Umarizal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde Novembro de 2008).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Umarizal (desambiguação).
Município de Umarizal
""Uzl"
"Gavião"
"Divinópolis""
Praça Helena Lúcia de Souza Fernandes

Praça Helena Lúcia de Souza Fernandes
Bandeira de Umarizal
Brasão de Umarizal
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 27 de novembro
Fundação 1958
Gentílico umarizalense
Lema Trabalho, Cooperação e Desenvolvimento
Padroeiro(a) Sagrado Coração de Jesus
Prefeito(a) Elijane Paiva (DEM)
(2017–2020)
Localização
Localização de Umarizal
Localização de Umarizal no Rio Grande do Norte
Umarizal está localizado em: Brasil
Umarizal
Localização de Umarizal no Brasil
05° 59' 27" S 37° 48' 50" O05° 59' 27" S 37° 48' 50" O
Unidade federativa  Rio Grande do Norte
Mesorregião Oeste Potiguar IBGE/2008[1]
Microrregião Umarizal IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Olho-d'Água do Borges, Martins, Riacho da Cruz, Almino Afonso, Apodi, Viçosa, Rafael Godeiro, Itaú (Rio Grande do Norte), Caraúbas e Lucrécia
Distância até a capital 334 km[2]
Características geográficas
Área 213,582 km² [3]
População 10 781 hab. (RN: 62º) –  IBGE/2012[4]
Densidade 50,48 hab./km²
Clima Semiárido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,618 médio PNUD/2010[5]
PIB R$ 49 749,990 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 4 547,95 IBGE/2008[6]
Página oficial
Prefeitura http://umarizal.rn.gov.br/index/

Umarizal é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Norte, localizado na microrregião de Umarizal, mesorregião do Oeste Potiguar.

História[editar | editar código-fonte]

No dia 27 de novembro de 1958, pela Lei nº 2.312, Umarizal desmembrou-se de Martins e tornou-se um novo município potiguar.

A cidade já foi chamada de Gavião (nome do povoado que deu origem a cidade, quando ainda fazia parte da comarca de Martins) e de Divinópolis (nome que teve que ser alterado devido a cidade homônima de Minas Gerais) no ano de 1902 a cidade já contava com a capela que originaria a Paróquia do Sagrado Coração de Jesus e o cemitério.

Economia[editar | editar código-fonte]

Tem sua principal fonte de renda na agricultura familiar, clima quente de semiárido que torna a agricultura convencional um pouco difícil de ser trabalhada, mas com algumas tecnologias adaptadas ao semí-árido é possível se conviver bem na região porem e sua área é quase toda rural onde situam sítios e assentamentos como o Sítio Campos, o Assentamento Remédio, o Sítio Rodeador e outros demais. Dentre a sua hidrografia situa-se o Rio Umari, o Riacho Gavião, o Riacho Cachoeira, Riacho Fura Boca, Riacho Gangorra, Riacho do Remédio, Riacho dos Campos e o Riacho Catitu

Possui uma indústria de Carrocerias (Vicunha) de pequenos e médios caminhões, sendo essa uma das principais referências nos estados de Rio Grande do Norte, Ceará e Paraíba. Ela é um dos maiores orgulhos da cidade pois além de levar o nome da cidade para os mais longínquos lugares, ela tem um peso significativo na economia local e um trabalho de formação de aprendizes no ofício da marcenaria e trabalhos afins na produção de carrocerias.

Educação[editar | editar código-fonte]

O município possui uma série de escolas das redes estaduais e municipais que agregam os estudantes do município e de suas áreas rurais.

Escolas Estaduais:

  • Escola Estadual Zenon de Sousa.
  • Escola Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral 11 de Agosto.
  • Escola Estadual Profª Dina Nunes de Brito. (Extinta em 2011).
  • Escola Estadual Paulo Abílio.
  • Escola Estadual Profª Anália Costa.

Escolas Municipais:

  • Escola Municipal Tancredo Neves.
  • Escola Municipal Santa Filomena.
  • Escola Municipal Pe. José Sauer.
  • Escola Municipal Profª Raimunda Barreto.

