Passagem (Rio Grande do Norte)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outras cidades com este nome, veja Passagem.
Passagem
  Município do Brasil  
Símbolos
Brasão de armas de Passagem
Brasão de armas
Hino
Gentílico passagense
Localização
Localização de Passagem no Rio Grande do Norte
Localização de Passagem no Rio Grande do Norte
Mapa de Passagem
Coordenadas 6° 16' 44" S 35° 22' 40" O
País Brasil
Unidade federativa Rio Grande do Norte
Região intermediária[1] Natal
Região imediata[1] Santo Antônio-Passa e Fica-Nova Cruz
Municípios limítrofes Jundiá, Brejinho, Várzea e Santo Antônio
Distância até a capital 68 km
História
Fundação 27 de dezembro de 1963 (58 anos)
Aniversário 27 de dezembro de 1963
Administração
Prefeito(a) Dikson Mesgrael Bezerra Junior (Juninho Fagundes) (MDB, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [2] 41,215 km²
População total (est. IBGE/2020[3]) 3 102 hab.
Densidade 75,3 hab./km²
Clima Não disponível
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2010[4]) 0,589 baixo
PIB (IBGE/2018[5]) R$ 32 029,25 mil
PIB per capita (IBGE/2018[5]) R$ 10 416,02
Sítio passagem.rn.gov.br (Prefeitura)

Passagem é um município brasileiro do estado do Rio Grande do Norte, localizado na região do Agreste potiguar. Sua população em 2020, de acordo com estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é de 3.102 habitantes. Sua área territorial é de 41,215 km².

Geografia[editar | editar código-fonte]

Na divisão territorial do Brasil feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2017, Passagem pertence à região geográfica intermediária de Natal e à Santo Antônio-Passa e Fica-Nova Cruz.[1] Até então, na divisão em mesorregiões e microrregiões que vigorava desde 1989, o município fazia parte da microrregião do Agreste Potiguar, dentro da mesorregião homônima.[6] Está a 68 km da capital potiguar, Natal,[7] e a 2 376 km da capital nacional, Brasília.[8]

Com 41,215 km²,[2] dos quais apenas 0,253 km² em área urbana, Passagem é o quinto menor município do Rio Grande do Norte em território, ocupando somente 0,078% da superfície estadual.[9] Limita-se a norte com Brejinho, a sul com Santo Antônio e Várzea, a leste Jundiá e novamente Várzea e a oeste de novo com Santo Antônio.[10]

O relevo de Passagem é constituído por terrenos rebaixados, de transição entre os tabuleiros costeiros e o Planalto da Borborema, caracterizando a depressão sublitorânea. Geologicamente, o município está inserido tanto no embasamento cristalino, constituída principalmente por rochas granito-gnáissicas oriundas do período Pré-Cambriano Médio, com idade entre 1,1 bilhão e 2,5 bilhões de anos, quanto nas paleocascalheiras ou coberturas colúvio-eluviais, formadas a partir da ação do intemperismo, durante a idade Quartenária.[10]

O solo é arenoso, bastante fértil e com textura composta tanto de areia quanto de argila, porém pouco desenvolvido e imperfeitamente drenado, caracterizando os planossolos. Por serem rasos, são cobertos principalmente pela caatinga, vegetação xerófila de pequeno porte, cujas folhas desaparecem na estação seca, havendo também áreas de Mata Atlântica, que apresenta sobre a forma de floresta subcaducifólia. Na hidrografia, o território municipal está inserido bacia do rio Jacu é cortado pelos riachos Grande e São Bento, havendo também algumas lagoas.[10]

O clima é semiárido,[10] com chuvas concentradas no período de março a julho. De 2001 a 2010, a maior chuva em 24 horas registrada em Passagem alcançou 106 mm em 13 de junho de 2007. Este mês é também o mais chuvoso da série histórica, com 446 mm.[11]

Dados climatológicos para Passagem
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 32,2 31,9 31,4 30,6 29,6 28,3 27,8 28,4 29,8 31,2 31,8 32,1 30,4
Temperatura média (°C) 27,1 26,9 26,6 26,1 25,3 24,2 23,5 23,8 24,8 25,9 26,5 26,9 25,6
Temperatura mínima média (°C) 22 22 21,9 21,7 21,1 20,2 19,3 19,3 19,9 20,6 21,2 21,7 20,9
Precipitação (mm) 40 73 129 157 134 138 120 57 29 10 11 16 914
Fonte: Climate-Data.org[12]

Referências

  1. a b c Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 
  2. a b IBGE. «Brasil / Rio Grande do Norte / Passagem». Consultado em 13 de julho de 2021 
  3. «Estimativa populacional de 2020». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 10 de janeiro de 2021 
  4. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano do Brasil. Consultado em 4 de setembro de 2013 
  5. a b IBGE (2018). «Produto Interno Bruto dos Municípios». Consultado em 10 de janeiro de 2021 
  6. IBGE (1990). «Divisão regional do Brasil em mesorregiões e microrregiões geográficas» (PDF). Biblioteca IBGE. 1: 44–45. Consultado em 8 de julho de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 25 de setembro de 2017 
  7. «Distância de Passagem a Natal». Consultado em 13 de julho de 2021 
  8. «Distância de Passagem a Brasília». Consultado em 13 de julho de 2021 
  9. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) (2015). «Áreas Urbanas no Brasil em 2015». Consultado em 13 de julho de 2021 
  10. a b c d Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (IDEMA-RN) (2008). «Passagem» (PDF). Consultado em 13 de julho de 2021 
  11. Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN). «Monitoramento pluviométrico». Consultado em 13 de julho de 2021 
  12. «Clima: Passagem». Consultado em 13 de julho de 2021. Cópia arquivada em 4 de março de 2016 
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Norte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.