
Porto (emp.)
Manchester United
00111 000(11)
00015 0000(1)
00001 0000(0)
00336 000(31)
00041 0000(4)
00018 0000(1)
Seleção nacional3
2009
2011
2011–
Brasil Sub-17
Brasil Sub-20
Brasil
00002 0000(0)
00015 0000(3)
00068 0000(6)


2 Partidas e gols totais pelos
clubes, atualizadas até 13 de novembro de 2022.
3 Partidas e gols pela seleção nacional estão atualizadas
até 6 de dezembro de 2022.

Carlos Henrique Casimiro (São José dos Campos, 23 de fevereiro de 1992), mais conhecido como Casemiro, é um futebolista brasileiro que atua como volante. Atualmente joga no Manchester United.

Formado nas categorias de base do São Paulo, onde marcou 11 gols em 111 partidas oficiais, Casemiro assinou com o Real Madrid em 2013, onde inicialmente chegou para defender o time B. Emprestado ao Porto na temporada 2014–15, Casemiro teve boas atuações pelos Dragões, o que fez o Real Madrid solicitar o seu retorno para atuar na equipe principal. Pelo clube espanhol, o brasileiro viveu seu auge e conquistou cinco títulos da Liga dos Campeões da UEFA, três da La Liga, um da Copa do Rei e três da Copa do Mundo de Clubes da FIFA, sendo um dos atletas mais vitoriosos da história do Real Madrid. Casemiro deixou o clube merengue em agosto de 2022, quando foi contratado pelo Manchester United. Ele é amplamente considerado um dos melhores volantes do mundo e de sua geração.

No cenário internacional, Casemiro fez sua estreia pela Seleção Brasileira em 2011. Após firmar-se com a camisa verde e amarela, disputou a Copa América de 2015, a Copa América Centenário e sagrou-se campeão da Copa América de 2019. Além disso, participou de duas edições da Copa do Mundo FIFA: 2018 e 2022.

Carreira[editar | editar código-fonte]

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

O volante iniciou a carreira conhecido como "Carlão", seu nome no aumentativo.[1] Revelado nas categorias de base do São Paulo, Casemiro começou no clube aos onze anos, jogou nas categorias de bases da escola de futebol Moreira em São José dos Campos e era uma das promessas do CFA de Cotia, tendo sido convocado várias vezes para a Seleção Brasileira de base, incluindo o Mundial Sub-17 de 2009. Casemiro chamou a atenção do clube e da mídia após reprovar o pedido do seu empresário Giuliano Bertolucci para entrar em litígio com o São Paulo e conseguir sua liberação do clube.[2]

Profissional[editar | editar código-fonte]

Após ter boas atuações em três jogos-treino da equipe profissional durante a Copa do Mundo FIFA de 2010, o então técnico Ricardo Gomes promoveu-o para a equipe profissional do São Paulo.

Em 25 de julho de 2010, Casemiro fez sua estreia pelo São Paulo num clássico contra o Santos, na Vila Belmiro, que acabou com a derrota do Tricolor recheado de reservas, pois estava poupando o time titular para a partida contra o Internacional pela Libertadores. O volante marcou seu primeiro gol como profissional no dia 15 de agosto, contra o Cruzeiro, no empate em 2 a 2 válido pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.[3]

Encerrou sua passagem pelo tricolor paulista em janeiro de 2013. No total, o volante atuou em 111 partidas e marcou 11 gols.[4]

Real Madrid[editar | editar código-fonte]

Castilla[editar | editar código-fonte]

Em 31 de janeiro de 2013, foi emprestado pelo São Paulo para o time B do Real Madrid, o Real Madrid Castilla, até o final da temporada, com opção de compra.[5]

Em 5 de fevereiro foi anunciada a "promoção" de Casemiro ao time principal do Real Madrid. No entanto, mesmo inscrito na segunda fase da Liga dos Campeões da UEFA, continuou atuando pelo Castilla.

