Seleção Turca de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Turquia
Scudetto turco.svg
Alcunhas?  Ay-Yıldızlılar
Associação Türkiye Futbol Federasyonu
Confederação UEFA (Europa)
Material desportivo?  Estados Unidos Nike
Treinador Romênia Mircea Lucescu
Capitão Arda Turan
Mais participações Rüştü Reçber (120)
Melhor artilheiro Hakan Şükür (51)
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar
A Seleção Turca de Futebol (2016)

A Seleção Turca de Futebol representa a Turquia nas competições de futebol da FIFA. A seleção turca de futebol evoluiu muito desde a Copa do Mundo de futebol realizada em 2002 na Coreia do Sul e no Japão. Naquela ocasião, durante a primeira fase do torneio, deparou-se no grupo C, ao lado de Brasil, Costa Rica e China.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Participações em Copas[editar | editar código-fonte]

Copa do Mundo de 1954[editar | editar código-fonte]

Na Copa de 1954 disputada na Suíça, a Turquia foi eliminada na primeira fase tendo disputado três partidas:

Copa do Mundo de 2002[editar | editar código-fonte]

Em sua primeira partida no mundial, contra o Brasil, a seleção turca foi derrotada pelo placar de 2 a 1, com gols de Hasan Şaş, pela Turquia, e Ronaldo e Rivaldo, pelo Brasil. Este jogo foi destaque pelas suas irregularidades, uma das quais, a mais pertinente, envolveu o meio-campista Rivaldo simulando ter sido atingido no rosto por uma bola chutada propositalmente contra ele pelo defensor turco Hakan Ünsal (expulso pelo árbitro da partida), que, em verdade, o acertou a perna. Rivaldo iria depois admitir sua conduta desonesta no incidente, e a FIFA o puniria por sua postura em 10 mil francos suíços[2]. Um outro evento anômalo durante o confronto foi o pênalti erroneamente marcado no atacante Luisão, puxado, durante uma arrancada, fora da área pelo zagueiro turco Alpay Özalan. Àquela altura, Brasil e Turquia empatavam em 1 a 1. A penalidade foi convertida por Rivaldo, aos 87 minutos de partida (42 minutos do segundo tempo), garantindo a vitória do Brasil sobre a Turquia.

Após a derrota para o Brasil, a Turquia encarou a Costa Rica em seu segundo confronto na Copa do Mundo, com dois jogadores cumprindo suspensão. Na sequência de um primeiro tempo em que nenhum dos lados da disputa foi capaz de tomar controle da partida e sem muita atividade próxima ao gol, o jogo entre as duas equipes nacionais só produziu gols durante a segunda etapa. Por consequente de maior pressão de seu time contra os costarriquenhos, o meio-campista Emre Belözoğlu, aos 16 minutos do segundo tempo, abriu o placar pela Turquia em chute clínico após receber o rebote de um arremate imediatamente anterior seu. Contudo, seguindo sua liderança em gols, a seleção turca reduziu sua intensidade de jogo, e sofreu o empate de Winston Parks, substituto de Wilmer López, aos 41 minutos. A partida terminou em 1 a 1, e, com o resultado, a Turquia se distanciou da classificação para as oitavas de final, dependendo da derrota da Costa Rica para o Brasil, em seu jogo seguinte, e de uma vitória contra a China por placar amplo o suficiente para superar o país da América Central em saldo de gols.[3]

