Alberto Rafael Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde novembro de 2012). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rafael
Informações pessoais
Nome completo Alberto Rafael da Silva
Data de nasc. 24 de março de 1984 (34 anos)
Local de nasc. Araraquara, São Paulo (SP),  Brasil
Nacionalidade brasileira
Altura 1,92 m[1]
Destro
Apelido Rafa
Informações profissionais
Período em atividade 2004presente (14 anos)
Clube atual Brasil America-RJ
Número 1
Posição Goleiro
Clubes de juventude
20002004 Brasil Matonense
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2004
2005
2006
2007
2008
20082009
20092012
20112012
2012
2012
2012
2013
2014
2014
2015
2015
2016
2016
20172018
2018
Brasil Matonense
Brasil Palmeiras
Brasil São Bento
Brasil Inter de Limeira
Brasil Itumbiara
Brasil Vasco da Gama
Brasil Fluminense
Brasil Atlético Goianiense (emp.)
Brasil Botafogo-SP (emp.)
Brasil Ipatinga (emp.)
Brasil Grêmio Barueri (emp.)
Brasil Rio Verde
Brasil Bangu
Irã Esteghlal Tehran
Brasil Cabofriense
Brasil Macaé
Brasil CSA
Brasil Sampaio Corrêa
Brasil Boavista
Brasil America-RJ (emp.)





0012 0000(0)
0066 0000(0)
0003 0000(0)
0006 0000(0)
0002 0000(0)
0015 0000(0)
0006 0000(0)
0014 0000(0)

0015 0000(0)
0029 0000(0)
0000 0000(0)
0013 0000(0)
0038 0000(0)
0000 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 3 de maio de 2018.

Alberto Rafael da Silva, mais conhecido como Rafael (Araraquara, 24 de março de 1984), é um futebolista brasileiro que atua como goleiro. Atualmente joga pelo America-RJ, emprestado pelo Boavista.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou no Matonense, clube da cidade de Matão, seu segundo clube foi o Palmeiras, equipe que ele foi a quarta opção no gol, em sua frente estavam o ídolo Marcos, Sergio e Diego Cavalieri. Ao ter sua passagem pelo Palmeiras encerrada, passou pelo São Bento em 2006, Inter de Limeira em 2007, Itumbiara em 2008 e nesse mesmo ano foi contratado pelo Vasco para ser reserva do goleiro artilheiro Tiago.

Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

Após a derrota por 3x1, no jogo contra o Cruzeiro em São Januário, que o goleiro Tiago Campagnaro foi expulso, partida válida pelo returno do brasileirão 2008, Renato Gaúcho escolheu Rafael para ser o novo goleiro titular mesmo após Tiago já ter cumprido sua suspensão. Teve que atuar nas últimas e importantes partidas do campeonato, pois estavam lutando para não cair. O rebaixamento para a segunda divisão aconteceu, e o Vasco perdeu o último jogo que foi contra o Vitória. Em janeiro de 2009, após a pré-temporada com o clube cruzmaltino, Rafael foi dispensado por indisciplina, e em seguida foi para o Fluminense.

Fluminense[editar | editar código-fonte]

Quando chegou ao clube, era o terceiro goleiro, sob o comando de René Simões, condição que permaneceu também com a Chegada do técnico Carlos Alberto Parreira. Fernando Henrique e Ricardo Berna eram as preferencias dos primeiros treinadores que comandaram o Flu em 2009. Com a chegada de Cuca assumiu a titularidade.

Rafael foi um dos destaques da reviravolta no brasileirão 2009, na Copa Sul-Americana tiveram excelente participação. Algo incrível é que mesmo estando na zona de rebaixamento em 2009, chegaram até a final de uma competição internacional. Na decisão apesar de vencerem a partida de volta por 3x0, não colocaram a mão na Taça porque perderam fora de casa por 5x1, no somatório ficou 5x4, por pouco não levaram a partida para a prorrogação. Rafael nos minutos finais, numa cobrança para o Flu, foi para o ataque ajudar sua equipe a fazer o quarto gol, mas não foi o suficiente, o arqueiro apenas terminou essa partida sem sofrer gols. Mesmo como segundo colocado os mesmos jogadores do Fluminense foram aplaudidos por terem lutado até o fim. Pelo reconhecimento e gratidão da torcida foram privilegiado sendo chamados de time de guerreiros. E assim o Fluminense engrenou e não caiu, foi por pouco, pois a última partida do brasileirão de 2009, contra o Coxa, terminou em 1x1, o que foi o suficiente para deixar o Flu como o último dos que não caíram.

