Wellington Alves da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o lateral-direito de mesmo nome, veja Wellington do Nascimento Silva.
Wellington Silva
Informações pessoais
Nome completo Wellington Alves da Silva
Data de nasc. 6 de janeiro de 1993 (26 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Nacionalidade brasileiro
espanhol
Altura 1,73 m
Destro
Apelido Mbappé Colorado
Informações profissionais
Clube atual Internacional
Número 11
Posição Atacante
Clubes de juventude
2005–2010 Fluminense
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2010–2011
2011–2016
2011
2012
2012–2013
2013–2014
2014–2015
2015–2016
2016–2017
2018–
Fluminense
Arsenal
Levante (emp.)
Alcoyano (emp.)
Ponferradina (emp.)
Real Murcia (emp.)
Almería (emp.)
Bolton Wanderers (emp.)
Fluminense
Internacional (emp.)
0017 0000(1)
0000 0000(0)
0002 0000(0)
0016 0000(3)
0023 0000(4)
0038 0000(3)
0035 0000(0)
0025 0000(2)
0066 000(10)
0053 0000(3)
Seleção nacional3
2008–2009
2014
Brasil Sub-17
Brasil Sub-21
0011 0000(0)
0002 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 30 de novembro de 2019.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 17 de dezembro de 2014.

Wellington Alves da Silva, mais conhecido como Wellington Silva (Rio de Janeiro, 6 de janeiro de 1993), é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Atualmente, joga pelo Internacional, emprestado pelo Fluminense.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Fluminense[editar | editar código-fonte]

Desde novo Wellington Silva era badalado e diferenciado na base do Fluminense, considerado uma das maiores promessas da geração 1993 do Brasil, com apenas 16 anos ganhou o status de prodígio e foi incorporado ao elenco profissional do Fluminense.

Em 2010, o Fluminense negociou o jogador com o Arsenal da Inglaterra, pelo valor de R$ 10 milhões, o Arsenal venceu a concorrência do Real Madrid, Chelsea e Manchester United [1] e com apenas 17 anos já tinha sido vendido, como na época ainda era menor de idade, continuou defendendo o time do Rio de Janeiro até o início de 2011.[2] Neste tempo, o jogador foi bastante criticado devido a negligência com o clube carioca pelo então técnico Muricy Ramalho e pelo vice-presidente de futebol do Fluminense, Alcides Antunes.[3]

Arsenal[editar | editar código-fonte]

Na Inglaterra, o jogador não conseguiu tirar uma licença de trabalho da Associação de Futebol da Inglaterra, o Arsenal decidiu emprestá-lo ao espanhol Levante[4], clube o qual o jogador não conseguiu se adaptar.[5] O jogador foi sucessivas vezes emprestado, principalmente a Clubes espanhois, e em 5 anos de contrato nunca teve a chance de disputar uma partida oficial pelos Gunners.

Em 2015 finalmente conseguiu sua licença de trabalho da Associação de Futebol da Inglaterra[6], porém continuou sem ter chances e foi emprestado ao Bolton[7]

Alcoyano[editar | editar código-fonte]

Em 12 de janeiro de 2012, foi emprestado para o Alcoyano, da segunda divisão do futebol espanhol até o fim da temporada.[8]

Ponferradina[editar | editar código-fonte]

Retornando ao Arsenal em julho do mesmo ano e ainda sem alguma chance no elenco do clube inglês, Wellington foi novamente emprestado no dia 16 de agosto, desta vez ao Ponferradina.[9]Ele marcou seu primeiro gol pelo seu novo clube em 12 de setembro, na Taça da Espanha contra o Villareal, aos 11 minutos do segundo tempo. Ele então jogou os últimos 15 minutos na derrota do Ponferradina por 2 a 1 para o Barcelona B na Liga Adelante.[10]

Fluminense[editar | editar código-fonte]

Sem espaço, descontente e com apenas mais 1 ano de contrato com o Arsenal, Wellington decidiu forçar sua volta para o Brasil, o clube Inglês não dificultou o negocio apenas incluindo uma clausula de recompra de 50% dos direitos econômicos por 5 milhões de euros (aproximadamente R$ 17 milhões)[11].

