Record (jornal desportivo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Record
LogoRecord.gif
Periodicidade Diário
Formato Tabloide
Sede Av. Conde Valbom, 30 - 4.º - 1050-068 Lisboa
Preço 0,90 €
Fundação 1949
Proprietário Cofina
Diretor António Magalhães
Idioma Português
Página oficial record.xl.pt

Record MHIH é um jornal diário desportivo de Portugal, com sede em Lisboa e uma delegação no Porto.

História[editar | editar código-fonte]

O jornal desportivo Record começou a ser publicado no dia 26 de novembro de 1949.

A ideia de fundar um novo jornal desportivo foi do antigo atleta Manuel Dias que financiou em grande parte a operação e convidou o jornalista José Monteiro Poças (de A Bola) e o professor de Educação Física Fernando Ferreira que foi o primeiro director.

O Diário Popular adquiriu uma posição acionista importante. A empresa foi nacionalizada a seguir ao 25 de Abril de 1974 e a privatização ocorreu em 1989. Atualmente é detida pela Cofina.

Começou por ser publicado aos sábados e, em 3 de fevereiro de 1953, passou a ser publicado também às terças. Passou depois a trissemanário em 18 de abril de 1972. Passou finalmente a diário em 1 de março de 1995. A versão online do jornal foi lançada a 20 de abril de 1999.

A 24 de Novembro de 1999 foi feito Membro-Honorário da Ordem do Infante D. Henrique.[1]

O diário foi líder a imprensa desportiva em Portugal, com 858 mil leitores/dia, segundo o Bareme da Marktest do segundo semestre de 2009.

O Record começou a aplicar o Acordo Ortográfico de 1990 no início de 2009, sendo o primeiro jornal português de circulação nacional a adotar essa medida.[2]

Fernando Ferreira foi director entre 1949 e 1963. Os diretores seguintes foram Artur Agostinho (1963-1974), José Monteiro Poças (1975-1986), Rui Cartaxana (1986-1998), João Marcelino (1999-2001), José Manuel Delgado (2001-2003) e Alexandre Pais (2003-2013) e João Querido Manha (2013-2014). António Magalhães é o atual diretor desde 2 de Setembro de 2014.

Colunistas[editar | editar código-fonte]

Prémio Artur Agostinho[editar | editar código-fonte]

Em 2005 o Record criou o Prémio Artur Agostinho destinado a distinguir a personalidade do ano na área do Desporto.[3] [4]

Premiados
Ano Nome Modalidade Ref.
2005 Pauleta Futebol [3]
2006 Luís Felipe Scolari [3] [4]
2007 Rui Costa [3]
2008 Cristiano Ronaldo [3] [4]
2009 Luís Figo [3] [4]
2010 José Mourinho [3] [4]
2011 Hulk
2012 Pepe
2013 Rui Costa Ciclismo [5]
2014 Jorge Jesus Futebol
2015 Luisão

Referências

  1. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Jornal Record". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 2015-07-28. 
  2. «Agência Lusa». SAPO. Noticias.sapo.pt. 
  3. a b c d e f g «Morreu Artur Agostinho (1920-2011)». Semanário Expresso. 22 de Março de 2011. Consultado em 2016-05-22. 
  4. a b c d e «Morreu o jornalista Artur Agostinho». Diário de Notícias. 22 de Março de 2011. Consultado em 2016-05-22. 
  5. «Rui Costa estreia novo equipamento para 2014». Póvoa de Varzim: Rádio Onda Viva. 2014-01-03. Arquivado desde o original em 22 de maio de 2016. Consultado em 2016-05-22. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Record (jornal desportivo)


Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação ou jornalismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.