Óscar Tabárez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Óscar Tabárez
Óscar Tabárez
Tabárez na Copa do Mundo FIFA de 2018
Informações pessoais
Nome completo Óscar Washington Tabárez Silva
Data de nasc. 3 de março de 1947 (75 anos)
Local de nasc. Montevidéu, Uruguai
Nacionalidade uruguaio
Altura 1,74 m
Apelido El Maestro
Informações profissionais
Período em atividade como jogador: 1967–1979
como treinador: 1980–presente
Posição ex-zagueiro
Função treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1967–1971
1972–1973
1975
1976
1976–1977
1977–1979
Sud América
Sportivo Italiano
Montevideo Wanderers
Fénix
Puebla
Bella Vista
jogos (golos)
Times/clubes que treinou
1980–1983
1983
1984
1985–1986
1987
1987
1988
1988–1990
1991–1993
1993–1994
1994–1995
1996
1997–1998
1998–1999
2001
2002
2006–2021
Bella Vista
Uruguai Sub-20
Danubio
Montevideo Wanderers
Peñarol
Uruguai Sub-20
Deportivo Cali
Uruguai
Boca Juniors
Peñarol
Cagliari
Milan
Real Oviedo
Cagliari
Vélez Sarsfield
Boca Juniors
Uruguai
Última atualização: 24 de junho de 2021

Óscar Washington Tabárez Silva (Montevidéu, 3 de março de 1947) é um treinador e ex-futebolista uruguaio que atuava como zagueiro.[1][2] Atualmente está sem clube, após comandar a Seleção Uruguaia durante quinze anos, de 2006 a 2021.[3]

Carreira como treinador[editar | editar código-fonte]

No dia 23 de março de 2017, chegou a 173 partidas comandando a Seleção Uruguaia, sendo o treinador que mais comandou uma seleção nacional em toda a história.[4]

Já no dia 6 de julho de 2018, acabou sendo eliminado nas quartas de final da Copa do Mundo FIFA de 2018 para a França, após derrota por 2 a 0.[5] Nesse jogo, Tabárez chegou a 20 partidas comandando o Uruguai em Copas, atrás apenas do alemão Helmut Schön, que comandou a Alemanha em 25 partidas. Também se tornou o segundo treinador mais velho a dirigir uma seleção em Copas, com 71 anos de idade, ficando atrás apenas do alemão Otto Rehhagel, que comandou a Grécia na Copa do Mundo FIFA de 2010, por apenas sete meses de diferença.[6][7]

No dia 21 de setembro de 2018, renovou seu contrato por mais quatro anos, até a Copa do Mundo FIFA de 2022, no Catar.[8]

Em novembro de 2021, após quinze anos no comando da equipe, Tabárez foi demitido pela Associação Uruguaia de Futebol, devido a maus resultados nas partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022.[3]

Estatísticas como treinador[editar | editar código-fonte]

Atualizadas até 19 de novembro de 2021.

Equipe Entrada Saída Estatísticas
J V E D Aprov.
Bella Vista 1980 1983 ? ? ? ? ?
Danubio 1984 1984 ? ? ? ?
Montevideo Wanderers 1985 1986 ? ? ? ? ?
Peñarol 1987 1987 38 16 10 12 50.88%
Uruguai Sub-20 1983 1987 7 4 1 2 61.9%
Deportivo Cali 1988 1988 ? ? ? ?
Boca Juniors 1991 1993 116 55 39 22 58.62%
Cagliari 1994 1995 42 14 12 16 42.86%
Milan 1996 1996 23 8 7 8 44.93%
Real Oviedo 1997 1998 38 9 13 16 35.09%
Uruguai Sub-23 2012 2012 6 3 1 2 55.56%
Uruguai 2006 2021 206 109 57 60 62.14%

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Tabárez sofre da Síndrome de Guillain-Barré, por isso tem seus movimentos limitados, andando com ajuda de uma bengala.[9]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Uruguai
Boca Juniors
Peñarol
Seleção Uruguaia Sub-20

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Uruguai

Referências

  1. «Tabárez, Óscar Washington» (em inglês). BDFutbol 
  2. Perfil em Weltfussball (em alemão)
  3. a b «Fim de uma era: Óscar Tabárez não é mais técnico do Uruguai». GE. 19 de novembro de 2021. Consultado em 19 de novembro de 2021 
  4. «Óscar Tabárez, técnico do Uruguai, tem dois recordes certificados pelo Guinness». GloboEsporte.com. 3 de outubro de 2018. Consultado em 24 de junho de 2021 
  5. «França domina Uruguai e encara a Bélgica na semifinal da Copa». UOL. 6 de julho de 2018. Consultado em 24 de junho de 2021 
  6. «Recordes da Copa do Mundo: Jogadores, treinadores e artilheiros». UOL. Consultado em 24 de junho de 2021 
  7. «Tabárez ficará perto de quebrar recorde de técnico mais velho das Copas». UOL. 8 de junho de 2018. Consultado em 24 de junho de 2021 
  8. «Técnico Oscar Tabárez renova com seleção uruguaia por mais quatro anos». GloboEsporte.com. 21 de setembro de 2018. Consultado em 24 de junho de 2021 
  9. Maria Júlia Marques (6 de julho de 2018). «Síndrome de Guillain-Barré: entenda doença que técnico do Uruguai pode ter». UOL. Consultado em 15 de abril de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]