Santo Antônio (Rio Grande do Norte)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Santo Antônio, veja Santo António.
Município de Santo Antônio do Salto da Onça
"Princesa do Agreste"
Bandeira de Santo Antônio do Salto da Onça
Brasão de Santo Antônio do Salto da Onça
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 5 de Julho de 1890
Fundação 8 de Janeiro de 1892
Gentílico santo-antoniense
Lema Trabalhando Juntos, Desenvolvemos Mais.
Prefeito(a) Luiz Franco Ribeiro (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Santo Antônio do Salto da Onça
Localização de Santo Antônio do Salto da Onça no Rio Grande do Norte
Santo Antônio do Salto da Onça está localizado em: Brasil
Santo Antônio do Salto da Onça
Localização de Santo Antônio do Salto da Onça no Brasil
06° 18' 39" S 35° 28' 44" O06° 18' 39" S 35° 28' 44" O
Unidade federativa  Rio Grande do Norte
Mesorregião Agreste Potiguar IBGE/2008 [1]
Microrregião Agreste Potiguar IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Serrinha, Lagoa de Pedras, Passagem, Brejinho, Várzea, Nova Cruz e Lagoa d'Anta
Distância até a capital 70 km[2]
Características geográficas
Área 301,082 km² http://cod.ibge.gov.br/11AQ
População 23 865 hab. ([[1]]) –  IBGE/2012[3]
Densidade 79,26 hab./km²
Clima Tropical Semi-Árido Tsa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,620 (RN: 59°) – médio PNUD/2010[4]
PIB R$ 81 444,179 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 718,06 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura www.santoantonio.rn.gov.br

Santo Antonio é um município brasileiro localizado no interior do estado do Rio Grande do Norte, na mesorregião e microrregião do Agreste Potiguar. De acordo com a estimativa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no ano de 2015, sua população era de 23.865 habitantes, sendo o vigésimo quarto município mais populoso do estado. Área territorial de 301,05 km².[6]

História[editar | editar código-fonte]

No final do século XVIII, o núcleo começou com plantação de algodão e criação de gado. 

Em 1850, Ana Joaquina de Pontes, fundadora do povoado, comprou um sítio entre os rios Jacu e Jacuzinho, local onde hoje está a Sede Municipal. Estabelecida com sua família, construiu casas, desenvolveu a agricultura e doou terras para a construção da Capela de Nossa Senhora da Conceição. 

No século XIX, a povoação de Salto da Onça, ganhou o nome de Santo Antonio dado pelo vigário de Goianinha, Padre Manoel Ferreira Borges, quando ali rezou a 1.ª missa. Surgiu a denominação popular de "Santo Antonio do Salto da Onça", mas prevaleceu o nome dado pelo Padre. 

Formação Administrativa[editar | editar código-fonte]

Distrito criado com a denominação de Santo Antônio, pela lei provincial, nº 972 de 01-06-1886.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Santo Antônio, pelo decreto nº 32, de 05-071890, desmembrado do município de Goianinha. Sede no antigo distrito de Santo Antônio ex-povoado. Constituído do distrito sede.

Pelo decreto estadual nº 102, de 31-03-1891, a vila é extinta, sendo sem território anexado ao município de Goianinha.

Elevado novamente à categoria de município com a denominação de Santo Antônio, pela lei nº 6, de 08-01-1892, desmembrado de Goianinha.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XX-1936 e 31-XII-1937.

Pelo decreto-lei estadual nº 268, de 30-12-1943, o município de Santo Antônio passou a denominar-se Padre Miguelinho.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município já denominado Padre Miguelinho é constituído do distrito sede.

Pela lei estadual nº 146, de 23-12-1948, o município de Padre Miguelinho voltou a denominar-se Santo Antônio.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município de Santo Antônio ex-padre Miguelinho é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. 

Alterações toponímicas municipais [editar | editar código-fonte]

Santo Antônio para Padre Miguelinho alterado, pelo decreto-lei estadual nº 268, de 30-12-1943. Padre Miguelinho para Santo Antônio alterado, pela lei estadual nº 146, de 23-12-1948.[7]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Clima[editar | editar código-fonte]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Faixa Etária População Urbana População Rural
0 a 4 1.281 525
5 a 9 1.307 637
10 a 14 1.268 962
15 a 19 1.457 879
20 a 24 1.345 713
25 a 29 1.212 619
30 a 39 2.098 1.091
40 a 49 1.618 874
50 a 59 985 599
60 a 69 969 465
70 ou + 740 572
Hierarquia urbana do Rio Grande do Norte

Religião[editar | editar código-fonte]

Política[editar | editar código-fonte]

Cultura[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008. 
  2. FEMURN. «Distâncias dos Municípios do Rio Grande do Norte a Natal-RN». Consultado em 31 de outubro de 2010. 
  3. «ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO RESIDENTE NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1º DE JULHO DE 2012» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 30 de agosto de 2011. Consultado em 31 de agosto de 2012. 
  4. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 04 de setembro de 2013. 
  5. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010. 
  6. «IBGE | Cidades | Rio Grande do Norte | Santo Antônio». cod.ibge.gov.br. Consultado em 2015-12-08. 
  7. «IBGE | Cidades | Rio Grande do Norte | Santo Antônio | Histórico». cod.ibge.gov.br. Consultado em 2015-12-08. 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Norte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.