O volante fez sua estreia como titular pelo Castilla no dia 16 de fevereiro, na derrota por 3 a 1 contra o Sabadell, sendo substituído aos 57 minutos de jogo. Apesar do resultado negativo, recebeu elogios do seu treinador.[6]

Promovido com Mourinho[editar | editar código-fonte]

Inicialmente contratado para atuar apenas pelo Castilla, Casemiro foi promovido a equipe principal através de José Mourinho, quando não somente foi relacionado para a partida diante do Bétis, em 19 de abril de 2013,[7] como também jogou como titular, utilizando a camisa número 38. Dessa maneira, Casemiro se converteu no 22.º brasileiro a atuar pelos Merengues.[8]

Definitivo do Real Madrid[editar | editar código-fonte]

Em 10 de junho de 2013, após menos de cinco meses, Casemiro convenceu e foi comprado em definitivo pelo Real Madrid. Ele assinou um vínculo de quatro temporadas com os madrilenhos. O valor da negociação, contudo, não foi divulgado.[9]

Marcou seu primeiro gol pelo Madrid em um amistoso de pré-temporada contra o Bournemouth, em 21 de julho de 2013.[10]

Porto[editar | editar código-fonte]

Em 19 de julho de 2014, o Real Madrid anunciou o empréstimo de Casemiro por uma temporada ao Porto. No caso de o Porto decidir comprar o jogador, o Real Madrid teria a opção de recompra.[11][12]

Após uma ótima temporada nos Dragões, Casemiro retornou ao Real Madrid e encerrou sua passagem por Portugal. No total, atuou em 41 jogos, marcou quatro gols e deu três assistências.[13]

Casemiro no Real Madrid em 2015

Retorno ao Real Madrid[editar | editar código-fonte]

Em 5 de junho de 2015, o Real Madrid anunciou o retorno do jogador.[14] O Porto decidira pagar os 15 milhões de euros para ficar com o jogador em definitivo, conforme o contrato, mas o Real Madrid pagou 7,5 milhões de euros e exerceu assim sua opção de recompra, mantendo o jogador em Madri.[15]

Desde a volta de Casemiro ao Real, ele tornou-se peça fundamental no esquema tático dos Blancos. Com a chegada do treinador Zinédine Zidane, isso ficou ainda mais evidente, sendo considerado o equilíbrio da equipe e um jogador insubstituível.[16]

Em 3 de junho de 2017, Casemiro conquistou a sua terceira Liga dos Campeões da UEFA pelo Real Madrid, anotando um dos gols da goleada por 4 a 1 sobre a Juventus, na final.[17]

Casemiro conquistou novamente a Liga dos Campeões da UEFA no dia 26 de maio de 2018, com uma boa atuação na final, que terminou com vitória por 3 a 1 sobre o Liverpool.[15]

Em nota no site oficial, o Real Madrid anunciou no dia 19 de agosto de 2022 que Casemiro foi negociado com o Manchester United. O brasileiro encerrou sua passagem pelo Real Madrid com 18 títulos: cinco Liga dos Campeões da UEFA, três Mundiais de Clubes, três Supercopas da Europa, três Campeonatos Espanhóis, uma Copa do Rei e três Supercopas de Espanha. No total, o volante atuou em 336 partidas, marcou 31 gols e distribuiu 29 assistências.[18]

Manchester United[editar | editar código-fonte]

Foi anunciado oficialmente pelo Manchester United no dia 19 de agosto de 2022, sendo contratado por cerca de 60 milhões de euros (312 milhões de reais). O brasileiro assinou contrato com duração de cinco anos, até 2027.[19] Estreou pelo United no dia 27 de agosto, na vitória de 1 a 0 contra o Southampton, fora de casa, válida pela Premier League.[20] Realizou seu primeiro derby contra o Manchester City no dia 2 de outubro, em jogo válido pela Premier League. Na ocasião, Casemiro começou no banco de reservas e entrou no segundo tempo, no lugar de Scott McTominay, mas não conseguiu impedir a goleada sofrida por 6 a 3.[21] Marcou seu primeiro gol pelos Diabos Vermelhos no dia 22 de outubro, em um empate de 1 a 1 contra o Chelsea, em Londres, válido pela Premier League.[22]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Base[editar | editar código-fonte]

Pela Seleção Brasileira Sub-17, Casemiro, na época conhecido como Carlão, disputou a Copa do Mundo Sub-17 de 2009.

