Supercopa do Brasil de Futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Supercopa do Brasil)
Ir para: navegação, pesquisa
Nuvola apps important square.svg
Este artigo ou seção foi marcado como controverso devido às disputas sobre o seu conteúdo.
Por favor tente chegar a um consenso na página de discussão antes de fazer alterações ao artigo.
Supercopa do Brasil de Futebol
Supercopa do Brasil
Dados gerais
Organização CBF
Edições 2
Local de disputa  Brasil
Número de equipes 2
Sistema ida e volta ou jogo único
editar

A Supercopa do Brasil foi uma competição de nível nacional disputada entre o Campeão Brasileiro e o Campeão da Copa do Brasil, sempre no ano seguinte ao da conquista dos respectivos títulos, em formato semelhante aos das Supercopas existentes em diversos países europeus. Nas sua primeira edição, em 1990[1] [2] [3] [4] [5] , os jogos foram disputados no sistema de ida e volta; sendo que no ano seguinte, em 1991, foi alterado para o sistema de jogo único em campo neutro.

A competição foi disputada em duas ocasiões, primeiramente em 1990[6] , entre o campeão brasileiro Vasco da Gama, contra o campeão da Copa do Brasil Grêmio, vitória gremista pelo placar agregado de 2x0[7] . Na segunda edição, em 1991, o campeão brasileiro Corinthians venceu o campeão da Copa do Brasil Flamengo, por 1x0, em jogo único. Existe controvérsia se os jogos da Libertadores de 1990 entre Grêmio e Vasco da Gama valeram pela Supercopa do Brasil de Futebol, já que nenhum jornal da época noticiou as partidas como válidas para Supercopa.

Em 2013 surgiram informações na imprensa de que a CBF estaria programando uma nova edição da competição para o ano de 2015 uma terceira edição da competição, disputada entre o campeão brasileiro Cruzeiro contra o campeão da Copa do Brasil Atlético Mineiro.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Em 1989 a Confederação Brasileira de Futebol, com o intuito de fomentar o futebol nacional propiciando que clubes de menor importância tivessem a chance de disputar uma competição nacional de ponta, criou a Copa do Brasil de Futebol. A competição nos moldes de mata-mata, garantiam ao campeão vaga direta na Copa Libertadores da América, sendo considerada pela crônica esportiva a segunda maior competição do país até os dias de hoje.

A criação da Copa do Brasil propiciou à CBF a chance de criar uma nova competição. Nos moldes da Copa da Inglaterra, Taça de Portugal, Copa Chile e Copa del Rey, criou-se a Supercopa do Brasil, onde os campeões do Campeonato Brasileiro de Futebol e Copa do Brasil teriam a chance de se enfrentar pelo título de Supercampeão Brasileiro.

A primeira edição da competição ocorreu em 1990[1] [2] [3] [4] [5] . O confronto entre o campeão brasileiro Vasco da Gama e o campeão da Copa do Brasil Grêmio programado para ocorrer em jogo específico, foi disputado no mesmo jogo em que as equipes se enfrentariam pela Copa Libertadores da América de 1990[8] . O Grêmio conquistou a taça[9] após um empate em 0x0 no jogo de ida e 2x0 em jogo disputado no Estádio Olímpico Monumental[10] . O Grêmio atesta jamais ter recebido qualquer troféu da CBF referente à Supercopa.[11]

Reinício[editar | editar código-fonte]

No ano de 2013, foi anunciado pela imprensa esportiva que a CBF estaria planejando reativar a Supercopa do Brasil no ano de 2015 entre o então campeão brasileiro Cruzeiro contra o campeão da Copa do Brasil Atlético Mineiro. No enquanto a competição não esteja confirmada e nem sequer foi incluída no calendário de competições da CBF em 2015, embora o diretor de competições da entidade disse que o torneio poderia ser debatido e incluído no calendário.[12] [13]

Edições[editar | editar código-fonte]

Ano Final Classificação Treinador do clube campeão
Campeão Placar Vice-campeão
1990
Detalhes
Rio Grande do Sul
Grêmio
2 – 0
0 – 0
Rio de Janeiro
Vasco da Gama
Vasco da Gama - Campeão do Brasileirão de 1989
Grêmio - Campeão da Copa do Brasil de 1989
Rio de Janeiro Evaristo de Macedo
1991
Detalhes
São Paulo
Corinthians
1 – 0 Rio de Janeiro
Flamengo
Corinthians - Campeão do Brasileirão de 1990
Flamengo - Campeão da Copa do Brasil de 1990
São Paulo Nelsinho Baptista
19922015 Não disputado

Terceira edição[editar | editar código-fonte]