Quanto ao seu terceiro jogo na Copa do Mundo, contra a China, a seleção turca, com postura profissional, foi dominante durante toda a partida. Aos seis minutos do primeiro tempo, Hasan Şaş fez o primeiro gol do confronto após cobrança de falta de Ümit Davala; apenas três minutos depois, Bülent Korkmaz, surpreendendo o goleiro chinês Jiang Jin, cabeceou para dentro do gol, ampliando o placar para a Turquia. A passagem ao segundo tempo foi dada com a vantagem da equipe turca em relação à chinesa em dois gols e, em reação a isso, com a entrada, no time chinês, de Shao Jiayi, atuando no meio de campo, substituindo Wu Chengying. O meio-campista, contudo, não perdurou bastante no gramado, sendo expulso seis minutos após o início da segunda etapa da disputa. Com isso, o controle turco do jogo fortaleceu-se, o que se traduziu no gol de Ümit Davala, aos 40 minutos do segundo tempo. Com a vitória dilatada sobre a China por 3 a 0, e a também expressiva derrota da Costa Rica, por 5 a 2, em sua partida contra o Brasil, a Turquia igualou-se em número de pontos aos costarriquenhos, superando-os no quesito de saldo de gols. Assim, os turcos classificaram-se para as oitavas de final da Copa do Mundo pela primeira vez.[4]

Para as oitavas de final, o time nacional turco teve de enfrentar a seleção do Japão, um dos anfitriões da competição. O embate aconteceu na cidade de Miyagi, na ilha de Honshu, no Japão. A despeito de mostrar qualidade ofensiva, o time japonês não era consistente defensivamente, o que foi explorado ainda nos momentos iniciais do jogo pela Turquia. Em um escanteio cobrado por Ergün Penbe, aos 12 minutos do primeiro tempo, Ümit Davala marcou um gol de cabeça. Foi o único gol da partida, garantindo o avanço da seleção turca para a fase seguinte do torneio.[5]

Nas quartas de final, contra Senegal, em um jogo de baixa qualidade - apesar das boas chances apresentadas no decorrer da partida pela Turquia -, a equipe eurasiática garantiu a sua passagem para a semifinal ao vencer o time africano por 1 a 0, com o gol de İlhan Mansız, substituto de Hakan Şükür, aos 4 minutos da prorrogação. Para a competição, a regra da morte súbita, durante as prorrogações, era aplicada; com isso, o gol obtido pela Turquia garantiu sua vitória no momento em que foi feito.[6]

Em sua semifinal, a Turquia, mais uma vez, entrou em embate com a seleção brasileira. Demonstrando intensidade de jogo, os turcos, durante a primeira metade do primeiro tempo, desafiaram a defesa brasileira pelo lado direito, chegando a criar a primeira chance real do jogo no vigésimo minuto da partida, quando uma cabeçada de Alpay Özalan exigiu uma boa defesa do goleiro brasileiro, Marcos. Todavia, seguidamente a alarmar os brasileiros, os turcos presenciaram o brilhantismo futebolístico brasileiro manifestar-se em campo, o que demandou intervenções do goleiro da Turquia, Rüştü Reçber. Por fim, no início da segunda etapa do confronto, o Brasil atingiu o ápice do jogo ao marcar o único gol da partida, aos 4 minutos, com Ronaldo. Caía por terra, assim, o sonho turco de avançar na Copa do Mundo de 2002.[7]

Por conta de sua derrota, a seleção turca disputou o terceiro lugar com os outros anfitriões do torneio, a Coreia do Sul. Em um jogo emocionante, marcado pelo gol mais rápido já feito em qualquer Copa do Mundo - aos 11 segundos de partida, por Hakan Şükür, reverenciado como o principal jogador turco mas que, durante toda a competição, havia sido incapaz de converter um gol, desperdiçando boas chances -, a Turquia conquistou o terceiro lugar ao vencer o confronto pelo placar de 3 a 2. Os gols foram marcados por Hakan Şükür (1'), Lee Eul-yong (9'), İlhan Mansız (13', 32') e Song Chong-gug (90'+3).[8] O resultado coroou uma campanha surpreendente e histórica da Turquia, e até hoje se mantém como o melhor resultado do país em Copas do Mundo.[9][10]

Colônia alemã[editar | editar código-fonte]

No decorrer da Copa do Mundo de 2002, figuraram na seleção turca jogadores vindos da comunidade turca na Alemanha: Yıldıray Baştürk (que nunca jogou em clubes turcos), Tayfur Havutçu, İlhan Mansız e Ümit Davala. Outro membro desta comunidade é Mehmet Scholl, popular jogador da seleção alemã nos anos 90; seu sobrenome original é Yüksel.

