Luiz Adriano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Luiz Adriano
Luiz Adriano
Luiz Adriano pela Antalyaspor em 2022
Informações pessoais
Nome completo Luiz Adriano de Souza da Silva
Data de nasc. 12 de abril de 1987 (35 anos)
Local de nasc. Porto Alegre (RS), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,83 m
destro
Informações profissionais
Período em atividade 2006–presente
Clube atual Antalyaspor
Número 70
Posição atacante
Clubes de juventude
2004–2006 Internacional
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2006–2007
2007–2015
2015–2016
2017–2019
2019–2021
2022–
Internacional
Shakhtar Donetsk
Milan
Spartak Moscou
Palmeiras
Antalyaspor
0024 00000(4)
0267 000(130)
0036 00000(6)
0079 0000(25)
0104 0000(32)
0000 00000(0)
Seleção nacional3
2007
2014
Brasil Sub-20
Brasil
0011 0000(2)
0004 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelos
clubes, atualizadas até 21 de novembro de 2020.
3 Partidas e gols pela seleção nacional estão atualizadas
até 15 de janeiro de 2019.

Luiz Adriano de Souza da Silva (Porto Alegre, 12 de abril de 1987), mais conhecido como Luiz Adriano, é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Atualmente joga no Antalyaspor da Turquia.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Internacional[editar | editar código-fonte]

Foi junto com Alexandre Pato uma das jovens promessas descobertas pelo Internacional pouco antes da Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2006.

O melhor momento de sua carreira foi na disputa da Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2006, aonde foi campeão com o Colorado na decisão contra o Barcelona. Luiz Adriano marcou o gol do Inter que decidiu a vitória por 2-1 contra o Al-Ahly de Cairo, garantindo vaga para a final e ajudando a construir o gol da vitória sobre os espanhóis.

Shakhtar Donetsk[editar | editar código-fonte]

Luiz Adriano pelo Shakhtar em 2014.

Em 2 de março de 2007, o atleta foi vendido ao Shakhtar Donetsk, pelo preço de 3 milhões de euros (9 milhões de reais).

No Shakhtar Donetsk, Luiz Adriano foi buscando seu espaço e cada vez mais se tornou ídolo por parte da torcida.

Na final da Copa da UEFA de 2008-09, contra o Werder Bremen da Alemanha, Adriano acabou marcando o primeiro gol da partida, aonde sua equipe acabou sagrando-se campeã.

Em 21 de outubro de 2014, tornou-se o maior artilheiro do Shakhtar Donetsk depois de marcar cinco gols em partida contra o BATE Borisov, na Liga dos Campeões da UEFA. Na ocasião, Luiz Adriano chegou a 117 gols e superou Andriy Vorobey, que fez 114.[1]

Milan[editar | editar código-fonte]

Em 2 de julho de 2015, o Milan anunciou a contratação de Luiz Adriano, que assinou até 30 de junho de 2020.[2]

O Milan pagou 8 milhões de euros (cerca de 27 milhões de reais) pelo jogador, Luiz Adriano vestiu a camisa 9 que era de Filippo Inzaghi maior artilheiro do clube italiano.

Spartak Moscou[editar | editar código-fonte]

Luiz Adriano pelo Spartak Moscou em 2017

No dia 17 de janeiro de 2017, o clube russo Spartak Moscou anunciou a contratação de Luiz Adriano, pagando 1 milhão de euros (R$ 3,4 milhões), um valor baixo considerando o que o Milan pagou, o clube italiano alegou a venda pelo motivo do alto salário e como o jogador estava jogando no nível abaixo do esperado, decidiram aceitar a proposta do clube russo.[3]

Palmeiras[editar | editar código-fonte]

Luiz Adriano com o Palmeiras em 2021

Em julho de 2019, foi anunciado pelo Palmeiras, assinando um contrato até julho de 2023.[4] Foi apresentado no dia oito de agosto, recebendo a camisa dez.[5] Fez sua estreia quatro dias depois, num empate em 2–2 contra o Bahia pelo Campeonato Brasileiro, no Allianz Parque.[6] Seu primeiro gol com a camisa palestrina saiu em agosto, em derrota por 2–1 para o Grêmio, no Pacaembu, pelas quartas-de-final da Libertadores, partida em que o alviverde foi eliminado pelo tricolor.[7] Em setembro, em partida contra o Fluminense pelo Campeonato Brasileiro, marcou seu primeiro hat-trick pelo Palmeiras, ao fazer os três gols da vitória por 3–0, no Allianz Parque.[8]

