Copa Libertadores da América de Futebol Feminino de 2016

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Copa Libertadores da América
de Futebol Feminino de 2016
VIII Copa Libertadores Femenina
Logotipo Oficial
Dados
Participantes 12
Organização CONMEBOL
Anfitrião Uruguai (Montevidéu e Colônia do Sacramento
Período 620 de dezembro
Gol(o)s 63
Partidas 22
Média 2,86 gol(o)s por partida
Campeã Paraguai Sportivo Limpeño
Vice-campeã Venezuela Estudiantes de Guárico
Melhor marcadora 4 gols:
Melhor ataque (fase inicial) 8 gols:
Melhor defesa (fase inicial) Venezuela Estudiantes de Guárico – 0 gols
Maior goleada
(diferença)
Nacional Uruguai 0–7 Colômbia G. Palmiranas
Estádio CharrúaMontevidéu
10 de dezembro, Grupo B, 2ª Rodada
◄◄ 2015 Soccerball.svg 2017 ►►

A Copa Libertadores de Futebol Feminino de 2016 será a oitava edição da competição organizada pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL). A competição vai ser disputada no Uruguai pela primeira vez, nas cidades de Montevidéu e Colônia do Sacramento.[1][2]

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

O formato da competição foi mantido em relação aos anos anteriores, sendo disputada por doze equipes: o detentor do título, o clube campeão de cada uma das dez associações da CONMEBOL, e uma equipe adicional do país sede.

Associação Equipe Classificado por
CONMEBOL Brasil Ferroviária Campeã da Libertadores Feminina de 2015[3]
Uruguai Colón Campeã do Campeonato Uruguaio de 2015[4]
 Argentina UAI Urquiza Campeã do Campeonato Argentino de 2016[5]
 Bolívia San Martín de Porres Campeã do Campeonato Boliviano de 2016[6]
 Brasil Foz Cataratas 3ª Colocada da Copa do Brasil de 2015[a][7]
 Chile Colo-Colo Campeã do Campeonato Chileno de 2015[8]
 Colômbia Generaciones Palmiranas Campeã do Campeonato Colombiano de 2016[9]
Equador Unión Española Campeã do Campeonato Equatoriano de 2015
 Paraguai Sportivo Limpeño Campeã do Campeonato Paraguaio de 2015[10]
 Peru Universitario Campeã do Campeonato Peruano de 2016[11]
Uruguai Nacional Vice-campeã do Campeonato Uruguaio de 2015[12]
 Venezuela Estudiantes de Guárico Campeã do Campeonato Venezuelano de 2016[13]

a.^ A equipe Kindermann, campeã da Copa do Brasil de 2015, foi desativada e assim, sua vaga foi repassada para o Foz Cataratas, terceira colocada, já que o vice-campeão já tinha sua vaga por ser o atual campeão da competição.

Sedes[editar | editar código-fonte]

Montevidéu Colônia do Sacramento
Estádio Charrúa Estádio Professor Alberto Suppici
Capacidade: 13 900 Capacidade: 6 500

Árbitras[editar | editar código-fonte]

A Comissão de Árbitros da CONMEBOL selecionou as árbitras e assistentes para o torneio.[14]

Sorteio[editar | editar código-fonte]

O sorteio foi realizado no dia 16 de novembro na sede da Asociación Uruguaya de Fútbol em Montevidéu, no Uruguai.[15] Os times foram divididos em quatro potes com três times cada, sendo que os times do mesmo pote não poderiam cair no mesmo grupo.

Pote 1 Pote 2 Pote 3 Pote 4

Uruguai Colón (A1)
Uruguai Nacional (B1)
Brasil Ferroviária (C1)

Brasil Foz Cataratas
Chile Colo-Colo
Argentina UAI Urquiza

Colômbia Generaciones Palmiranas
Venezuela Estudiantes de Guárico
Paraguai Sportivo Limpeño

Bolívia San Martín de Porres
Equador Unión Española
Peru Universitario

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Equipes classificadas para a fase final
Melhor segundo colocado
Equipes eliminadas

Grupo A[editar | editar código-fonte]

Equipe Pts J V E D GP GC SG
Paraguai Sportivo Limpeño 7 3 2 1 0 7 2 +5
Uruguai Colón 6 3 2 0 1 8 4 +4
Argentina UAI Urquiza 4 3 1 1 1 3 2 +1
Peru Universitario 0 3 0 0 3 0 10 –10
  COL URQ SLI UNI
Colón 2–1 2–3 4–0
UAI Urquiza 1–2 0–0 2–0
Sportivo Limpeño 4–0
Universitario 0–4 0–2

Grupo B[editar | editar código-fonte]

