Jonathan Urretaviscaya

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jonathan Urretaviscaya
20171114 AUT URU 4520.jpg
Informações pessoais
Nome completo Jonathan Matías Urretavizcaya da Luz
Data de nasc. 19 de março de 1990 (31 anos)
Local de nasc. Montevidéu, Uruguai
Nacionalidade uruguaio
Altura 1,71 m
destro
Apelido Urreta
El Rayo
Jona
Informações profissionais
Clube atual Rentistas
Número 7
Posição ponta-direita
Clubes de juventude
River Plate
Clubes profissionais
Anos Clubes
2007–2008
2008–2014
2010
2010–2011
2011
2012–2013
2013–2014
2014–2015
2015
2015–2017
2018–2020
2020
2021–
River Plate
Benfica
Peñarol (emp.)
Deportivo La Coruña (emp.)
Peñarol (emp.)
Vitória de Guimarães (emp.)
Benfica B
Paços de Ferreira
Peñarol (emp.)
Pachuca
Monterrey
Peñarol
Rentistas
Seleção nacional
2007
2009
2012
2017–
Uruguai Sub-17
Uruguai Sub-20
Uruguai Olímpica
Uruguai

Jonathan Matías Urretaviscaya da Luz (Montevidéu, 19 de março de 1990) é um futebolista uruguaio que atua como ponta-direita. Atualmente joga no Rentistas.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Revelado pelo River Plate do Uruguai, ainda atuava nas categorias de base da equipe quando em março de 2007, aos 16 anos, foi convocado para a Seleção Uruguaia que disputou o Campeonato Sul-Americano Sub-17. Urretaviscaya foi destaque no torneio e marcou dois gols em quatro jogos.

A jovem revelação logo despertou o interesse de clubes europeus, e no verão de 2007 ele viajou para a Inglaterra para fazer testes no Tottenham. No entanto, acabou não ficando no time inglês por ter o seu visto de trabalho recusado.

River Plate (Uruguai)[editar | editar código-fonte]

No início do Torneio Clausura de 2008, o treinador do River Plate, Juan Ramón Carrasco, chamou-o para completar o plantel que disputaria a Primeira Divisão do Campeonato Uruguaio.

No dia 16 de fevereiro, aos 17 anos, Urretavizcaya estreou como titular contra o Liverpool, fora de casa, na primeira rodada do Clausura. Ele marcou seu primeiro gol como profissional e o River venceu por 2 a 0. Já no dia 2 de março, contra o Atlético Cerro, pela terceira rodada do Campeonato Uruguaio, Urretavizcaya marcou dois gols na vitória fora de casa por 4 a 1.

Após a última partida do Torneio Clausura, o River Plate e o Peñarol estavam empatados com 37 pontos e, apesar do River ter o saldo de gols superior, o regulamento determina que deveria ser disputada uma final entre as duas equipes para definir o campeão do Clausura. A final foi disputada no dia 8 de junho; Urretavizcaya foi titular e aos 39 minutos do primeiro tempo marcou o terceiro gol do River, que vencia por 3 a 1. No entanto, com uma reviravolta espetacular, o Peñarol acabou vencendo o jogo por 5 a 3 e sagrou-se campeão do Torneio Clausura. Este foi o último jogo de Urretavizcaya pelo River Plate, na qual foi considerado uma das grandes revelações do Clausura. O atacante terminou a temporada com 15 jogos disputados (todos como titular) e nove gols marcados.

Benfica[editar | editar código-fonte]

No dia 24 de julho de 2008 foi oficialmente apresentado como novo jogador do Benfica, assinando um contrato válido por cinco temporadas.[1] No entanto, já treinava com o plantel dos Encarnados desde 13 de julho.[2]

Peñarol[editar | editar código-fonte]

No dia 6 de janeiro de 2010 foi emprestado ao Peñarol por seis meses, sem a opção de compra no final do vínculo. O Benfica deixou claro que seria um empréstimo para que o jogador tivesse mais chances, devido à grande concorrência no clube português.[3] Urretavizcaya teve boas atuações, fazendo com que o então treinador do Benfica, Jorge Jesus, visse potencial no jovem e solicitasse o seu retorno.