Já pela temporada de 2020, em março, pela fase de grupos da Libertadores, no Allianz Parque, o atacante fez os três gols do Palmeiras na vitória por 3–1 sobre o Guaraní; com isso, Luiz Adriano tornou-se o terceiro brasileiro a fazer um hat-trick pela Libertadores e também pela Liga dos Campeões da UEFA, ao lado de Neymar e Jadson.[9] Jogando pelo Campeonato Paulista, fez o gol que abriu o placar no empate por 1–1 na partida de volta da final contra o Corinthians; o alviverde sagrou-se campeão após doze anos ao vencer por 5–4 nos pênaltis.[10] Em outubro, fez dois gols numa vitória por 3–0 contra o Atlético Goianiense, em Goiânia.[11] Em dezembro, na partida de volta das semifinais da Copa do Brasil contra o América Mineiro, fez o gol que abriu o placar; o Palmeiras se classificou para a final ao vencer por 2–0.[12] Em janeiro de 2021, marcou o segundo gol da vitória por 3–0 contra o River Plate, na Argentina, pela partida de ida das semifinais da Libertadores.[13] Duas semanas depois, fez dois gols na vitória por 4–0 contra o Corinthians, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro.[14] No fim do mês, sagrou-se campeão da Libertadores, ao jogar a partida inteira da vitória por 1–0 contra o Santos.[15] Em março, conquistou mais um título pelo Palmeiras, desta vez, a Copa do Brasil, onde o alviverde venceu o Grêmio nas duas partidas da final; foi a quarta conquista do Palmeiras na sua história.[16] Finalizou a temporada como artilheiro da equipe, com vinte gols.[17]

Pela temporada de 2021, entretanto, não conseguiu manter o mesmo nível, vivendo uma temporada com polêmicas. Figurando mais vezes como reserva, Luiz Adriano chegou a viver um jejum de dois meses sem marcar pelo Palmeiras.[18] Sua relação com a torcida deteriorou em dois episódios em outubro: primeiro, quando, em partida contra o Bragantino, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro, o atacante discutiu com um torcedor na arquibancada.[19] Dias depois, em partida contra o Sport, fez o gol de empate do Palmeiras na vitória por 2–1, e comemorou fazendo sinal de silêncio para a torcida;[20] o atacante acabou sendo advertido pela diretoria do Palmeiras e emitiu um comunicado pedindo desculpas.[21]

Em janeiro de 2022, o diretor de futebol do Palmeiras, Anderson Barros, anunciou em entrevista coletiva que Luiz Adriano não fazia mais parte do planejamento para a temporada e que estaria afastado do grupo, sendo liberado para buscar um novo clube.[22] No dia 1º de fevereiro, entrou em acordo com o Palmeiras e rescindiu seu vínculo, que ia até o meio de 2023.[23]

Antalyaspor[editar | editar código-fonte]

Em 3 de fevereiro, foi anunciado pelo clube turco Antalyaspor, assinando contrato até junho de 2023.[24]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Luiz Adriano em amistoso da Seleção Brasileira.

Luiz Adriano jogou na seleção sub-20, ao lado de jogadores como Alexandre Pato e Lucas Leiva, em 2007, onde foi campeão do campeonato sul-americano sub-20.

Em 23 de outubro de 2014, foi convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira.[25]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 17 de novembro de 2021.

Clubes[editar | editar código-fonte]

[26]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Internacional 2006 13 1 0 2 1 0 10 2 0
2007 8 1 0 1 0 0 14 1 0
Total 21 2 0 0 0 0 1 0 0 2 1 0 24 3 0
Shakhtar 2006–07 5 0 0 1 0 0 6 0 0
2007–08 13 4 2 5 1 1 1 0 0 19 5 3
2008–09 12 4 1 3 1 1 14 4 2 0 0 0 29 9 4
2009–10 23 11 3 1 0 0 11 6 1 1 0 0 36 17 4
2010–11 21 10 0 5 4 3 10 4 0 1 2 0 37 20 3
2011–12 23 12 3 5 1 0 6 3 0 1 0 0 37 16 3
2012–13 19 7 4 5 4 3 7 3 2 1 1 0 32 15 9
2013–14 25 20 3 5 2 1 8 3 0 1 0 0 39 25 4
2014–15 21 9 10 4 3 0 7 9 3 1 0 0 33 21 13
Total 162 77 26 34 16 9 64 32 8 6 3 0 266 128 43
Milan 2015–16 26 4 1 3 2 0 29 6 1
2016–17 7 0 0 0 0 0 7 0 0
Total 33 4 1 3 2 0 36 6 1
Spartak Moscou 2016–17 8 2 0 0 0 0 8 2 0
2017–18 25 10 6 4 1 0 8 3 0 1 1 0 38 15 6
2018–19 12 2 3 0 0 0 4 1 1 0 0 0 16 3 4
Total 45 14 9 4 1 0 12 4 1 1 1 0 62 22 10
Palmeiras 2019 13 6 1 0 0 0 2 1 0 0 0 0 15 7 1
2020 24 10 3 7 2 0 7 5 0 18 3 1 56 20 4
2021 19 3 2 2 0 0 7 1 2 9 1 0 35 5 4
Total 56 19 6 8 2 0 16 7 2 25 4 1 106 32 9
Total na carreira 317 116 42 49 21 9 93 43 11 36 9 1 495 189 63

Títulos[editar | editar código-fonte]

Internacional
Seleção Brasileira Sub-20
Shakhtar Donetsk
Milan
Spartak Moscou
Palmeiras

Artilharias[editar | editar código-fonte]

