Maicon Thiago Pereira de Souza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Maicon
Maicon
Maicon jogando pelo São Paulo em 2012
Informações pessoais
Nome completo Maicon Thiago Pereira de Souza
Data de nasc. 14 de setembro de 1985 (36 anos)
Local de nasc. Rio de Janeiro (RJ), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,84 m
destro
Apelido Capita
Informações profissionais
Período em atividade 2003– presente (18 anos)
Posição volante
Clubes profissionais
Anos Clubes
2003–2006
2004–2005
2005
2006–2007
2007–2009
2009–2010
2011
2012–2015
2015
2016–2021
Madureira
Fluminense (emp.)
Bangu (emp.)
Botafogo (emp.)
MSV Duisburg
Figueirense (emp.)
Figueirense
São Paulo
Grêmio (emp.)
Grêmio

Maicon Thiago Pereira de Souza, mais conhecido como Maicon (Rio de Janeiro, 14 de setembro de 1985), é um futebolista brasileiro que atua como volante. Atualmente está sem clube.

Carreira[editar | editar código-fonte]

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Maicon chegou ao São Paulo no início 2012. Ao ser confirmado pela agremiação paulista, afirmou que vivia "a melhor fase da carreira" e que estava "confiante, motivado". Se disse um atleta "que organiza o time, com passe bom e chegada para finalizar".

Em sua primeira temporada em solo paulista, Maicon teve rendimento abaixo do esperado, contudo, fez boas partidas , como a vitória dos reservas são-paulinos sobre o rival Corinthians por 3 a 1, na última rodada do Brasileirão de 2012, quando marcou dois gols. Maicon nunca foi unânime entre os torcedores, que sempre viram seu futebol com desconfianças.

Depois de um 2013 difícil, no qual o Tricolor chegou a brigar, no primeiro turno, contra o rebaixamento no Campeonato Nacional, a chegada de Muricy Ramalho mudaria, finalmente, a trajetória do jogador na "terra da garoa". Além de ter afastado o clube da degola, Muricy foi fundamental para que Maicon fosse titular. O treinador, além do mais, se disse surpreso com as críticas ao futebol do camisa 18, que, segundo o próprio, "trata bem a bola."

Grêmio[editar | editar código-fonte]

Foi emprestado ao Grêmio até o final de 2015.

No dia 21 de dezembro de 2015 o jogador acertou sua permanência em definitivo no Grêmio após o clube gaúcho pagar a quantia de R$ 7 milhões ao São Paulo.

Maicon logo assumiu a posição no clube gaúcho, onde virou titular absoluto e líder da equipe, sendo o carro chefe dos gaúchos na conquista do penta campeonato da Copa do Brasil, em 2016. Com isso, o Grêmio se tornou o maior campeão da competição, ficando conhecido como o "Rei de Copas".

Em 2017 foi peça fundamental para a conquista da Copa Libertadores da América pelo Grêmio [carece de fontes?]

Em setembro de 2018, as atuações de Maicon no Grêmio foram elogiadas pelo ex-jogador Tostão que afirmou ser "prazeroso ver Maicon jogar, pelo domínio da bola no meio-campo, precisão nos passes e lucidez para escolher, no momento certo, entre o toque para o lado, para manter a posse de bola, e o para frente, para um companheiro livre." [1] [2]

No Campeonato Brasileiro de Futebol de 2018, o Grêmio foi a equipe que mais trocou passes na competição e Maicon liderou o time com 1.154 passes certos.[3]

Em 30 de agosto de 2021, rescindiu com o clube gaúcho.[4]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Apesar de nunca ter sido oficialmente convocado à Seleção Brasileira, Maicon seria listado pelo técnico Tite como pré-convocado ao Mundial de 2018. Além dos 23 nomes relacionados para a competição, outros doze atletas foram lembrados, em caso de contusão dos pertencentes à lista final.[5][6]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Fluminense
Madureira
São Paulo
Grêmio

Referências