Ildo Maneiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ildo Maneiro
Informações pessoais
Nome completo Ildo Enrique Maneiro Ghezzi
Data de nasc. 4 de agosto de 1947 (70 anos)
Local de nasc. Mercedes, Uruguai
Altura 1,76 m
Informações profissionais
Equipa atual Aposentado
Posição Meio-campista
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1965–1973
1973–1976
1976–1979
Uruguai Nacional
França Lyon
Uruguai Peñarol
Seleção nacional
1970–1979 Flag of Uruguay.svg Uruguai 33 (3)
Times/Equipas que treinou
1988
1990–1991
1993–1994
2004–2006
2006–2008
Uruguai Danubio
Espanha Real Zaragoza
Flag of Uruguay.svg Uruguai
Uruguai Progreso
Uruguai Bella Vista
Última atualização: segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Ildo Enrique Maneiro Ghezzi (Mercedes, 4 de agosto de 1947) é um treinador de futebol e exfutebolista uruguaio. Atuava como meio-campista.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Entre 1965 e 1973, destacou-se com a camisa do Nacional, onde conquistou sete edições do Campeonato Uruguaio (1966, 1969, 1970, 1971 e 1972), desempenho que o levou à França, onde atuou pelo Lyon entre 1973 e 1976, fazendo 13 gols em 85 partidas. Levou apenas um título pelos Gones: a Supercopa da França de 1973.

Maneiro regressou ao Uruguai ainda em 1976, desta vez para defender o maior rival do Nacional, o Peñarol, onde jogou até sua aposentadoria, três anos depois - ainda conquistaria o Campeonato Uruguaio em 1978 e 1979.

Seleção Uruguaia[editar | editar código-fonte]

Preterido por Ondino Viera para a Copa de 1966, Maneiro teria sua primeira convocação para a Seleção do Uruguai em 1970, ano em que disputou sua única Copa do Mundo[1] - não foi convocado para a Copa de 1974 e a Celeste Olímpica não se classificou para a Copa de 1978.

Até 1979, foram 33 partidas disputadas, com três gols marcados[2].

Carreira como treinador[editar | editar código-fonte]

Maneiro faria sua estreia como treinador de futebol apenas em 1988, nove anos após sua despedida como jogador, exercendo a função no Danubio.

Em 1990, treinou a equipe espanhola do Real Zaragoza, onde permaneceu por uma temporada. Assumiu o comando da Seleção Uruguaia na fase final das eliminatórias para a Copa de 1994, com o objetivo de classificar a Celeste para o torneio, mas o time não obteve a vaga. Após deixar o comando da seleção, ficou dez anos sem treinar até ser contratado pelo Progreso, onde permaneceu até 2006.

A última equipe treinada por Maneiro foi o Bella Vista, onde trabalhou até 2008.

Referências

  1. «Elenco na Copa de 70 na fifa.com». Consultado em 13 de fevereiro de 2016 
  2. Uruguay - Record International Players - RSSSF (em inglês)