Wellington Aparecido Martins

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wellington
Informações pessoais
Nome completo Wellington Aparecido Martins
Data de nasc. 28 de janeiro de 1991 (25 anos)
Local de nasc. São Paulo (SP), Brasil
Nacionalidade  brasileira
Altura 1,73 m
Informações profissionais
Clube atual Brasil São Paulo
Número -
Posição Volante
Clubes de juventude
20052008 Brasil São Paulo
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2008
20142015
Brasil São Paulo
Brasil Internacional (emp.)
0165 0000(2)
0038 0000(1)
Seleção nacional
2009
2010
Brasil Brasil Sub-18
Brasil Brasil Sub-19
0000 0000(0)
0007 0000(2)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 24 de outubro de 2015.

Wellington Aparecido Martins (São Paulo, 28 de janeiro de 1991) é um futebolista brasileiro que atua como volante. Atualmente está no São Paulo.

Clubes[editar | editar código-fonte]

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Revelado nas Categorias de Base do São Paulo, Wellington vem se destacando pelo time, que rendeu-lhe várias convocações para as divisões inferiores da Seleção Brasileira de Futebol. O volante foi campeão com a Seleção Brasileira Sub-19 do Torneio Internacional do Mediterrâneo, realizado na Espanha, onde além de ser capitão da Seleção foi eleito o melhor jogador do torneio. Em junho de 2010 Wellington sofreu uma torção no joelho esquerdo durante o período de treinos com a Seleção Brasileira sub-19 e ficou cinco meses parado[1] . No dia 22 de maio, contra o Fluminense, recebeu recebeu a primeira grande chance no time titular do São Paulo; antes já havia sido escalado como titular, porém como lateral-direito ou no time em que os titulares haviam sido poupados; e atuou bem conseguindo anular o meia argentino Darío Conca, o melhor jogador do Campeonato Brasileiro anterior, e o São Paulo ganhou aquela partida por 2x0[2] . A partir daí Wellington conquistou seu espaço na equipe titular do tricolor e não saiu mais do time e foi o jogador de linha com mais jogos pelo São Paulo no campeonato.

O primeiro gol de Wellington no São Paulo foi em golaço na partida contra o Bahia, 5 de novembro de 2011, em Pituaçu, pelo Campeonato Brasileiro. Ele recebeu a bola pela direita, deu um chapéu no adversário e sem a bola cair no chão acertou um lindo chute, porém na partida o São Paulo perdeu de 4x3 para equipe baiana.

No começo 2012, quando Wellington era titular absoluto da equipe do São Paulo, sofreu uma entorse no joelho esquerdo durante um treinamento e ficou de fora dos gramados por um período de sete meses[3] .

Retornou ao São Paulo, na 20° rodada do Campeonato Brasileiro em um jogo contra o Botafogo, naquela oportunidade o São Paulo bateu os cariocas por 4x0, Wellington deixou o Morumbi com o nome gritado.

Apesar de ter fechado bem 2012, Wellington começou 2013 oscilando. O técnico Ney Franco, por sua vez, após alertar o volante, tendo ficado insatisfeito principalmente com o jogador depois do erro causado no clássico diante do Santos, o qual, depois de perder a bola no campo ofensivo, gerou um contra-ataque alvinegro, contra-ataque este responsável por ampliar o placar do jogo em favor do adversário, assumiu que o camisa 5 tem "um potencial enorme e [..] tudo pra fechar bem a temporada", a despeito de seu início ruim.[4]

No mesmo ano de 2013, depois de uma má fase durante a transição de treinadores no clube do Morumbi (em julho, Paulo Autuori substituiria o demitido Ney Franco), que culminou com ofensas de sua esposa, via Twitter, a torcedores do clube que criticavam as atuações do volante[5] , Wellington voltou a ser o ponto de equilíbrio do meio-campo são-paulino: segundo o atleta, a chegada de Autuori foi fundamental para que ele recuperasse a confiança.[6]

No início da temporada 2014, Wellington celebrou uma marca histórica no clube: iniciar sua sétima temporada consecutiva com a camisa são-paulina, número não alcançado desde 2002, quando França completou o mesmo número de anos na agremiação que o volante do elenco atual, e ficar atrás apenas de Rogério Ceni como o atleta mais longevo do clube atualmente. Segundo o próprio Wellington: "Fico feliz, porque isso marca a minha história no clube. Não é nada fácil, ainda mais em uma equipe grande como o São Paulo, para um jogador ficar tanto tempo no mesmo time. Os elencos estão sempre mudando, mas continuo aqui. É o time que eu gosto e cresci, por isso espero ficar por mais dez anos no São Paulo."[7]

Em 2015, volta ao clube, após o contrato de empréstimo com o Internacional encerrar. Wellington só poderá atuar após cumprir os 5 meses de suspensão por doping.

Internacional[editar | editar código-fonte]

Em maio de 2014, sem espaço no São Paulo, Wellington foi emprestado por um ano ao Sport Club Internacional. Em 9 de novembro de 2015 foi suspenso por trinta dias preventivamente por detecção em seu exame antidopagem de hidroclorotiazida e clorotiazida, substâncias diuréticas proibidas no esporte.[8]

Gols pelo São Paulo:

Gols pelo Internacional:

Títulos[editar | editar código-fonte]

São Paulo
Seleção Brasileira - Sub-19
  • Campeão Torneio Internacional do Mediterrâneo - Espanha: 2010

Outras Conquistas[editar | editar código-fonte]

São Paulo (Base)
  • Campeão da Copa Nike - Infantil: 2006
  • Campeão Mundial de clubes sub 17 - Espanha: 2007
  • Campeão Copa Pelé - Sheffield United - Inglaterra: 2007
  • Bicampeão Mundial de clubes sub 17 - Espanha: 2008
São Paulo

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]