Club Social y Deportivo Defensa y Justicia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Defensa y Justicia
EscudoDefensayjustica.png
Nome Club Social y Deportivo Defensa y Justicia
Alcunhas Defe
El Halcón (O Falcão)
El Capo del Sur (O Chefe do Sul)
Fundação 20 de março de 1935 (86 anos)
Estádio Norberto "Tito" Tomaghello
Capacidade 18.000
Presidente José Lemme
Treinador Sebastián Beccacece
Patrocinador Secco
Rápido Tata
Material (d)esportivo Sport Lyon
Competição Campeonato Argentino
Copa Libertadores da América
Recopa Sul-Americana
Website [1]
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo

O Club Social y Deportivo Defensa y Justicia, é um clube argentino de futebol da cidade de Florencio Varela, da Província de Buenos Aires, na Argentina. O clube foi fundado no dia 20 de março de 1935 e atualmente joga na Primeira Divisão Argentina.

Seus jogos em casa são disputados no Estádio Norberto "Tito" Tomaghello, que tem uma capacidade de cerca de 10.500 lugares.

Os títulos mais expressivos da equipe argentina são os da Copa Sul-Americana de 2020 e da Recopa Sul-Americana de 2021.

História[editar | editar código-fonte]

Mesmo que o clube foi fundado já em 1935, eles tiveram que esperar até 1977 até que fez sua estréia na Primera D Metropolitana. Eles fizeram progressos rápidos para ganhar a promoção para Primera C Metropolitana em 1982, e promoção de Primera B Metropolitana em 1985. Eles jogaram sua primeira temporada, a nível nacional em 1986, no Argentina Nacional B.

A equipe utilizava as cores azul e branco em seu uniforme, mas em 1981 eles mudaram para o amarelo e verde para combinar com as cores do seu patrocinador, uma empresa de ônibus local.

Na temporada 2005–06 o clube terminou em 5° no Apertura e 17° no Clausura. Apesar de terminar em 11 º no geral, os resultados do período anterior de 2 temporadas asseguraram que eles terminaram em penúltimo lugar da tabela de rebaixamento. Isso significava que eles precisavam jogar em uma promoção de duas partidas/playoffs de rebaixamento contra o Club Deportivo Morón. O jogo terminou com 4 a 4 no placar agregado, gols nos 47 e 50 minutos na segunda etapa, o que significava que o Defensa y Justicia manteve seu lugar no Nacional B.[1]

Em sua primeira partida oficial fora da Argentina em 82 anos de fundação, pela Copa Sul-Americana, no dia 11 de maio de 2017, o clube argentino fez história ao eliminar o favorito São Paulo em seu próprio estádio. Após empatar o primeiro jogo em casa por 0 a 0, na volta no Morumbi, a equipe argentina saiu atrás do placar contra o time brasileiro mas logo depois foram buscar o gol de empate que terminou em 1 a 1, resultado que classificou os argentinos para a segunda fase do torneio continental.[2]

Após derrotar o Lanús, a equipe vence seu primeiro título continental em mais de 80 anos de história, a Copa Sul-Americana.[3] Em 2021, após derrotar o Palmeiras a equipe venceu o seu segundo título continental, a Recopa Sul-Americana.

Escudo antigo

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

  • Atualizado a 4 de junho de 2021.[4]
Goleiros
N.º Jogador
1 Argentina Marcos Ledesma
22 Argentina Ezequiel Unsain Capitão
36 Argentina Lautaro Amadé
Defensores
N.º Jogador Pos.
2 Argentina Adonis Frías Z
4 Argentina Franco Paredes Z
5 Argentina Fernando Meza Z
28 Argentina Juan Rodríguez Z
13 Argentina Rodrigo Herrera Z
6 Argentina Agustín Sienra Z
25 Argentina Néstor Breitenbruch LD
14 Argentina Nicolás Tripichio LD
15 Argentina Matías Rodríguez LD
3 Argentina Marcelo Benítez LE
24 Colômbia Mauricio Duarte LE
33 Argentina Nahuel Gallardo LE
37 Argentina Emanuel Brítez LE
Meio-campistas
N.º Jogador Pos.
8 Argentina Enzo Fernández V
30 Colômbia Raúl Loiaza V
35 Argentina Valentín Larralde M
10 Argentina Tomás Martínez M
16 Uruguai Lautaro Escalante M
32 Paraguai Maximiliano Luayza M
18 Argentina Tomás Ortiz M
23 Argentina Eugenio Isnaldo M
29 Argentina Francisco Pizzini M
11 Argentina Carlos Rotondi M
31 Argentina Braian Romero M
12 Argentina Ciro Rius M
20 Argentina José González M
Atacantes
N.º Jogador
7 Argentina Walter Bou
8 Paraguai Lucas Barrios
9 Uruguai Miguel Merentiel
19 Argentina Gabriel Hachen
20 Argentina José González
33 Argentina Rodrigo Contreras
Comissão técnica
Nome Pos.
Argentina Sebastián Beccacece T

Títulos[editar | editar código-fonte]

Continentais
Competição Títulos Temporadas
COPA 2 AMR.png Copa Sul-Americana 1 2020Cscr-featured.png
COPA 3 AMR.png Recopa Sul-Americana 1 2021
Nacionais
Competição Títulos Temporadas
WikiCup Trophy Gold.png Primera B Metropolitana

(3°Divisão)

1 1996-97
WikiCup Trophy Gold.png Primera División C

(4°Divisão)

1 1985
WikiCup Trophy Gold.png Primera División D

(5°Divisão)

1 1982

Cscr-featured.png Campeão invicto

Ex-jogadores[editar | editar código-fonte]

  • Argentina Marcelo Ojeda (1987–1990)
  • Argentina Raul Diogo Mayr (1999–2001)
  • Argentina Hugo da Silva (1996–1997)
  • Argentina Pablo Ariel Lugüercio (2002)
  • Argentina Ricardo Villa (1986–1989)
  • Argentina Esteban Solari (2001–2002)
  • Argentina Darío Zárate (2006–07, 2008–2009)

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. de 2006, 3 de Junio. «Defensa y Justicia logró el milagro frente a Morón». infobae (em espanhol). Consultado em 24 de janeiro de 2021 
  2. «Pelo terceiro ano seguido, São Paulo cai para argentino e protagoniza novo vexame». ge. Consultado em 23 de janeiro de 2021 
  3. «Defensa y Justicia de Crespo vence o Lanús e é campeão inédito da Copa Sul-Americana». ge. Consultado em 23 de janeiro de 2021 
  4. «Defensa y Justicia - Perfil do clube». www.transfermarkt.com.br (em bretão). Consultado em 4 de junho de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]