Final da Copa Libertadores da América de 2020

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Final da Copa Libertadores da América de 2020
Architectural Detail - Maracana Stadium - Rio de Janeiro - Brazil - 10 (17530712226).jpg
Estádio do Maracanã, sede do jogo único da final.
Evento Copa Libertadores da América de 2020
Data 30 de janeiro de 2021
Local Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro, Brasil
Árbitro ArgentinaARG Patricio Loustau
Público Portões fechados

A final da Copa Libertadores da América de 2020 será a 61ª final desta competição, organizada anualmente pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL). Pela segunda vez na história, será disputada em jogo único, no dia 30 de janeiro de 2021 no Estádio do Maracanã[nota 1], no Rio de Janeiro, Brasil.[1]

O vencedor garantirá o direito de participar da Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2020 no Qatar. Além do Mundial de Clubes, o campeão terá o direito de participar da Recopa Sul-Americana de 2021 contra o campeão da Copa Sul-Americana de 2020.[2]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Escolha do local[editar | editar código-fonte]

Pela segunda vez na história da Libertadores, a final será disputada em jogo único e em campo neutro. Com o processo seletivo aberto, seis cidades se candidataram para receber a disputa: Lima, no Peru, Córdova na Argentina e São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre representaram o Brasil.[3]

Em 18 de outubro de 2019, definiu o Estádio do Maracanã no Rio de Janeiro como sede da final da Libertadores e o Estádio Mario Alberto Kempes em Córdova como sede da final da Sul-Americana.[4][5]

Partida[editar | editar código-fonte]

30 de janeiro de 2021 Palmeiras Brasil Brasil Santos Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
17:00 (UTC−3)
Público: Portões fechados
Árbitro: ArgentinaARG Patricio Loustau

Regulamento

  • 90 minutos.
  • 30 minutos de prorrogação caso haja empate no tempo normal.
  • Persistindo o empate, o vencedor será decidido nas penalidades máximas.
  • Doze jogadores substitutos.
  • Máximo de três substituições, com uma quarta sendo permitida em caso de prorrogação.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Originalmente, a final seria disputada no dia 21 de novembro de 2020, mas, por conta dos impactos causuados pela pandemia do novo coronavírus, a competição foi suspensa e retomada no dia 15 de setembro de 2020, com a final adiada para 30 de janeiro de 2021.

Referências

  1. «CONMEBOL determina Maracanã (Rio) e Mario Kempes (Córdova) sedes das Finais Únicas da Libertadores e Sul-Americana 2020 | CONMEBOL». www.conmebol.com. Consultado em 18 de outubro de 2019 
  2. «Reglamento CONMEBOL Libertadores 2019» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL. 30 de dezembro de 2018. Consultado em 5 de outubro de 2019 
  3. «Histórica decisión: Final Única de la Libertadores 2019 en Santiago y Final Única de la Sudamericana 2019 en Lima» (em espanhol). CONMEBOL. 14 de agosto de 2018. Consultado em 5 de novembro de 2018 
  4. «Final da Libertadores de 2020 tem seis estádios brasileiros na disputa; Maracanã é favorito». Globoesporte. Consultado em 18 de outubro de 2019 
  5. «Maracanã vai receber a final da Copa Libertadores de 2020». Globoesporte. Consultado em 18 de outubro de 2019