Dois anos depois, em 2011, com a Seleção Brasileira Sub-20, Casemiro conquistou o Sul-Americano Sub-20 e a Copa do Mundo Sub-20 de 2011.[23]

Casemiro em partida pela Copa do Mundo FIFA de 2018

Principal[editar | editar código-fonte]

Em 5 de setembro de 2011, Casemiro foi convocado por Mano Menezes para o Superclássico das Américas,[24] estreando, assim, pela Seleção Brasileira principal no dia 14 de setembro, contra a Argentina.[25]

Copa América de 2015 e 2016[editar | editar código-fonte]

O volante foi convocado por Dunga para a Copa América de 2015, mas não atuou em nenhuma partida na competição.[26]

Em 5 de maio de 2016, foi convocado para a Copa América Centenário, dessa vez como titular.[27]

Casemiro com a Seleção Brasileira em 2018

"Era Tite" e Copa do Mundo de 2018[editar | editar código-fonte]

Com a chegada de Tite, Casemiro firmou-se como titular absoluto durante as Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de 2018. No dia 14 de maio de 2018, esteve na lista dos 23 convocados para a Copa do Mundo.[28] Sua estreia na competição aconteceu em 17 de junho de 2018, jogando 60 minutos no empate por 1 a 1 contra a Suíça, pela 1ª rodada do Grupo E.[29] Titular durante todo o torneio, Casemiro, por suspensão, não atuou na eliminação da Seleção contra a Bélgica, nas quartas de final.[30]

Copa América de 2019[editar | editar código-fonte]

Em 17 de maio de 2019, Casemiro foi convocado para a Copa América de 2019.[31] Na terceira rodada, na Arena Corinthians, contra o Peru, Casemiro marcou seu primeiro gol pela Seleção para abrir uma goleada por 5 a 0; porém, nessa mesma partida, acabou sendo suspenso para a disputa das quartas de final.[32] O volante atuou durante os 90 minutos na final contra o Peru, sagrando-se campeão da competição após o triunfo por 3 a 1.[33]

Copa do Mundo de 2022[editar | editar código-fonte]

Presente na lista de 26 convocados por Tite no dia 7 de novembro, Casemiro foi chamado para a sua segunda Copa do Mundo FIFA consecutiva.[34] O volante teve boa atuação no dia 24 de novembro, na estreia contra a Sérvia, onde foi titular e chegou a finalizar uma bola na trave. Com dois gols de Richarlison, os brasileiros venceram os sérvios por 2 a 0, em duelo válido pela primeira rodada do Grupo G.[35] Já no segundo jogo, contra a Suíça, Casemiro marcou o seu primeiro gol no mundial para garantir a vitória do Brasil por 1 a 0.[36][37]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os jogos deste jogador pela sua Seleção Nacional

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão listados todos os jogos, gols e assistências do futebolista por clubes[38]

Clube Temporada Campeonato

nacional

Copa

nacional[a]

Competições

continentais[b]

Outros

torneios[c]

Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
São Paulo 2010 18 2 1 18 2 1
2011 21 4 5 5 1 0 2 0 1 12 1 0 40 6 6
2012 22 0 1 9 1 0 1 0 0 18 2 0 50 3 1
2013 2 0 0 1 0 0 3 0 0
Total 61 6 7 14 2 0 5 0 1 31 3 0 111 11 8
Real Madrid Castilla 2012–13 15 1 0 15 1 0
Total 15 1 0 15 1 0
Real Madrid 2012–13 1 0 0 1 0 0
2013–14 12 0 1 7 0 0 6 0 0 25 0 1
2015–16 23 1 3 1 0 1 11 0 0 1 0 0 36 1 4
2016–17 25 4 0 5 0 2 9 2 2 4 0 0 43 6 4
2017–18 30 5 3 1 0 0 12 1 0 4 1 0 47 7 3
2018–19 29 3 1 5 0 0 6 1 0 2 0 0 42 4 1
2019–20 35 4 3 1 0 1 8 1 1 2 0 0 46 5 5
2020–21 34 6 4 1 0 0 10 1 1 1 0 1 46 7 6
2021–22 32 1 4 3 0 0 11 0 0 2 0 0 48 1 4
2022–23 1 0 0 1 0 1 2 0 1
Total 222 24 19 24 0 4 73 6 4 17 1 2 336 31 29
Porto 2014–15 28 3 2 3 0 0 10 1 1 41 4 3
Total 28 3 2 3 0 0 10 1 1 41 4 3
Manchester United 2022–23 11 1 1 1 0 0 6 0 0 18 1 1
Total 11 1 1 1 0 0 6 0 0 18 1 1
Total na carreira 337 35 29 42 2 4 94 7 6 48 4 2 521 48 41

