Róbson Michael Signorini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Robinho
Informações pessoais
Nome completo Róbson Michael Signorini
Data de nasc. 10 de novembro de 1987 (31 anos)
Local de nasc. Marialva (PR), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,70 m
Destro
Apelido Robinho, Robshow, Robkroos
Informações profissionais
Período em atividade 2005–
Clube atual Cruzeiro
Número 19
Posição Meia
Clubes de juventude
2001–2005 Internacional
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2005–2006
2006–2008
2008–2011
2010
2011–2012
2012
2012–2014
2015–
2016–
Varginha
Mogi Mirim
Santos
Avaí (emp.)
Avaí
Coritiba (emp.)
Coritiba
Palmeiras
Cruzeiro (emp.)
000012 0000(2)
000063 000(23)
000054 000(12)
000043 0000(7)
000051 0000(7)
000026 0000(3)
000100 000(15)
000073 000(11)
000160 000(22)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 8 de setembro de 2019.

Róbson Michael Signorini, mais conhecido como Robinho, ou anteriormente como Róbson,[1] (Marialva, 10 de novembro de 1987) é um futebolista brasileiro que atua como meia. Atualmente, joga pelo Cruzeiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Robinho foi formado nas categorias de base do Internacional e após se destacar no Mogi Mirim em 2008, onde foi o artilheiro da equipe na segunda divisão paulista, Robinho acertou contrato de três anos com o Santos.

Avaí[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 2009 acertou com o Avaí a sua liberação foi uma das condições da contratação de Marquinhos pelo Santos.[2][3] No final da temporada, Robinho voltou para o Santos. Disputou alguns jogos pelo Campeonato Paulista e, para o Campeonato Brasileiro, foi vendido em definitivo ao Avaí.[4]

No Estadual o Avaí encontrou o seu maior rival, o Figueirense, na final e venceu os dois jogos, 3 a 0 no primeiro jogo na Ressacada e 2–1 no Estádio Orlando Scarpelli e sagrou-se Campeão Catarinense de 2012. Robinho esteve entre os titulares nas duas partidas.[5][6].

Coritiba[editar | editar código-fonte]

Pelo destaque que obteve pelo Avaí em 22 de maio, após a vitória do Avaí por 1–0 sobre o São Caetano pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro da Série B,[7] os dirigentes do Avaí anunciaram a saída de Robinho para o Coritiba.[8]

Palmeiras[editar | editar código-fonte]

Em 12 de janeiro de 2015, após muitas reuniões e impasses, o Coritiba e o Palmeiras chegaram a um acordo e acertaram a transferência de Robinho para o time paulista.

Fez sua estreia oficial pelo clube em 31 de janeiro numa vitória sobre o Audax por 3-1, válida pelo Campeonato Paulista. Na mesma partida, marcou seu primeiro gol, após assistência de Allione.

Logo começou a fazer sucesso no time. Com um mês de clube, já havia conquistado sua titularidade, marcado três gols, o mesmo tanto que havia feito na temporada passada pelo Coritiba e dando assistências para gols. Numa partida contra o São Paulo vencida por 3x0, em 25 de março, pela 12° rodada do Campeonato Paulista, Robinho marcou um gol do meio de campo, onde chutou a bola do meio de campo, encobrindo o goleiro Rogério Ceni, lembrando o gol feito por Diego Souza em novembro de 2009, numa partida contra o Atlético Mineiro, onde fez um gol chutando do meio do campo. Após alguns dias, recebeu uma placa por conta de seu gol antológico, em meio da entrevista coletiva de Alex, ex-jogador do Coritiba e Palmeiras.

Não feliz, Robinho de Parque Antártica, repetiu seu gol de cobertura contra o próprio de Rogério Ceni, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro de 2015, encobrindo o goleiro aos 47 do 2º tempo, enpatando a partida. Robinho diz aguardar uma segunda placa pelo seu gol.

Após ser vice-campeão paulista pelo Palmeiras, Robinho foi eleito o pela FPF o craque da galera, sendo também incluso na seleção do campeonato.

No dia 2 de dezembro de 2015, Robinho consagra-se pelo Palmeiras como Campeão da Copa do Brasil 2015.

Cruzeiro[editar | editar código-fonte]

Após começar a temporada de 2016 em má fase pelo Palmeiras, tendo más atuações e sendo eliminado tanto da Copa Libertadores como do Campeonato Paulista, Robinho acertou sua transferência por empréstimo para o Cruzeiro. O contrato com o clube mineiro foi fechado até o fim de 2017.

Em janeiro de 2017, Robinho teve seu contrato de empréstimo com o Cruzeiro estendido até o fim de 2019.[9] Conquistou a Copa do Brasil duas vezes pelo Cruzeiro em 2017 e 2018, fazendo gol na final contra o Corinthians no segundo jogo.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 8 de setembro de 2019.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Palmeiras 2015 25 3 6 8 1 3 19 5 6 52 9 15
2016 0 0 0 0 0 0 5 0 2 16 2 4 21 2 9
Total 25 3 6 8 1 3 5 0 2 35 7 10 73 11 24
Cruzeiro 2016 24 4 7 6 3 2 0 0 0 30 7 9
2017 18 3 2 8 3 0 0 0 0 7 2 0 33 8 2
2018 27 0 2 8 1 2 7 1 1 16 1 4 58 3 9
2019 13 1 1 6 1 1 7 0 1 12 2 5 38 4 8
Total 82 8 12 29 8 5 14 1 2 35 5 9 160 22 28
Total na carreira 107 11 18 37 9 8 18 1 4 70 12 19 233 33 52

Títulos[editar | editar código-fonte]

Mogi Mirim
Avaí
Santos
Coritiba
Palmeiras
Cruzeiro

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]