Equipe Pts J V E D GP GC SG
Brasil Foz Cataratas 9 3 3 0 0 8 2 +6
Colômbia Generaciones Palmiranas 4 3 1 1 1 8 3 +5
Bolívia San Martín de Porres 4 3 1 1 1 5 5 0
Uruguai Nacional 0 3 0 0 3 2 13 –11
  NAC FCA GPA SMA
Nacional 1–3 0–7 1–3
Foz Cataratas 3–1 2–0 3–1
Generaciones Palmiranas 7–0 0–2 1–1
San Martín de Porres 3–1 1–3 1–1

Grupo C[editar | editar código-fonte]

Equipe Pts J V E D GP GC SG
Venezuela Estudiantes de Guárico 7 3 2 1 0 2 0 +2
Chile Colo-Colo 5 3 1 2 0 4 3 +1
Brasil Ferroviária 4 3 1 1 1 6 3 +3
Equador Unión Española 0 3 0 0 3 3 9 –6
  FER COL EST UES
Ferroviária 1–1 0–1 5–1
Colo-Colo 1–1 0–0 3–2
Estudiantes de Guárico 1–0 0–0 1–0
Unión Española 1–5 2–3 0–1

Melhor segundo colocado[editar | editar código-fonte]

A equipe com melhor índice técnico entre as equipes segundo colocadas de todos os grupos avançou para as semifinais.

Equipe Pts J V E D GP GC SG Grupo
Uruguai Colón 6 3 2 0 1 8 4 +4 A
Chile Colo-Colo 5 3 1 2 0 4 3 +1 C
Colômbia Generaciones Palmiranas 4 3 1 1 1 8 3 +5 B

Fase final[editar | editar código-fonte]

A fase final teve a seguinte composição:

  Semifinais Final
17 de dezembro - 18:30
 Paraguai Sportivo Limpeño  2  
 Brasil Foz Cataratas  0  
 
20 de dezembro - 20:45
     Paraguai Sportivo Limpeño  2
   Venezuela Estudiantes de Guárico  1
Terceiro lugar
17 de dezembro - 20:45 20 de dezembro - 18:30
 Venezuela Estudiantes de Guárico  2  Brasil Foz Cataratas (pen)  0 (3)
 Uruguai Colón  0    Uruguai Colón  0 (1)

Semifinais[editar | editar código-fonte]

17 de dezembro Sportivo Limpeño Paraguai 2 – 0 Brasil Foz Cataratas Estádio Alberto Suppici, Colônia do Sacramento
18:30
Rosa Aquino Gol marcado aos 34 minutos de jogo 34'
Marta Aguero Gol marcado aos 63 minutos de jogo 63'
Relatório Árbitro: ArgentinaARG Estela Alvarez
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Sp. Limpeño
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Foz Cataratas

17 de dezembro Estudiantes de Guárico Venezuela 2 – 0 Uruguai Colón Estádio Alberto Suppici, Colônia do Sacramento
20:45
Milagros Mendoza Gol marcado aos 11 minutos de jogo 11'
Joemar Guarecuco Gol marcado aos 75 minutos de jogo 75'
Relatório Árbitro: EquadorECU Susana Corella
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Estudiantes
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Colón

Terceiro Lugar[editar | editar código-fonte]

20 de dezembro Foz Cataratas Brasil 0 – 0 Uruguai Colón Estádio Alberto Suppici, Colônia do Sacramento
18:30
Relatório Árbitro: PeruPER Elizabeth Tyntaya
    Penalidades  
3 – 1  
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Foz Cataratas
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Colón

Final[editar | editar código-fonte]

20 de dezembro Sportivo Limpeño Paraguai 2 – 1 Venezuela Estudiantes de Guárico Estádio Alberto Suppici, Colônia do Sacramento
20:45
Liz Peña Gol marcado aos 70 minutos de jogo 70'
Damia Cortaza Gol marcado aos 89 minutos de jogo 89'
Relatório Gol marcado aos 46 minutos de jogo 46' Paola Villamizar Árbitro: ChileCHI Paola Barria
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Sp. Limpeño
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Estudiantes

Premiação[editar | editar código-fonte]

Copa Libertadores da América Feminina de 2016
Paraguai
SPORTIVO LIMPEÑO
Campeão
(1º título)

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols Jogadora Equipe
4 Venezuela Oriana Altuve Uruguai Colón
Colômbia Manuela González Colômbia Generaciones Palmiranas
3 Uruguai Yamila Badell Uruguai Colón
Brasil Danyelle Helena Brasil Foz Cataratas
Brasil Verônica Riveros Brasil Foz Cataratas
Colômbia Leicy Santos Colômbia Generaciones Palmiranas
Paraguai Liz Peña Paraguai Sportivo Limpeño
2 Chile Karen Araya Chile Colo-Colo
Venezuela Ysaura Viso Venezuela Estudiantes de Guárico
Brasil Ana Carolina Machado Brasil Ferroviária
Bolívia Yanina López Bolívia San Martín de Porres
Paraguai Marta Agüero Paraguai Sportivo Limpeño
Paraguai Rosa Aquino Paraguai Sportivo Limpeño

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

Oficialmente a CONMEBOL não reconhece uma classificação geral de participantes na Copa Libertadores. A tabela a seguir classifica as equipes de acordo com a fase alcançada e considerando os critérios de desempate.

