Planossolo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Planossolo Nátrico (Sistema Brasileiro de Classificação dos Solos, 2018)

Planossolo (Do latim “planus” – plano) é uma ordem de solo caracterizada por horizonte subsuperficial B plânico, sendo este constituído por um alto teor de argila, argila dispersa, adensado, e estrutura bem desenvolvida (colunar, bloco-subangular ou bloco-angular) ou maciça. O horizonte B em contraste com o sobrejacente A ou E demonstra diferenciação por mudança textural abrupta ou por transição abrupta. Em decorrência desses atributos, a permeabilidade do Planossolo é reduzida e propicia a formação de lençol de água suspenso temporário; a sujeição a períodos de anoxia favorece reações de redução e, por consequência, a expressão de cores acinzentadas, escurecidas, e mosqueados.[1]

Representatividade[editar | editar código-fonte]

Esta ordem configura o 8º solo com maior extensão territorial do Brasil, com uma área aproximada de 235.011 km² (2,76%), encontrados principalmente na região Nordeste, Centro-Oeste e Sul.[2]A má drenagem favorece o cultivo de arroz irrigado no sul do Brasil.

Correlação[editar | editar código-fonte]

Os Planossolos Háplicos podem ser correlacionados aos Planosol (Base de Referência Mundial para Recursos de Solos[3] - WRB), enquanto os Planossolos Nátricos são correlaciodos aos Solonetz (WRB). Em relação à Soil Taxonomy, os Planossolos possuem características similares aos Alfisols e Ultisol.

Planossolo Háplico (Sistema Brasileiro de Classificação de Solos, 2018)

São solos constituídos por material mineral com horizonte A ou E seguidos de horizonte B plânico, não coincidente com horizonte plíntico ou glei.[4]

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Planossolos Nátricos[editar | editar código-fonte]

Planossolos que apresentam elevados teores de sódio trocável (caráter sódico - porcentagem de sódio trocável maior ou igual 15%). Geralmente ocorrem nas regiões nordeste e centro-oeste.

Planossolos Háplicos[editar | editar código-fonte]

Outros Planossolos que não possuem caráter sódico.

Referências

  1. Dos Santos, Humberto Gonçalves, et al. (2018)
    SISTEMA BRASILEIRO DE CLASSIFICAÇÃO DE SOLOS.
    5. ed. rev. e ampl. Brasília, DF : Embrapa. Acessar
  2. 1955-, Ker, João Carlos,; 1949-, Curi, Nilton,; 1965-, Schaefer, Carlos Ernesto Gonçalves Reynaud,; Pablo, Vidal-Torrado,. Pedologia : Fundamentos 1ª ed. Viçosa - Minas Gerais: [s.n.] ISBN 9788586504099. OCLC 952579199 
  3. IUSS Working Group WRB (2015). «World Reference Base for Soil Resources 2014, Update 2015» (PDF). World Soil Resources Reports 106, FAO, Rome 
  4. «Solos brasileiros». UOL Educação, Ciência hoje. 1 de julho de 2014. Consultado em 12 de julho de 2014. Arquivado do original em 14 de julho de 2014 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • EMBRAPA - CNPS. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. Brasilia: Embrapa-SPI; Rio de Janeiro: Embrapa-Solos, 2006. 306 p.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.