José Gildeixon Clemente de Paiva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gil
José Gildeixon Clemente de Paiva.jpg
Informações pessoais
Nome completo José Gildeixon Clemente de Paiva
Data de nasc. 3 de setembro de 1987
Local de nasc. Santo Antônio (RN), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Falecido em 29 de novembro de 2016 (29 anos)
Local da morte La Unión, Antioquia, Colômbia
Altura 1,68 m
Destro
Apelido Gil
Informações profissionais
Período em atividade 20052016 (11 anos)
Clubes de juventude
2006 Brasil Mogi Mirim
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2005
2005
2006–2007
2008–2009
2009
2010
2011
2011–2015
2015
2016
Brasil URT
Brasil Santa Cruz
Brasil Mogi Mirim
Brasil Guaratinguetá
Brasil Vitória
Brasil Santo André
Brasil Ponte Preta
Brasil Coritiba
Brasil Chapecoense (emp.)
Brasil Chapecoense
0000 0000(0)
0000 0000(0)
0028 0000(6)
0016 0000(0)
0008 0000(0)
0037 0000(1)
0018 0000(0)
0143 0000(3)
0041 0000(3)
0039 0000(2)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 2 de abril de 2016.

José Gildeixon Clemente de Paiva, mais conhecido como Gil (Santo Antônio, 3 de setembro de 1987[1] - La Unión[2], 29 de novembro de 2016[3]), foi um futebolista brasileiro que atuava como volante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou no URT, em 2005, se transferindo no mesmo ano para o pernambucano Santa Cruz.

Em 2006, foi negociado com o Mogi Mirim, onde ficou até 2008, quando foi contratado pelo Guaratinguetá, se destacando e indo para o Vitória, na metade de 2009.

Acabou não agradando no rubro-negro e no final do ano foi dispensado, mesma época em que assinou com o Santo André para a temporada de 2010, clube que defendeu durante todo o ano.

Em 2011, partiu para a Ponte Preta, voltando a se destacar e assinando pelo Coritiba em abril. Gil estreou no Coritiba pelo Campeonato Brasileiro, substituindo Tcheco em uma vitória de 3–1 em casa diante do Ceará.[4] No seu começo no Coritiba não teve muito destaque, ficando na maioria das vezes na reserva ou nem isso, muito em conta do ex-treinador Marcelo Oliveira, com a chegada de Marquinhos Santos no segundo semestre de 2012 Gil obteve espaço e se tornou titular absoluto da equipe alviverde, sendo de forma direta um dos grandes responsáveis pela arrancada da equipe no segundo turno do Brasileirão.

Sem espaço no Coxa, foi emprestado por 1 ano, para a Chapecoense.

Morte[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Voo 2933 da LaMia

Gil foi uma das vítimas fatais da queda do Voo 2933 da Lamia, no dia 29 de novembro de 2016. A aeronave transportava a equipe do Chapecoense para Medellin, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana de 2016.[5] Além da equipe da Chapecoense, a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional (COL).[6]

Foi velado na cidade de Chapecó, em Santa Catarina, 3 meses após ter completado 29 anos.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 2 de abril de 2016.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Chapecoense 2015 23 1 1 3 0 0 4 0 0 11 2 0 41 3 1
2016 0 0 0 0 0 0 0 0 0 14 1 4 14 1 4
Total 23 1 1 3 0 0 4 0 0 25 3 4 55 4 5
Total na carreira 23 1 1 3 0 0 4 0 0 25 3 4 55 4 5

Títulos[editar | editar código-fonte]

Mogi Mirim
Coritiba
Chapecoense

Referências

  1. ogol.com.br: Dados pessoais de Gil
  2. REDAÇÃO (29 de novembro de 2016). «MAPA: veja o local do acidente com o avião da Chapecoense». ZH Esportes. Zero Hora. Consultado em 29 de novembro de 2016 
  3. IG SÃO PAULO (29 de novembro de 2016). «Veja quem estava no voo da Chapecoense que matou 76 pessoas.». Futebol. IG. Consultado em 29 de novembro de 2016 
  4. ogol.com.br: Coritiba 3-1 Ceará
  5. Paulo, iG São (29 de novembro de 2016). «Veja quem estava no voo da Chapecoense que matou 76 pessoas - Futebol - iG». Esporte 
  6. correio24horas.com.br/ Polícia de Medellín confirma morte de 76 pessoas em acidente com avião da Chapecoense

Ligações externas[editar | editar código-fonte]