José Roberto de Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Zé Roberto
Informações pessoais
Nome completo José Roberto de Oliveira
Data de nasc. 9 de dezembro de 1980 (34 anos)
Local de nasc. Itumbiara (GO),  Brasil
Altura 1,70 m
Destro
Apelido Zé Roberto
Informações profissionais
Período em atividade 1998-presente (15 anos)
Clube atual aposentado
Número 10
Posição Meio-Campista
Clubes de juventude
19961997 Brasil Coritiba
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1998
1999
20002001
2001
2001
20022004
20042005
2005
20052008
20082010
2009
2010
2011
20122013
2013
2014
2015
Brasil Mirassol
Brasil Juventus-SP
Brasil Cruzeiro
Portugal Benfica (emp.)
Brasil Portuguesa
Brasil Vitória
Japão Kashiwa Reysol
Brasil Vitória (emp.)
Brasil Botafogo
Alemanha Schalke 04
Brasil Flamengo (emp.)
Brasil Vasco da Gama
Brasil Internacional
Brasil Bahia
Brasil Figueirense
Brasil Brasiliense
Brasil Botafogo-SP


04 00000(0)


49 0000(12)
18 00000(1)
04 00000(1)
65 0000(18)
03 00000(1)
45 00000(10)
10 00000(3)
31 00000(6)
50 00000(2)
07 00000(1)
19 00000(3)
011 00000(2)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 19 de outubro de 2014.

José Roberto de Oliveira, mais conhecido como Zé Roberto (Itumbiara, 9 de dezembro de 1980), é um futebolista brasileiro que atua como meia-atacante. Atualmente, joga pelo Botafogo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Revelado pelo Coritiba, nos primeiros anos de sua carreira, Zé Roberto também jogou no Juventus-SP e Mirassol. Então, em 2000, foi parar no Cruzeiro, que ainda naquele ano emprestou-o ao Benfica, clube de prestígio em Portugal.

De volta ao Brasil, o Cruzeiro negociou seu passe com a Portuguesa, que logo repassou-o ao Vitória. E foi no Vitória, durante o Brasileirão 2002, que Zé Roberto conseguiu pela primeira vez um certo destaque nacional. Permaneceu no Leão baiano até 2004, quando foi vendido ao clube japonês Kashiwa Reysol, onde jogou por apenas um ano e retornou ao rubro-negro em 2005.

Ainda em 2005, assinou com o Botafogo. Seu contrato continha um cláusula que permitia ao contratante liberar o jogador caso houvesse alguma indisciplina. No alvinegro, Zé Roberto foi um dos maiores destaques da equipe que conquistou o Campeonato Carioca de 2006 e ainda foi indicado ao Prêmio Craque do Brasileirão no mesmo ano na posição de meia-direita[1] . Em 2007, foi peça fundamental do esquema tático do treinador Cuca, o chamado Carrossel Alvinegro, que foi campeão da Taça Rio.

Entretanto, problemas disciplinares que vieram à tona durante o Brasileirão de 2007,[2] resultaram no seu afastamento do grupo. Flagrado divertindo-se em uma boate de Salvador, após ter pedido licença por questões de saúde, Zé Roberto acabou vetado para o decisivo jogo contra o São Paulo, à época, os dois primeiros colocados do Campeonato Brasileiro. Derrotado naquele jogo, o Botafogo seguiu acumulando maus resultados e, com isso, Cuca solicitou à direção sua reintegração ao grupo.[3] Zé Roberto retornou, mas não conseguiu recolocar o Botafogo na briga pelo título nacional, apesar de boas atuações.

Em 2008, o nítido desgaste com o Botafogo resultou na sua transferência para o clube alemão Schalke 04. Sem conseguir se firmar na equipe alemã, no início de 2009 Zé Roberto seguiu emprestado ao Flamengo, onde foi um dos destaques do time campeão brasileiro do ano.

Após novamente não se firmar na sua volta ao Schalke 04, Zé Roberto rescindiu contrato com o clube alemão e acertou sua ida para o Vasco da Gama até julho de 2011.[4] Em 2011, Zé Roberto rescindiu seu contrato com o Vasco da Gama e acertou com o Internacional até 2013. Porém, em dezembro de 2011, Zé Roberto rescinde o contrato com o Inter e deixa o clube para ir ao Bahia.

No dia 29 de agosto de 2013, Zé Roberto acerta com o Figueirense, apos ser dispensando, alguns meses atrás, do Bahia.

Em 2014, acertou com o Brasiliense.[5]

Em 2015, foi contratado pelo Botafogo-SP[6] . Pelo Tricolor de Ribeirão, o meia de 34 anos fez 11 jogos e marcou duas vezes no Paulistão de 2015.

Aposentadoria[editar | editar código-fonte]

Zé Roberto, que defendeu o Botafogo-SP no Campeonato Paulista de 2015, explicou que a distância e o pouco contato com a família, principalmente a esposa e o filho de oito anos, pesaram em sua decisão.

Em Salvador, por telefone, Zé Roberto comentou ao Globo Esporte que a decisão está tomada e só terá outro rumo em caso de proposta "irrecusável" ou algo próximo de casa, que ele possa ver a família com mais frequência.[7]

Cquote1.svg Pretendo parar. Conversei com a minha esposa, e ela comentou que meu filho sente muita falta, e eu também sinto falta dele, de um passeio. Meu projeto é realmente parar para poder ficar com a minha família. Preciso ver o lado dela Cquote2.svg
Zé roberto a equipe do Globo Esporte

Títulos[editar | editar código-fonte]

Vitória
Botafogo
Flamengo
Internacional
Bahia

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Ano Premiação Prêmio Time Resultado Ref.
2006 Brasil Prêmio Craque do Brasileirão Craque da galera Botafogo 3º lugar [8]
Brasil Prêmio Craque do Brasileirão Melhor meia-direita Venceu [9]
Brasil Bola de Prata Melhor meia Venceu [10]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: José Roberto de Oliveira