Supercopa do Brasil de 1991

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Supercopa do Brasil de 1991
Supercopa do Brasil de 1991
Dados
Participantes 2
Período 27 de janeiro27 de janeiro
Gol(o)s 1
Partidas 1
Média 1 gol por partida
Campeão São Paulo Corinthians
Vice-campeão Rio de Janeiro Flamengo
Melhor marcador Neto
Público 2.706
◄◄ Brasil 1990 Soccerball.svg

A Supercopa do Brasil de 1991 foi a segunda edição do torneio. Uma competição brasileira de futebol, organizada pela CBF que reuniu as equipes de futebol do Sport Club Corinthians Paulista, campeão do Campeonato Brasileiro de 1990 e a do Clube de Regatas do Flamengo, campeão da Copa do Brasil de 1990.

A competição foi decidida em um único jogo, realizado no dia 27 de janeiro de 1991 em São Paulo e terminou com o time paulista sagrando-se campeão da competição após vencer a partida pelo placar de 1 a 0, com um gol do meia ofensivo Neto, aos 25 minutos do segundo tempo.

Participantes[editar | editar código-fonte]

Clube Cidade Classificação Participação
São Paulo Corinthians São Paulo Campeão do Campeonato Brasileiro de Futebol de 1990
Rio de Janeiro Flamengo Rio de Janeiro Campeão da Copa do Brasil de Futebol de 1990

A partida[editar | editar código-fonte]

27 de janeiro São Paulo Corinthians 1 – 0 Rio de Janeiro Flamengo Estádio do Morumbi, São Paulo
(UTC-3)
Neto Gol marcado aos 70 minutos de jogo 70' Público: 2.706
Renda: Cr$ 2.885.000,00
Árbitro: José Mocelin

Direitos de transmissão[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Rádio[editar | editar código-fonte]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Supercopa do Brasil de 1991
Bandeira do estado de São Paulo.svg
Corinthians
Campeão
(1° título)

Equipes[editar | editar código-fonte]

Corinthians[editar | editar código-fonte]

  • Jogadores: Ronaldo, Giba, Marcelo, Guinei e Jacenir; Marcio, Tupãzinho (Edson) e Neto; Fabinho, Paulo Sérgio e Mauro (Ezequiel).
  • Técnico: Nelsinho Baptista.

Flamengo[editar | editar código-fonte]

  • Jogadores: Zé Carlos, Ailton, Adílson, Rogério e Piá; Uidemar, Júnior e Marcelinho; Alcindo, Nélio e Zinho.
  • Técnico: Wanderley Luxemburgo.

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gol marcado 1 gol (1)

Ver também[editar | editar código-fonte]