  • Copa da Ucrânia: 2012–13 (4 gols)
  • Campeonato Ucraniano: 2013–14 (20 gols)
  • Maior goleador da história do Shakhtar Donetsk (128 gols) [27][28]

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Luiz Adriano faz cinco, bate recordes e entra para a história do Shakhtar». GloboEsporte.com. 21 de outubro de 2014. Consultado em 18 de novembro de 2015 
  2. «AC Milan comunicato ufficiale. Luiz Adriano in rossonero fino al 2020.» (em italiano). ACMilan.com. Consultado em 18 de novembro de 2015 
  3. «Spartak Moscou anuncia acordo com o Milan e contratação de Luiz Adriano». Globoesporte.com. Consultado em 17 de janeiro de 2017 
  4. «Palmeiras acerta com o atacante Luiz Adriano». Gazeta Esportiva. 30 de julho de 2019. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  5. «Luiz Adriano exalta projeto do Palmeiras e agradece recepção do elenco». Palmeiras. 8 de agosto de 2019. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  6. «Luiz Adriano aprova estreia pelo Palmeiras e valoriza disputa por posição». Torcedores.com. 12 de agosto de 2019. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  7. «Primeiro gol pelo Palmeiras completa dois anos, e Luiz Adriano tenta retomar protagonismo». Terra Esportes. 27 de agosto de 2021. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  8. PEREIRA, Luis Felipe (11 de setembro de 2019). «Autor dos três gols na vitória do Palmeiras sobre o Fluminense, Luiz Adriano é o brasileiro com mais hat-tricks na história da Champions». Torcedores.com. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  9. «Dono da bola: com outro hat-trick no Palmeiras, Luiz Adriano entra em lista histórica que tem Neymar». Globoesporte. Consultado em 11 de março de 2020 
  10. CECCON, Bruno (8 de agosto de 2020). «Palmeiras bate Corinthians nos pênaltis após ceder empate nos acréscimos e sai da fila no Paulista». Gazeta Esportiva. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  11. «Palmeiras aproveita falhas do Atlético-GO e vence no Brasileirão após quatro derrotas seguidas». ge.globo. 25 de outubro de 2020. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  12. «Palmeiras vence América-MG e enfrenta o Grêmio na final da Copa do Brasil». ge.globo. 30 de dezembro de 2020. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  13. SARTORI, Carlos (6 de janeiro de 2021). «River Plate 0 x 3 Palmeiras: Invicto, Verdão deixa tetracampeão atordoado e segue como melhor time da Libertadores!». ESPN. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  14. «Palmeiras joga muito, atropela o Corinthians e ganha força na briga pelo título brasileiro». GE. 18 de janeiro de 2021. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  15. «Palmeiras 1–0 Santos». conmebol.com. 30 de janeiro de 2021. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  16. MARSON, Rafael (7 de março de 2021). «É tetra! Palmeiras vence o Grêmio e conquista a Copa do Brasil». Lance!. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  17. «Luiz Adriano decisivo: dez fatos que resumem a ótima temporada do camisa 10 do Palmeiras». ge.globo. 20 de janeiro de 2021. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  18. «Luiz Adriano vive jejum de dois meses e perde espaço no Palmeiras». Gazeta Esportiva. 19 de agosto de 2021. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  19. «Do banco de reservas, Luiz Adriano discute com torcedor do Palmeiras no estádio; veja vídeo». ge.globo. 9 de outubro de 2021. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  20. DE LAURENTIIS, Francisco (26 de outubro de 2021). «Amor e ódio? Luiz Adriano pede silêncio após gol, mas recebe aplausos em virada do Palmeiras». ge.globo. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  21. «Luiz Adriano é advertido pela diretoria do Palmeiras por ter feito gesto de silêncio para a torcida». ESPN. 27 de outubro de 2021. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  22. «Site do Palmeiras exclui Luiz Adriano do elenco e oficializa troca de números entre Dudu e Rony». ge.globo. 7 de janeiro de 2022. Consultado em 8 de janeiro de 2022 
  23. «Palmeiras consegue acordo e rescinde contrato de Luiz Adriano». UOL. 1 de fevereiro de 2022. Consultado em 2 de fevereiro de 2022 
  24. «Após deixar o Palmeiras, Luiz Adriano é anunciado pelo Antalyaspor, da Turquia». Lance!. 3 de fevereiro de 2022. Consultado em 9 de maio de 2022 
  25. «Dunga poupa jogadores do futebol brasileiro, e lista tem várias novidades». GloboEsporte.com. 23 de outubro de 2014. Consultado em 18 de novembro de 2015 
  26. «Football : Luiz Adriano» (em inglês). FootballDatabase.eu. Consultado em 18 de novembro de 2015 
  27. «Shakhtar Donetsk vende Luiz Adriano para o Milan». Reuters.com. 2 de julho de 2015. Consultado em 18 de novembro de 2015 
  28. «Milan confirma a contratação do brasileiro Luiz Adriano até 2020». FoxSports.com.br. 2 de julho de 2015. Consultado em 18 de novembro de 2015 
  29. «Conmebol elege seleção da Libertadores com seis palmeirenses». www.uol.com.br. Consultado em 1 de fevereiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Luiz Adriano