Hugo de León

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hugo de León
Informações pessoais
Nome completo Hugo Eduardo de León Rodríguez
Data de nasc. 27 de fevereiro de 1958 (61 anos)
Local de nasc. Rivera, Uruguai
Altura 1,87 m
Apelido El Hugo, El Patriarca, El Patrón,
Corazón de León, Capitão América
Informações profissionais
Posição Ex-zagueiro
Função Técnico
Clubes de juventude
1975–1977 Nacional
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1977–1980
1981–1984
1984–1985
1986–1987
1987–1988
1988–1989
1989–1990
1990
1991
1991–1992
1992–1993
Nacional
Grêmio
Corinthians
Santos
Logroñés
Nacional
River Plate (emp.)
Nacional
Botafogo (emp.)
Toshiba S.C.
Nacional


0051 0000(0)







Seleção nacional
1979–1990 Uruguai 0048
Times/Equipas que treinou
1996
1997
1998–2001
2004
2004
2005
Ituano
Fluminense
Nacional
Monterrey
Nacional
Grêmio
Hugo de León
Candidato à Vice-presidência do Uruguai
pelo Partido Colorado
Dados pessoais
Nascimento 27 de fevereiro de 1958 (61 anos)
Rivera, Uruguai
Partido Partido Colorado (Uruguai) (2009)
Profissão Ex-jogador e técnico

Hugo Eduardo de León Rodríguez, mais conhecido apenas como Hugo de León, ou simplesmente De León (Rivera, 27 de fevereiro de 1958), é um ex-técnico e ex-futebolista uruguaio que atuava como zagueiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Foi revelado pelo Nacional de Montevidéu, e aos 17 anos já era capitão do time.

De León foi uns dos mais vitoriosos zagueiros do futebol sul-americano. Chegou a ser campeão da Copa Libertadores da América e do Mundial com o Nacional em 1980, quando se tornou célebre pelo estilo de marcação à frente, com muita técnica e precisão ao anular as jogadas de armação do então craque do Internacional (adversário na final), Paulo Roberto Falcão, em 1980. E, pela Seleção Uruguaia de Futebol, ganhou o Mundialito de futebol de 1980.[1]

Assinou com o Grêmio, em 1980. Em 1981, o jogador foi Campeão Brasileiro. E, em 1983, sagrou-se novamente campeão da Libertadores e do Mundial, mas dessa vez pelo time brasileiro.

Em 1997, foi técnico do Fluminense, mas os maus resultados da equipe naquele ano forçaram sua demissão. No Brasileirão do referido ano, De León dirigiu o tricolor carioca somente nas duas primeiras rodadas.

Em 2005, chegou a treinar o Grêmio durante o Campeonato Gaúcho, mas foi demitido para o início do Campeonato Brasileiro da Série B do mesmo ano, e para seu lugar entrou Mano Menezes.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Seleção Uruguaia
Nacional
Grêmio
River Plate

Como técnico[editar | editar código-fonte]

Nacional

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Seleção Uruguaia
Corinthians
Grêmio

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Hugo De León foi companheiro de chapa de Pedro Bordaberry e, portanto, foi candidato à vice-presidência do Uruguai, pelo tradicional Partido Colorado, durante as eleições de 2009.

Referências

  1. «Elenco na Copa de 1990». Consultado em 16 de fevereiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Valdir Espinosa
Técnico do Fluminense
1997
Sucedido por
Arturzinho
Precedido por
Roberto Fleitas
Santiago Ostolaza
Técnico do Nacional
1998–2001
2004
Sucedido por
Daniel Carreño
Martín Lasarte
Precedido por
Cláudio Duarte
Técnico do Grêmio
2005
Sucedido por
Mano Menezes