Em 2010 teve atuações mais modestas, porém teve a alegria de fazer parte do elenco que consagrou-se campeão brasileiro. Com a demissão de Cuca, Fernando Henrique voltou a ser titular. Rafael foi o goleiro que atuou nos Fla-Flus de 2010, no primeiro jogo levou a pior, sofreu 5 gols sendo que sua equipe havia feito 3, mas no quinto gol, estava cara-cara com o "Adriano Imperador", que o driblou e marcou. Muitos tricolores acharam que esse lance estava impedido. No segundo Fla-Flu de 2010, o tricolor venceu por 2x1, o gol rubro-negro quem fez foi o goleiro Bruno numa cobrança de Falta. No terceiro clássico de Fla-Flu do ano, em que foi aberto o placar pelo Fluminense com Leandro Euzébio de cabeça fez 1 a 0.[2]Logo depois David Braz empatou de carrinho após a falha de Rafael.[3]O Flamengo conseguiu virar o jogo com Deivid, e Rodriguinho empatou para o Flu em um belo chute no ângulo de Marcelo Lomba.[4]Mas Renato Abreu virou o jogo com também um chute no ângulo de Rafael na cobrança de falta, e Rodriguinho empatou novamente após Washington dominar no escanteio e ele aproveitou e chutou por baixo do goleiro Lomba. Em minutos finais o rubro-negro poderia fazer 4x3, mas Rafael fez uma defesa importante em cima da linha e evitou a vitória do time rival. E assim, com Fernando Henrique ainda machucado, Muricy Ramalho teve preferencia no goleiro Ricardo Berna, que no returno do campeonato brasileiro, salvou o time no jogo contra o Internacional, Rafael ficou como segundo arqueiro da equipe. Com o título do campeonato brasileiro de 2010, Rafael mais uma vez foi lembrado por ter sido o goleiro titular do time que resgatou o Fluminense em 2009, pois se o flu caísse não teria como ser tricampeão brasileiro de 2010, por tornou-se respeitado pelo clube, recebendo o carinho da torcida mesmo trabalhando em outras agremiações.

Atlético Goianiense[editar | editar código-fonte]

Estando como reserva de Márcio Souza, foi campeão estadual de 2011, sua equipe conseguiu, no campeonato brasileiro, a classificação para a Copa Sul-Americana.

Grêmio Barueri[editar | editar código-fonte]

Em 10 de novembro de 2012, Rafael atuou pelo Barueri em Goiás no Serra Dourada com mais de 30 mil torcedores do Goiás.[5]Praticou boas defesas mas não conseguiu evitar a derrota por 3 a 0.[6]

Cabofriense[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2015, Rafael foi anunciado pela Cabofriense como novo reforço, para a disputa do Carioca de 2015 e se apresentou e treinou pela primeira vez no clube.[7]

Macaé[editar | editar código-fonte]

Sem clube, Rafael acertou com o Macaé, até o final de 2015, clube que tentou contrata-lo em janeiro de 2015.[8]

CSA[editar | editar código-fonte]

Foi apresentado pelo CSA no dia 3 de janeiro de 2016.[9]

Sampaio Corrêa[editar | editar código-fonte]

Sem oportunidades no CSA, o jogador pediu desligamento do clube. No dia 15 de março de 2016 foi anunciado pelo Sampaio Corrêa.[10] Em maio de 2016, Rafael foi dispensado do Sampaio Corrêa.[11]

Boavista[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2016, Rafael foi anunciado como novo reforço do Boavista para a disputa do Carioca de 2017.[12]

America-RJ[editar | editar código-fonte]

Após jogar o Carioca 2018 pelo Verdão de Saquarema, Rafael foi emprestado, em abril de 2018, para o America-RJ, para a disputa da Série B1.[13]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 8 de junho de 2015.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Macaé 2015 27 0 0 1 0 0 28 0 0
Total 27 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 28 0 0
Total na carreira 27 0 0 0 0 0 0 0 0 1 0 0 28 0 0

Títulos[editar | editar código-fonte]

Itumbiara
Fluminense
Atlético Goianiense
Boavista

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Palmeiras
  • Quarta colocação no Campeonato brasileiro de 2005
Fluminense

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um futebolista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.