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão listados todos os jogos, gols e assistências do futebolista pela Seleção Brasileira, desde as categorias de base[39]

Seleção Sub–17

Ano Campeonato Mundial
Jogos Gols Assist.
2009 2 0 0
Total na carreira 2 0 0

Seleção Sub–20

Ano Campeonato Mundial Campeonato Sul–Americano Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
2011 7 0 0 8 3 0 15 3 0
Total na carreira 7 0 0 8 3 0 15 3 0

Seleção principal

Ano Copa do Mundo Copa América Qualificação Mundial Amistosos Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
2011 1 0 0 1 0 0
2012 4 0 0 4 0 0
2014 2 0 0 2 0 0
2015 2 0 0 2 0 0
2016 2 0 0 2 0 0 4 0 0
2017 5 0 0 2 0 0 7 0 0
2018 4 0 0 8 0 1 12 0 1
2019 5 1 0 9 2 1 14 3 1
2020 2 0 0 2 0 0
2021 6 1 0 5 0 0 11 1 0
2022 2 1 0 2 1 0 4 0 1 8 2 1
Total na carreira 6 1 0 13 2 0 16 1 0 32 2 3 67 6 3

Títulos[editar | editar código-fonte]

São Paulo
Real Madrid
Seleção Brasileira

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «11 jogadores que "mudaram de nome" durante a carreira». UOL. 15 de outubro de 2016. Consultado em 27 de agosto de 2022 
  2. UOL (17 de abril de 2010). «Bertolucci ofereceu 1,5 mi para Casemiro sair do SPFC». Blog do São Paulo. Consultado em 16 de julho de 2010 
  3. «No finzinho, São Paulo empata com o Cruzeiro em ótimo jogo no Morumbi». Gazeta do Povo. 15 de agosto de 2010. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  4. «São Paulo celebra aniversário de Casemiro em suas redes sociais». Gazeta Esportiva. 23 de fevereiro de 2021. Consultado em 20 de setembro de 2022 
  5. «São Paulo empresta Casemiro ao time B do Real Madrid». Terra. 31 de janeiro de 2013. Consultado em 29 de novembro de 2022 
  6. «Casemiro perde na estreia no Real B, mas é elogiado: 'Tem muita coisa'». GloboEsporte.com. 16 de fevereiro de 2013. Consultado em 29 de novembro de 2022 
  7. «Casemiro é relacionado por Mourinho para partida contra o Betis». Terra. 19 de abril de 2013. Consultado em 27 de agosto de 2022 
  8. Felipe Lobo (20 de abril de 2013). «Surpresa no time, Casemiro fez boa estreia no Real Madrid». Trivela. Consultado em 27 de agosto de 2022 
  9. «Real Madrid confirma a contratação de Casemiro por quatro temporadas». GloboEsporte.com. 10 de junho de 2013. Consultado em 27 de agosto de 2022 
  10. «Casemiro marca pela 1ª vez em goleada do Real na estreia de Ancelotti». UOL. 21 de julho de 2013. Consultado em 27 de agosto de 2022 
  11. «Comunicado oficial: Casemiro». Site oficial do Real Madrid. 19 de julho de 2014 
  12. «Porto anuncia contratação do brasileiro Casemiro por empréstimo». GloboEsporte.com. 19 de julho de 2014. Consultado em 27 de agosto de 2022 
  13. «Casemiro: "Se hoje sou um jogador com esta grandeza é porque o FC Porto me ajudou"». SAPO. 6 de abril de 2022. Consultado em 7 de novembro de 2022 
  14. «Comunicado oficial: Casemiro» (em espanhol). Site oficial do Real Madrid. 5 de junho de 2015. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  15. a b Marcelo Souza (23 de fevereiro de 2020). «A Carreira de Casemiro em Números». Futebol Stats. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  16. «Casemiro é insubstituível para Zidane». BeSoccer. 12 de janeiro de 2017. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  17. «Real domina, goleia Juve e cria hegemonia inédita na Liga dos Campeões». UOL. 3 de junho de 2017. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  18. «Real Madrid oficializa saída de Casemiro para o United e prepara despedida». UOL. 19 de agosto de 2022. Consultado em 27 de agosto de 2022 
  19. «Manchester United anuncia Casemiro, que deixa o Real Madrid após nove anos». Placar. 19 de agosto de 2022. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  20. «Casemiro estreia em vitória do United com brilho de portugueses». UOL. 27 de agosto de 2022. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  21. «Haaland anota hat-trick, City não dá chances e vence United por 6 a 3». UOL. 2 de outubro de 2022 
