Copa Libertadores da América de 1982

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Taça Libertadores da América de 1982
XXIII Copa Libertadores
Dados
Participantes 21
Organização CONMEBOL
Local de disputa Flags of the Union of South American Nations.gif América do Sul
Período 7 de março30 de novembro
Gol(o)s 163
Partidas 74
Média 2,2 gol(o)s por partida
Campeão Uruguai Peñarol (4º título)
Vice-campeão Chile Cobreloa
Melhor marcador UruguaiURU Fernando Morena (Peñarol) – 7 gols
Melhor ataque (fase inicial) Paraguai Olimpia – 12 gols
Melhor defesa (fase inicial) Argentina River Plate – 1 gol
Maior goleada
(diferença)
Olimpia Paraguai 4 – 0 Peru Melgar
Manuel FerreiraAssunção
25 de abril, Grupo 5
◄◄ Libertadores 1981 Soccerball.svg Libertadores 1983 ►►

A edição de 1982 da Taça Libertadores da América foi a 23ª disputada ao longo da história. O Club Atlético Peñarol, do Uruguai foi o grande campeão após passar pelo Cobreloa, do Chile, na final.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Na primeira fase, vinte clubes foram divididos em cinco grupos, com o primeiro colocado se classificando para as semifinais. O Flamengo, do Brasil, campeão da Taça Libertadores da América de 1981, avançou direto para as semifinais.

No Grupo 1, o River Plate se classificou sem grandes dificuldades. A grande surpresa foi o desempenho do Boca Juniors, que não resistiu à altitude de La Paz e perdeu as duas partidas contra os bolivianos do The Strongest e Jorge Wilsterman, terminando em último lugar.

No Grupo 2, o Peñarol terminou em primeiro, ganhando todas as partidas em casa. Foi a primeira participação do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense no torneio.

No Grupo 3, Deportes Tolima e Atletico Nacional disputaram ponto a ponto até a última rodada, tendo o Tolima se classificado com apenas um ponto de diferença.

No Grupo 4, o Cobreloa - vice campeão da Libertadores de 1981 - se classificou ao derrotar o Colo-Colo, em Calama, por 2x0.

No Grupo 5, o Olimpia se classificou com facilidade, em um grupo que, além do Sol de America (também do Paraguai), contava com os peruanos do Melgar e do Municipal.

Semifinais[editar | editar código-fonte]

No Grupo A, apesar dos fortes adversários, o Peñarol venceu todas as quatro partidas, se classificando sem contestação. Já no Grupo B, o Cobreloa conquistou o direito de ir à final do torneio ao vencer o Olímpia, em Santiago, por 1x0.

Finais[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
26 de novembro de 1982 Peñarol Uruguai 0 - 0 Chile Cobreloa Estádio Centenário, Montevidéu

Público: 57 600 (44 690)
Árbitro: BrasilBRA Assis de Aragao
Jogo de volta
30 de novembro de 1982 Cobreloa Chile 0 - 1 Uruguai Peñarol Estádio Nacional de Chile, Santiago

Fernando Morena Gol marcado aos 89 minutos de jogo 89' Público: 74 350
Árbitro: ArgentinaARG Jorge Romero


Libertadores 1982
Flag of Uruguay.svg
PEÑAROL
Campeão
(4º título)

Jogadores Notáveis[editar | editar código-fonte]

Jogador Posição Data de nascimento Clube
Emerson Leão Goleiro 11 de julho de 1949 Brasil Grêmio
Hugo de León Zagueiro 27 de fevereiro de 1958 Brasil Grêmio
Zico meia 3 de março de 1953 Brasil Flamengo
Júnior Lateral-esquerdo 29 de junho de 1954 Brasil Flamengo
Ubaldo Fillol Goleiro 21 de julho de 1950 Argentina River Plate
Hugo Gatti Goleiro 19 de agosto de 1944 Argentina Boca Juniors
Fernando Morena Atacante 2 de fevereiro de 1952 Uruguai Peñarol
Jair meia 11 de julho de 1953 Uruguai Peñarol
Oscar Zagueiro 20 de junho de 1954 Brasil São Paulo