Em 1992, houve uma disputa entre os campeões brasileiros da primeira e segunda divisão, ambos os campeonatos realizados no primeiro semestre. A partida que decidiu o título ocorreu em 12 de agosto entre Flamengo (campeão da primeira divisão) e o Paraná (campeão da segunda divisão). O confronto terminou empatado no tempo normal em 2 a 2, sendo decidido nos pênaltis, com vitória flamenguista por 4 a 3. O site RSSSF[14] a cita como uma espécie de Supercopa do Brasil de futebol, entretanto, ficou célebre pela alcunha de Taça Brahma dos Campeões. Diferentemente das disputas de 1990 e 1991, foi um troféu amistoso, não um título oficial.[15]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Segundo a grade de TV esportiva da Folha de S. Paulo, ambos os jogos da primeira edição foram transmitidos pela Rede Manchete e a segunda edição foi transmitida pela Rede Bandeirantes.[16]

Controvérsia[editar | editar código-fonte]

O site do Grêmio[11] , o site RSSSF,[17] e da FIFA[18] (página sobre o Grêmio na seção Clubes do site da FIFA[19] , seção que não está entre os documentos oficiais da FIFA[20] , e segundo a própria FIFA não representa a posição oficial da entidade[21] ) afirmam que houve uma edição da Supercopa do Brasil em 1990, disputada por Vasco (campeão brasileiro de 1989) e Grêmio (campeão da Copa do Brasil de 1989), sendo que (segundo o site do Grêmio, RSSSF e outras fontes jornalísticas recentes) os jogos desta competição teriam sido os jogos disputados entre Grêmio e Vasco pela Copa Libertadores de 1990, por falta de datas disponíveis. No site RSSSF, a página sobre a Supercopa de 1990 consta como tendo como autores dois torcedores do Grêmio.[22] [23]

Entretanto, não constam informações a respeito da disputa da Supercopa nos jornais do Rio de Janeiro e São Paulo da própria época do evento. Nas edições do Jornal do Brasil (RJ), do jornal O Estado de S. Paulo (SP) e Folha de S.Paulo (SP) que cobriram as partidas entre Vasco e Grêmio pela Libertadores de 1990, estes jogos são citados apenas como partidas da Libertadores, não existindo nenhuma citação a que estas partidas valessem pela disputa da Supercopa.[24] [25] [26] [27] [28] [29] O Grêmio atesta jamais ter recebido qualquer troféu da CBF referente à Supercopa.[11] As matérias jornalísticas encontradas que afirmam que os jogos de Copa Libertadores de 1990 entre Vasco e Grêmio seriam uma edição da Supercopa são matérias jornalísticas recentes,[30] [31] [32] [32] [33] [34] [35] [36] de 2012, 2013 e 2014, posteriores à inclusão dessas informações na Wikipedia, não tendo sido encontradas matérias jornalísticas da própria época (1990) afirmando que aqueles jogos teriam valido pela Supercopa do Brasil.

A despeito da participação do carioca CR Vasco da Gama, o carioca Jornal do Brasil (então um dos 2 jornais de maior tiragem no Rio de Janeiro) não citou a disputa de Supercopa ao cobrir os jogos entre Vasco e Grêmio pela Libertadores de 1990.[24] [25] Uma pesquisa pela palavra "Supercopa" nos arquivos deste jornal na década de 1990, no ano de 1990 traz apenas menções à Supercopa Libertadores e outras Supercopas (Itália, Europa), mas não à Supercopa do Brasil nem aos jogos entre Vasco e Grêmio pela Libertadores. A Supercopa do Brasil é citada pela primeira vez por este jornal em referência à edição de 1991 entre Corinthians e Flamengo.[37]

A edição de 1991, entre Flamengo e Corinthians e vencida pelo segundo, é de existência confirmada pelos jornais da época.[38] [39] [40] [41] Ao falar da Supercopa do Brasil, a Revista Placar de 1992 cita apenas a edição de 1991 entre Corinthians e Flamengo.[42] A edição da Revista Placar de 6 a 12 de abril de 2001 negou a existência da Supercopa do Brasil de 1990 e afirmou que a única edição disputada foi a de 1991 entre Corinthians e Flamengo.[43]

O Jornal do Brasil de 07/12/1989 publicou o calendário da CBF para 1990 em que aparece "jogo entre Grêmio campeão da Copa do Brasil X campeão brasileiro" (ou seja, Supercopa do Brasil), mas marcado para 27/01/1990, não para os jogos da Libertadores, que seriam em março.[44]