  22. «Casemiro marca e garante empate do Manchester United contra o Chelsea». LANCE!. 22 de outubro de 2022. Consultado em 7 de novembro de 2022 
  23. «Em 2011, Brasil conquistou título de maneira emocionante no Mundial Sub-20». Confederação Brasileira de Futebol. 10 de fevereiro de 2015. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  24. «Mano convoca 24 jogadores para amistoso contra Argentina». Tribuna do Norte. 5 de setembro de 2011. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  25. Leandro Canônico e Márcio Iannacca (14 de setembro de 2011). «Bolas na trave não resolvem: Brasil e Argentina ficam no zero em Córdoba». GloboEsporte.com. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  26. «Seleção Brasileira é convocada para a Copa América do Chile 2015». Confederação Brasileira de Futebol. 5 de maio de 2015. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  27. Alexandre Lozetti e Felipe Schmidt (5 de maio de 2016). «Dunga convoca Seleção para a Copa América com 7 jogadores olímpicos». GloboEsporte.com. Consultado em 27 de agosto de 2022 
  28. «Com Geromel, Tite anuncia lista de convocados da Seleção para a Copa». GZH. 14 de maio de 2018. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  29. Leonardo Oliveira (17 de junho de 2018). «Brasil larga na frente, mas empata com a Suíça em estreia na Copa». GZH. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  30. Rodrigo Capelo (4 de julho de 2018). «A ausência de Casemiro diante da Bélgica será sentida: ele é o motor da seleção na Copa». Época. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  31. «Veja a lista dos 23 convocados de Tite para a Copa América». Terra. 17 de maio de 2019. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  32. Marcos Guedes (26 de junho de 2019). «Sem Casemiro e Fernandinho, Tite escala Allan contra o Paraguai». Folha de S.Paulo. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  33. «É campeão! Com um a menos no 2º tempo, Brasil vence Peru e conquista sua nona Copa América». GloboEsporte.com. 7 de julho de 2019. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  34. «Com Dani Alves, Tite anuncia convocados para a Copa do Mundo do Catar; confira». Terra. 7 de novembro de 2022. Consultado em 28 de novembro de 2022 
  35. Felipe Lobo (24 de novembro de 2022). «Brasil se impõe de forma categórica contra a Sérvia com boa atuação e golaço para vencer na estreia». Trivela 
  36. Felipe Lobo (28 de novembro de 2022). «Brasil teve paciência e contou com golaço de Casemiro para vencer a Suíça». Trivela 
  37. Diogo Dantas (29 de novembro de 2022). «Meu 10 veste 5: Casemiro se torna jogador mais cerebral da seleção brasileira na Copa». Extra 
  38. «Casemiro Manchester United vídeos, histórico de transferências e estatísticas». Sofascore. Consultado em 29 de novembro de 2022 
  39. «Casemiro Estatísticas, Notícias, Biografia». ESPN Brasil. Consultado em 29 de novembro de 2022 
  40. «The 100 best footballers in the world 2016 – interactive» (em inglês). The Guardian 
  41. «"Seleção" da Liga dos Campeões tem quatro brasileiros. Messi fica no banco». UOL. 6 de junho de 2017. Consultado em 27 de agosto de 2022 
  42. Seleção do Uefa Champions League tem quatro brasileiros e carrasco do Barcelona
  43. «Com seis brasileiros, IFFHS divulga a seleção da última década da América do Sul». TNT Sports. 27 de janeiro de 2021. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  44. «Copa América elege seleção da competição de 2021». TNT Sports. 13 de julho de 2021. Consultado em 4 de outubro de 2022 
  45. Gustavo Gómez, en el plantel ideal del año de futbolistas sudamericanos
  46. «Casemiro é eleito o melhor em título do Real Madrid e diz: "Estou na minha melhor fase"». GloboEsporte.com. 10 de agosto de 2022. Consultado em 27 de agosto de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Casemiro (futebolista)