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Uniformes atuais[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro uniforme: Camisa vermelha com detalhes em vermelho, calção e meias vermelhas.
  • Segundo uniforme: Camisa branca com detalhes em vermelho, calção e meias brancas.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro Uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo Uniforme

Uniformes dos goleiros[editar | editar código-fonte]

  • Camisa preta, calção e meias pretas;
  • Camisa verde, calção e meias verdes.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
1
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
2

Uniformes anteriores[editar | editar código-fonte]

  • 2016
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Alternativo
  • 2015
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2012
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • 2011
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2010
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2009
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2008
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2006
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2004
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2003
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2002
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2000
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo

Jogadores famosos[editar | editar código-fonte]

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Os seguintes jogadores foram convocados para o jogo da Liga das Nações contra a Suécia e o amistoso contra a Ucrânia em 17 e 20 de novembro de 2018

Atualizado até 20 de Novembro de 2018
Nome Posição Clube
Bolat Goleiro Bélgica Royal Antwerp
Kırıntılı Goleiro Turquia Konyaspor
Kocuk Goleiro Turquia Bursaspor
Söyüncü Defesa Inglaterra Leicester City
Ayhan Defesa Alemanha Fortuna Düsseldorf
Bayram Defesa Turquia Galatasaray
Çelik Defesa França Lille
Ersoy Defesa Turquia Bursaspor
Müldür Defesa Áustria Rapid Viena
Demiral Defesa Turquia Alanyaspor
Topal Médio Turquia Fenerbahçe
Özyakup Médio Turquia Beşiktaş
Malli Médio Alemanha VfL Wolfsburg
Yokuşlu Médio Espanha Celta de Vigo
Ünder Médio Itália Roma
Tekdemir Médio Turquia Başakşehir
Gürler Médio Espanha Huesca
Kahveci Médio Turquia Başakşehir
Karaman Médio Alemanha Fortuna Düsseldorf
Kara Médio Turquia Bursaspor
Serbest Médio Turquia Kasımpaşa
Tosun Avançado Inglaterra Everton
Ünal Avançado Espanha Valladollid
Mircea Lucescu Treinador

Ver também[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. a b c FIFA.com (novembro de 2015). «Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola». Consultado em 11 de novembro de 2015 
  2. «Rivaldo é multado por simular contusão contra a Turquia | BBC Brasil | BBC World Service». www.bbc.com. Consultado em 26 de novembro de 2018 
  3. «BBC SPORT | WORLD CUP | Costa Rica v Turkey | Parks strike denies Turkey». news.bbc.co.uk. Consultado em 26 de novembro de 2018 
  4. «BBC SPORT | WORLD CUP | Turkey v China | Turkey reach last 16». news.bbc.co.uk. Consultado em 26 de novembro de 2018 
  5. «BBC SPORT | WORLD CUP | Japan v Turkey | Turkey end Japan's dream». news.bbc.co.uk. Consultado em 26 de novembro de 2018 
  6. «BBC SPORT | WORLD CUP | Senegal v Turkey | Turkey's golden delight». news.bbc.co.uk. Consultado em 26 de novembro de 2018 
  7. «BBC SPORT | WORLD CUP | Brazil v Turkey semi final | Brazil stride into final». news.bbc.co.uk. Consultado em 26 de novembro de 2018 
  8. FIFA.com. «2002 FIFA World Cup Korea/Japan ™ - Matches - Korea Republic-Turkey - FIFA.com». FIFA.com (em inglês). Consultado em 26 de novembro de 2018  line feed character character in |titulo= at position 34 (ajuda)
  9. «BBC SPORT | WORLD CUP | South Korea v Turkey | Turkey finish in style». news.bbc.co.uk. Consultado em 26 de novembro de 2018 
  10. «Quem eram os 23 jogadores da histórica Turquia de 2002 e o que foi deles depois da Copa | Trivela». trivela.com.br. Consultado em 26 de novembro de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre futebol turco é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.