Referências

  1. a b CBF pode resgatar Supercopa, com Atlético e Cruzeiro, em 2015. Acesso em 15/12/2014
  2. a b CBF dá como certa a Supercopa do Brasil em 2015. Acesso em 15/12/2014
  3. a b c CBF dá como certa a Supercopa do Brasil em 2015. Acesso em 15/12/2014
  4. a b Supercopa do Brasil traz histórico de dificuldades com o calendário. Acesso em 15/12/2014
  5. a b Supercopa do Brasil não está prevista nas competições da CBF em 2015. Acesso em 15/12/2014
  6. Vasco não perde para Grêmio em São Januário desde 1993. Acesso em 06/01/2015
  7. Site Oficial da FIFA (em inglês). Acesso em 15/12/2014
  8. Site do RSSSF sobre a Supercopa do Brasil. Acesso em 15/12/2014
  9. Site Oficial da FIFA. Acesso em 15/12/2014
  10. Site Todo Poderoso Timão. Acesso em 15/12/2014
  11. a b c Site do Grêmio, Supercopa do Brasil de 1990. Acesso em 05/03/2013.
  12. Supercopa do Brasil não está prevista nas competições da CBF em 2015 (em português) Jornal O Tempo. Visitado em 22 de dezembro de 2014.
  13. CBF dá como certa a Supercopa do Brasil em 2015; falta definir detalhes Lance! (6 de novembro de 2013).
  14. Site RSSSF, sobre a Supercopa do Brasil. Acesso em 05/03/2013.
  15. Jornal do Brasil, página 19 da edição de 12/08/1992 (ver página 86 neste arquivo do JB News Archive) ; Jornal do Brasil, página 16 da edição de 14/08/1992 (ver página 220 neste arquivo do JB News Archive).
  16. Acervo Folha, páginas 2 do cardeno de esportes do jornais de 14 de março e 18 de abril de 1990 e 27 de janeiro de 1991
  17. Site RSSSF, Supercopa do Brasil de 1990. Acesso em 05/03/2013.
  18. http://es.fifa.com/classicfootball/clubs/club=44250/index.html
  19. http://es.fifa.com/classicfootball/clubs/club=44250/index.html
  20. FIFA: Official Documents.
  21. Segundo a FIFA, sobre a seção de Clubs do seu site (ver texti abaixo do Mapa Mundi): "The list of clubs or the opinions expressed in the articles do not necessarily represent the views of FIFA, unless expressly stated otherwise. If your favourite club is not yet listed, please be patient as FIFA.com will be publishing more profiles in the coming weeks." FIFA: 10-Fevereiro-2012, recuperado pelo Web Archive.
  22. Página do RSSSF sobre a Supercopa do Brasil. Visualizada em 05/01/2015. Constam como autores Santiago Reis da Cruz, que afirma ser torcedor do Grêmio na página de perfis de membros do RSSSF, e Patrick Reimnitz, cujo e-mail constante na página faz referência ao Grêmio.
  23. Perfis de membros do RSSSF, em que Santiago Reis da Cruz consta como torcedor do Grêmio.
  24. a b Jornal do Brasil 14/03/1990, página 22
  25. a b Jornal do Brasil, 17/04/1990, página 16.
  26. Jornal O Estado de S. Paulo,08/03/1990, página 25
  27. Jornal O Estado de S. Paulo,14/03/1990, página 20
  28. Jornal O Estado de S. Paulo,19/04/1990, página 18
  29. Folha de S.Paulo de 13,14 e 15/03/1990.
  30. http://espn.uol.com.br/noticia/463407_cbf-pode-resgatar-supercopa-com-atletico-e-cruzeiro-em-2015
  31. http://www.correiodopovo.com.br/Esportes/?Noticia=511508
  32. a b http://www.lancenet.com.br/minuto/CBF-Supercopa-Brasil-definir-detalhes_0_1024697607.html
  33. http://www.lancenet.com.br/minuto/Resgate-Supercopa-Brasil-dificuldades-calendario_0_1024697684.html
  34. http://www.otempo.com.br/superfc/futebol/supercopa-do-brasil-n%C3%A3o-est%C3%A1-prevista-nas-competi%C3%A7%C3%B5es-da-cbf-em-2015-1.953523
  35. http://pt.fifa.com/classicfootball/clubs/club=44250/index.html
  36. http://www.todopoderosotimao.com/p_titulos/supercopa_91.php
  37. Acervo do Jornal do Brasil na década de 1990. Acervo digitalizado pela Biblioteca Nacional. Busca pela palavra Supercopa.
  38. Jornal do Brasil, 27/01/1991
  39. Jornal do Brasil, 28/01/1991
  40. Jornal O Estado de S. Paulo, 27/01/1991, página 36.
  41. Acervo do Jornal Folha de S.Paulo, de 27 e 28/janeiro/1991.
  42. Placar Magazine out. 1992
  43. Revista Placar, edição de  abr. 6-12, 2001.
  44. Jornal do Brasil 7/12/1989, página 21.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]