Asociación Atlética Estudiantes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estudiantes de Río Cuarto
Escudo Asociacion Atlética Estudiantes de Río Cuarto.svg
Nome Asociación Atlética Estudiantes
Alcunhas Celeste
León del Imperio
Fundação 21 de setembro de 1912 (107 anos)
Estádio Antonio Candini
Localização Argentina Río Cuarto, Córdoba
Presidente Argentina Alicio Dagatti
Treinador Argentina Marcelo Vázquez
Competição Primera Nacional
Website Página oficial
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo

O Asociación Atlética Estudiantes, também conhecido como Estudiantes de Río Cuarto, é um clube esportivo da cidade de Río Cuarto, na província de Córdoba, Argentina. Fundado em 21 de setembro de 1912, suas cores são o azul e o branco.[1][2] Sua atividade mais importante é o futebol, onde atualmente participa da Primera Nacional, a segunda divisão do futebol argentino regido pela Associação do Futebol Argentino (AFA), entidade máxima do futebol na Argentina.[1] Seu estádio é o Ciudad de Río Cuarto – Antonio Candini, que também fica em Río Cuarto e tem capacidade aproximada para 10.000 torcedores.[3][4]

Entre outras atividades esportivas desenvolvidas nas instalações no clube temos o hockey, basquete, vôlei, ginástica artística, ginástica artística, futsal e patinação artística.[5]

História[editar | editar código-fonte]

Tudo começou com a inauguração do Colegio Nacional Nº 1 na cidade de Río Cuarto em 1 de julho de 1912, e foi neste mesmo local e no ano, que em 21 de setembro, foi fundado pelos alunos da instituição o Centro de Estudiantes y Biblioteca Bernardino Rivadavia, dedicado a prática de atividades culturais e esportivas.[6] A equipe de futebol até então era chamada Club Atlético Estudiantes e teve na figura de Juan Francisco Remedi como o primeiro presidente do Centro e também da atual Asociación Atlética Estudiantes.[6][7]

A primeira camisa do León del Imperio, apelido atual do clube, era totalmente preta, 1916 foi adotada uma camisa preta com um faixa branca horizontal no meio e por fim, em 1917, o clube adotou a tradicional camisa celeste dos dias de hoje. A história do clube está ligada a origem do futebol local, pois, em 1917 foi organizado o futebol de Río Cuarto com a criação da Federación de Foot Ball de Río Cuarto. O clube foi primeiro campeão da recém-criada liga conhecida como Copa Campeonato. Em 27 de agosto de 1918, por decisão própria dos envolvidos, a seção de futebol foi separada do resto das atividades esportivas do Centro. Em 30 de outubro de 1918, o clube mudou seu nome para Asociación Atlética Estudiantes, deixando de vez o Club Atlético Estudiantes usado até então.[6][8]

Entre 1919 e 1925 o León de Río Cuarto ganhou sete campeonatos consecutivos, transformando-se em uma das entidades mais fortes da região. O ano de 1938 foi um tanto especial para a instituição, primeiro conseguiu sua personalidade jurídica e por fim, inaugurou o seu estádio em Mogote, onde encontra-se atualmente a sede do clube. Em 1949 foi novamente campeão da liga local depois de 24 anos de jejum. Outros títulos viram em 1966, 1967, 1968, 1969, 1971, 1973, 1974, 1976, 1978 e 1981.[6]

Sua afiliação com a Associação do Futebol Argentino (AFA) é feita de forma indireta, ou seja, através do Conselho Federal do Futebol Argentino (CFFA) e mais precisamente da Liga Regional de Fútbol de Río Cuarto. É historicamente o principal representante do futebol do interior da província de Córdoba e participou conseguiu acesso ao antigo Campeonato Nacional, um certame do mais alto nível do futebol argentino, nos anos de 1983, 1984 e 1985.[6][8]

Após o esplendor daqueles anos na elite do futebol do país, o Estudiantes participou do extinto Torneo del Interior de 1986–87 e com a restruturação dos torneios da AFA na década de 1990, o Celeste manteve-se no Torneo Argentino A (atual Torneo Federal A) até seu rebaixamento em 2000. Entre as temporadas de 2000–01 e 2015–16, foram 12 anos no Torneo Argentino B, com exceção de apenas dois acessos entre as datas.[9]