No dia 18 de julho de 2016, finalmente retorna ao Fluminense, clube que o formou, em contrato válido por 4 anos. Já em 2016 conseguiu atingir a marca de maior numero de atuações por apenas um clube chegando a marca de 40 jogos pela equipe Tricolor.

Em 2017, Wellington marcou na final da Taça Guanabara contra o Flamengo, saindo em alta velocidade do campo de defesa em um contra-ataque correndo 10 metros em 1,59 segundos, antes disso na abertura do Campeonato Carioca fez gol contra o Vasco da Gama, time em que voltaria a fazer gol nas semifinais do Campeonato Carioca numa grande atuação aonde além do gol forçou a expulsão do Camisa 8 da equipe Cruz-Maltina, Douglas Luiz[12]. Foi eleito para seleção do Campeonato Carioca de 2017[13].

Internacional[editar | editar código-fonte]

Em 2018, em um negociação arrastada, foi contratado pelo Internacional por empréstimo até o final do ano.[14] Fez sua estreia em 15 de fevereiro, em virada contra o Juventude por 3 a 1 no Gauchão.[15] E marcou gol pela primeira vez pelo Inter em partida do Brasileirão contra o Atlético-PR, em empate por 2 a 2. Após diversas lesões durante a temporada, no fim dela transformou-se em um reserva de luxo do elenco colorado, com boas atuações na reta final do Brasileirão contra Vasco e Atlético-PR, contra o qual deu assistência para o gol de empate, marcado por Rodrigo Moledo.

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Sub-17[editar | editar código-fonte]

Wellington Silva começou a se destacar no futebol logo cedo, conquistando a Copa Sendai de 2009 pela Seleção Brasileira e, no mesmo ano, atuou no Mundial Sub-17.[16]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Seleção Brasileira
Fluminense

Referências

  1. «De prodígio a incógnita: o que esperar de Wellington (ex-Silva) na volta ao Flu». globoesporte.com 
  2. esportes.r7.com. «Fluminense perde Wellington Silva para Arsenal» 
  3. terceirotempo.bol.uol.com.br. «Muricy Ramalho detona Wellington Silva no Fluminense» 
  4. Estadão. «Levante oficializa contratação de Wellington Silva» 
  5. terceirotempo.bol.uol.com.br. «O estracismo de uma promessa» 
  6. «Wellington Silva recebe passaporte e pode defender o Arsenal - Goal.com». Goal.com. 15 de abril de 2015 
  7. «Emprestado pelo Arsenal, atacante ex-Flu é confirmado no Bolton - Gazeta Esportiva». www.gazetaesportiva.com. Consultado em 23 de maio de 2017 
  8. globoesporte.globo.com (12 de janeiro de 2012). «Promessa do Flu, Wellington Silva é emprestado para time da 2ª Divisão». Consultado em 12 de janeiro de 2012 
  9. globoesporte.globo.com (16 de agosto de 2012). «Revelação do Flu, Wellington Silva é emprestado pelo Arsenal ao Ponferradina». Consultado em 16 de agosto de 2012 
  10. arsenal.com. «Arsenal loan Wellington to Levante». Consultado em 11 de julho de 2012. Arquivado do original em 13 de julho de 2011 
  11. «Bom e barato, Wellington dá volta por cima no Flu: Queria voltar faz tempo». globoesporte.com 
  12. «ATUAÇÕES: Wellington Silva se destaca e ajuda o Flu a se classificar». www.lance.com.br. Consultado em 23 de maio de 2017 
  13. «Com nove jogadores de Fla e Flu, Ferj divulga seleção do Campeonato Carioca». Globoesporte 
  14. http://www.internacional.com.br/conteudo?modulo=2&setor=18&codigo=41506
  15. «Cópia arquivada». Consultado em 15 de fevereiro de 2018. Arquivado do original em 13 de janeiro de 2018 
  16. FIFA.com. «Statistics - WELLINGTON SILVA». Consultado em 6 de janeiro de 2004 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.