Escolas Ruais:

  • UNIDADE UNIDADE IX - JOÃO FRANCISCO DE PAIVA
  • UNIDADE UNIDADE V - VÁRZEA DO BARRO
  • UNIDADE XXVII - ENCANTADO
  • UNIDADE VI - MARIA LAURA QUEIROZ
  • UNIDADE XXVI - JOÃO ABÍLIO
  • UNIDADE XI FRANCISCO GERMANO
  • UNIDADE XXI SANTINHA DE SOUZA
  • UNIDADE XXV MANOEL FERREIRA
  • UNIDADE XXVIII - PROFESSORA ZÉLIA FERNANDES DANTAS

Creches:

  • CRECHE JANOCA COSTA - Urbana
  • CRECHE AMBROSINA DE ALENCAR - Urbana
  • CRECHE DINA DE BRITO - Urbana
  • CRECHE VIGORVINA DE OLIVEIRA - Rural

A cidade de Umarizal também possui duas escolas particulares que atendem a demanda da cidade:

  • Escola de 1º Grau "Germano Sobrinho".
  • Colégio Efetivo.

A antiga Gavião também se destaca no ensino superior onde seus filhos, atingem as universidades mais importantes do estado e do país, contando com estudantes nas universidades: UERN, UFRN, UFERSA, UFPB, UFCG, UnP e USP além de outras universidades e faculdades espalhadas pelo estado e país, não só nas universidades mas também nas escolas técnicas federais como IFRN, e Escola Agrícola de Jundiaí.

A cidade conta também com cursos superiores de um núcleo da UERN, tendo instalado atualmente cursos de Letras com Habilitação em Português e Inglês e Ciências Econômicas. Esses cursos além de conferirem uma melhor formação cultural da população local, atendem a uma demanda da região por um ensino superior público e próximos de suas cidades.

A cidade é também conhecida pela grande quantidade de trabalhos científicos desenvolvidos pelos estudantes da Escola Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral 11 de Agosto. Os mesmos são recordistas em prêmios, com participações nas maiores feiras e fóruns científicos do mundo. Desde 2011, participam ativamente da Feira de Ciências do Semiárido Potiguar, realizada pela Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), através do programa Ciência Para Todos no Seminário Potiguar, em parceria com a UERN e SEEC. Iniciando em 2011, sob orientação do professor José Everton Pinheiro Monteiro, os estudantes Jonas Medeiros de Paiva, Flávia Kaline de Paiva Silva e Marcondes Matheus de Morais Silva foram os primeiros umarizalenses a conquistar premiações internacionais como o 1° Lugar Internacional na I Feria Exposición Latinoamericana de Empreendimientos Productivos, Ciencia y Tecnologia (2012), em Ambato/Equador e participação no London International Youth Science Forum (2013), em Londres/Inglaterra. A partir destes, muitos outros estudantes obtiveram lugar de destaque nas mais variadas e importantes feiras e fóruns de ciências do Brasil e do mundo.

Na cidade também encontra-se instalado a Diretoria Regional de Ensino 14ª DIRED da secretária estadual de educação.

Política[editar | editar código-fonte]

Câmara Municipal de Umarizal

A administração municipal se dá através de dois poderes: o executivo e o legislativo. O poder executivo é representado pelo prefeito, auxiliado pelo seu gabinete de secretários, em conformidade ao modelo explícito na constituição federal. Já o legislativo é constituído pela câmara, composta por 9 (nove) vereadores eleitos. Cabe à casa elaborar e votar leis fundamentais à administração e ao executivo, especialmente o orçamento municipal (conhecido como Lei de Diretrizes Orçamentárias).[7]

Umarizal conta com diversos partidos registrados e representados no município além de ser sede da comarca de Umarizal que também abrange Olho d'Água do Borges.

Ação Social[editar | editar código-fonte]

O município também conta com apoio da ONG Diaconia, que investe na defesa e promoção dos Direitos Humanos[8].

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. FEMURN. «Distâncias dos Municípios do Rio Grande do Norte a Natal-RN». Consultado em 31 de outubro de 2010 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. «ESTIMATIVAS DA POPULAÇÃO RESIDENTE NOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS COM DATA DE REFERÊNCIA EM 1 DE JULHO DE 2012» (PDF). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 30 de agosto de 2011. Consultado em 31 de agosto de 2012 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 4 de setembro de 2013 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  7. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome Lei-orgânica
  8. Site da Diaconia

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Norte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.