Um ano depois, no dia 18 de janeiro de 2011, foi novamente emprestado ao clube uruguaio.[4]

La Coruña[editar | editar código-fonte]

Por continuar com espaço reduzido para poder jogar com regularidade dentro do plantel do Benfica, foi emprestado novamente, desta vez ao La Coruña, da Espanha, para a temporada 2010–11, sem cláusula de opção de compra.[5]

Renovou seu contrato em setembro de 2011, assinando um novo vínculo até 2013 e aumentando a sua cláusula de rescisão para 30 milhões de euros.[6] Urreta era visto na Luz como a próxima grande revelação, depois de jovens como David Luiz, Fábio Coentrão e Ángel Di María terem sido ídolos na Catedral.

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Sub-17[editar | editar código-fonte]

Em 2007 representou a Seleção Uruguaia que disputou o Campeonato Sul-Americano no Equador. Urretavizcaya foi titular nos quatro jogos disputados e marcou dois gols. Na estreia teve grande atuação, marcando na vitória por 4 a 1 contra a Venezuela, e na segunda partida marcou no empate em 2 a 2 contra o Paraguai. Não balançou as redes nos jogos contra a Colômbia (derrota por 1 a 0) e contra a Argentina (derrota por 2 a 1), mas foi destaque da equipe.

Sub-20[editar | editar código-fonte]

Estreou pela Seleção Uruguaia Sub-20 no dia 13 de maio de 2008, num amistoso contra o México. O atacante foi titular no empate em 1 a 1.[7]

Em janeiro de 2009 foi convocado para o Campeonato Sul-Americano Sub-20, disputado no Peru. Marcou três gols na competição: o primeiro no dia 24 de janeiro (vitória por 4 a 2 contra o Paraguai), o segundo no dia 4 de fevereiro (vitória por 2 a 1 contra a Argentina) e o terceiro no dia 6 de fevereiro (empate em 2 a 2 com o Paraguai). Apesar de Urreta ter se destacado, o Uruguai terminou na terceira colocação e o Brasil acabou campeão.

Principal[editar | editar código-fonte]

Pela Seleção Uruguaia principal, estreou em 2017 e foi convocado por Óscar Tabárez para a Copa do Mundo FIFA de 2018. Atuou no dia 6 de julho, nas quartas de final contra a França, entrando no segundo tempo da derrota por 2 a 0.[8]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Benfica
Peñarol
Pachuca

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Rui Costa apresenta Sidnei, Jorge Ribeiro e Urreta». Maisfutebol. 24 de julho de 2008. Consultado em 30 de abril de 2021 
  2. «Estreia de Urreta no Seixal». Record. 13 de julho de 2008. Consultado em 30 de abril de 2021 
  3. «Urreta emprestado ao Peñarol». SAPO. 6 de janeiro de 2010. Consultado em 30 de abril de 2021 
  4. «Urreta emprestado ao Peñarol até junho». Record. 18 de janeiro de 2011. Consultado em 30 de abril de 2021 
  5. «Urreta e André Soares Emprestados». Red Pass. 21 de junho de 2010. Consultado em 30 de abril de 2021 
  6. «Benfica renova e empresta Urreta». Correio da Manhã. 1 de setembro de 2011. Consultado em 30 de abril de 2021 
  7. «La Selección Sub 20 igualó con México» (em espanhol). La Red 21. 14 de maio de 2008. Consultado em 30 de abril de 2021 
  8. «Sem sustos (e com frango de Muslera), França elimina Uruguai e avança à semifinal». GloboEsporte.com. 6 de julho de 2018. Consultado em 30 de abril de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]