Mehmet Scholl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mehmet Scholl
Mehmet Scholl
Scholl em 2011.
Informações pessoais
Nome completo Mehmet Yüksel
Data de nasc. 16 de outubro de 1970 (45 anos)
Local de nasc. Karlsruhe,  Alemanha Ocidental
Nacionalidade Alemão e turco
Altura 1,77 m
Apelido Scholli
Informações profissionais
Equipa atual Sem clube
Posição Treinador (Ex-meia-atacante)
Clubes de juventude
1976–1982
1982–1989
Alemanha SV Nordwest Karlsruhe
Alemanha Karlsruher
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1989–1992
1992–2007
Alemanha Karlsruher
Alemanha Bayern de Munique
Seleção nacional
1991–1992
1992
1995–2002
Bandeira da Alemanha Alemanha Sub-21
Bandeira da Alemanha Alemanha Olímpica
Bandeira da Alemanha Alemanha
5 (3)
1 (0)
36 (8)
Times/Equipas que treinou
2008–2009
2009–2010
2012–2013
Alemanha Bayern Munique (sub-13)
Alemanha Bayern de Munique II
Alemanha Bayern de Munique II


Mehmet Scholl, nascido como Mehmet Yüksel (Karlsruhe, 16 de outubro de 1970) é um ex-futebolista alemão de origem turca.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Karlsruher SC[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira em 1989, aos 18 anos de idade, defendendo o Karlsruher, quando foi promovido da equipe reserva. Pelo KSC, Scholl disputou 58 jogos e marcou 11 gols. Seu desempenho chamou a atenção do tradicional Bayern de Munique, e o meia-atacante foi contratado pelo time bávaro em julho de 1992.

Bayern de Munique[editar | editar código-fonte]

Scholl esteve presente na maioria das conquistas do Bayern de Munique, no final da década de 90 e anos 2000, como o Mundial Interclubes de 2001, a Liga dos Campeões do mesmo ano, a Taça UEFA de 1996, as Bundesligas de 1994, 1997, 1999, 2000, 2001, 2003, 2005 e 2006, as Taças Alemãs de 1998, 2000, 2003, 2005 e 2006, e as Taças da Liga de 1997, 1998, 1999, 2000 e 2004.[1] Em 15 anos, foram 334 partidas e 87 gols (no total, 468 jogos e 116 gols).

Mehmet aposentou-se como jogador em 2007, num amistoso entre Bayern e Barcelona, que venceu o jogo por 1 a 0 (gol de Lionel Messi). O meia-atacante foi substituído pelo francês Franck Ribéry, que fazia sua estreia pelo Bayern.

Seleção Alemã[editar | editar código-fonte]

Scholl, que jogou também nas equipes Sub-21 e Olímpica entre 1991 e 1992, também esteve presente na conquista da Eurocopa de 1996, com a Seleção Alemã, pela qual fizera sua estreia no ano anterior. Foi ele quem deu lugar ao então desconhecido Oliver Bierhoff, que marcou os 2 gols que viraram o jogo decisivo entre Alemanha e República Checa. Participou também na pífia campanha alemã na Eurocopa de 2000, tendo marcado o único gol da seleção no torneio, no empate contra a também eliminada Romênia.

Porém, as lesões no joelho impediram Scholl de continuar jogando em alto nível pela Alemanha, forçando-o a encerrar a carreira internacional em janeiro de 2002, num amistoso contra Israel, 4 meses antes da Copa da Coreia do Sul/Japão, tornando-o um dos melhores jogadores alemães a nunca terem disputado a competição na história.

Aos 35 anos de idade, ele flertou com uma possível convocação para a Copa de 2006, disputada na Alemanha. Um abaixo-assinado criado por 2 estudantes que torciam para o Bayern pedia a inclusão de Scholl na lista de 23 convocados para o torneio[2]. Cerca de 175 mil pessoas aderiram ao pedido, mas o técnico Jürgen Klinsmann, que também atuara com Scholl no Bayern e na Seleção, decidiu não convocá-lo.

Referências

  1. «Perfil em Fussballdaten». Consultado em 22 de março de 2016. 
  2. Tribuna Paraná Online (10 de maio de 2006). «Abaixo-assinado pede volta de Scholl à Seleção Alemã». Consultado em 10 de maio de 2006. 
Bandeira de AlemanhaSoccer icon Este artigo sobre futebolistas alemães é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.