Entre seus títulos mais recentes, temos: o Torneo Argentino B de 2008–09, dividido com Atlético Unión de Mar del Plata; o Torneo Federal B de 2016, dividido com Sansinena de General Cerri, Alianza de los Mandiyú de Corrientes e Huracán Las Heras de Mendoza;[10] e por fim, temos a conquista do Torneo Federal A de 2018–19, ao lado do Alvarado de Mar del Plata.[11]

Cronologia no Campeonato Argentino de Futebol[editar | editar código-fonte]

Período Campeonato Divisão Associação Ref.
1983 — 1985 Campeonato Nacional Primeira AFA [2]
1995–96 — 1999–00 Torneo Argentino A Terceira CFFA (AFA) [2]
2000–01 Torneo Argentino B Quarta CFFA (AFA) [2]
2001–02 — 2002–03 Torneo Argentino A Terceira CFFA (AFA) [2]
2003–04 — 2008–09 Torneo Argentino B Quarta CFFA (AFA) [2]
2009–10 — 2010–11 Torneo Argentino A Terceira CFFA (AFA) [2]
2011–12 — 2015–16 Torneo Argentino B / Torneo Federal B [nota 1] Quarta CFFA (AFA) [2]
2016–17 — 2018–19 Torneo Federal A Terceira CFFA (AFA) [2]
Desde 2019–20 Primera Nacional Segunda AFA [2]

Títulos[editar | editar código-fonte]

NACIONAIS
Divisão Competição Associação Títulos Temporadas
Terceira Torneo Federal A CFFA (AFA) 1 2018–19
Quarta Torneo Argentino B CFFA (AFA) 1 2008–09
Quarta Torneo Federal B CFFA (AFA) 1 2016

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. A partir da temporada de 2014–15, a quarta divisão mudou de nome, de Torneo Argentino B para a chamar-se de Torneo Federal B.

Referências

  1. a b «Clubes afiliados - Sitio Oficial de la Asociación del Fútbol Argentino». Sitio Oficial de la Asociación del Fútbol Argentino (em espanhol). Consultado em 3 de junho de 2019 
  2. a b c d e f g h i j «LIST OF ARGENTINIAN CLUBS AND DIVISIONAL MOVEMENTS (Professional Era 1931-2019)». www.rsssf.com. Consultado em 12 de junho de 2019 
  3. Antoniocandini. «Instalaciones». Asociación Atlética Estudiantes de Río Cuarto (em espanhol). Consultado em 31 de julho de 2019 
  4. «El Sitio de Estudiantes de Río Cuarto en Mundo Ascenso». https://www.mundoascenso.com.ar (em espanhol). Consultado em 31 de julho de 2019 
  5. «Polideportivo archivos». Asociación Atlética Estudiantes de Río Cuarto (em espanhol). Consultado em 31 de julho de 2019 
  6. a b c d e «ESTUDIANTES (RIO CUARTO): Ruge el León». www.soloascenso.com.ar (em espanhol). Consultado em 30 de julho de 2019 
  7. Alberto, Lastra Hugo (2014). Historia, poesías y personajes de Río Cuarto. Buenos Aires: Editorial Dunken. 168 páginas. ISBN 9789870273769. Consultado em 31 de julho de 2019 
  8. a b Antoniocandini. «Historia». Asociación Atlética Estudiantes de Río Cuarto (em espanhol). Consultado em 30 de julho de 2019 
  9. «Estudiantes de Río Cuarto: historia, presente y todo lo que hay que saber del rival de Boca en la Copa Argentina | Goal.com». www.goal.com. Consultado em 30 de julho de 2019 
  10. «Torneo Argentino B Champions». www.rsssf.com. Consultado em 31 de julho de 2019 
  11. «Argentina - Torneo del Interior». www.rsssf.com. Consultado em 31 de julho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre futebol argentino é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.