Classificação final
Pos. Times P J V E D GP GC SG
Campeão
1 Paraguai Sportivo Limpeño 13 5 4 1 0 11 3 +8
Vice-campeão
2 Venezuela Estudiantes de Guárico 10 5 3 1 1 5 2 +3
Eliminados nas semifinais
3 Brasil Foz Cataratas 10 5 3 1 1 8 4 +4
4 Uruguai Colón 7 5 2 1 2 8 6 +2
Eliminados na primeira fase
5 Chile Colo-Colo 5 3 1 2 0 4 3 +1
6 Colômbia Generaciones Palmiranas 4 3 1 1 1 8 3 +5
7 Brasil Ferroviária 4 3 1 1 1 6 3 +3
8 Argentina UAI Urquiza 4 3 1 1 1 3 2 +1
9 Bolívia San Martín de Porres 4 3 1 1 1 5 5 0
10 Equador Unión Española 0 3 0 0 3 3 9 –6
11 Peru Universitario 0 3 0 0 3 0 10 –10
12 Uruguai Nacional 0 3 0 0 3 2 13 –11

Referências

  1. «La Copa Libertadores Femenina se desarrollará del 6 al 20 de diciembre en Uruguay» (em espanhol). CONMEBOL. 18 de outubro de 2016. Consultado em 19 de outubro de 2016 
  2. «Uruguay será sede en diciembre de la Copa Libertadores femenina» (em espanhol). radionacional.com.uy. 18 de outubro de 2016. Consultado em 19 de outubro de 2016 
  3. «3-1. Ferroviaria se corona campeón de Libertadores tras vencer al Colo Colo» (em espanhol). deportes.terra.com.co. 8 de novembro de 2015. Consultado em 9 de novembro de 2015 
  4. «Colón campeón femenino» (em espanhol). auf.org.uy. 20 de outubro de 2015. Consultado em 14 de novembro de 2015 
  5. «Futbol Femenino: UAI Urquiza tricampeón» (em espanhol). clarin.com. 25 de julho de 2016. Consultado em 25 de julho de 2016 
  6. «San Martín: Liga femenina distinguirá al bicampeón» (em espanhol). elpaisonline.com. 14 de setembro de 2016. Consultado em 23 de outubro de 2016 
  7. «Foz Cataratas representará Brasil na Libertadores Feminina 2016». cbf.com.br. 3 de novembro de 2016. Consultado em 3 de novembro de 2016. Arquivado do original em 4 de novembro de 2016  |accessdate= e |acessodata= redundantes (ajuda)
  8. «Colo Colo clasifica a la Copa Libertadores Femenina 2016» (em espanhol). latercera.com. 11 de dezembro de 2015. Consultado em 11 de dezembro de 2015 
  9. «Generaciones Palmiranas se quedó con el título del Campeonato Nacional de Fútbol Femenino» (em espanhol). elpais.com. 23 de novembro de 2016. Consultado em 24 de novembro de 2016 
  10. «Limpeño, campeón absoluto» (em espanhol). abc.com.py. 27 de dezembro de 2015. Consultado em 28 de dezembro de 2015 
  11. «Universitario de Deportes se coronó bicampeón del fútbol femenino» (em espanhol). depor.com. 22 de abril de 2016. Consultado em 1 de novembro de 2016. Arquivado do original em 9 de outubro de 2016  |accessdate= e |acessodata= redundantes (ajuda)
  12. «Femenino: Nacional jugará Libertadores» (em espanhol). nacional.uy. 18 de outubro de 2016. Consultado em 19 de outubro de 2016 
  13. «Estudiantes de Guárico revalidó el gallardete» (em espanhol). compendiodeportivo.com.ve. 11 de setembro de 2016. Consultado em 11 de setembro de 2016 
  14. http://www.conmebol.com/es/fueron-convocadas-las-arbitras-de-la-copa-libertadores-femenina-2016
  15. «La Copa Libertadores Femenina 2016 definió llaves para su disputa - See more at: www.conmebol.com/es/la-copa-libertadores-femenina-2016-definio-llaves-para-su-disputa#sthash.SkXm0cc3.dpuf» (em espanhol). CONMEBOL.com. 16 de novembro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]