Ondino Viera

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ondino Viera
Informações pessoais
Nome completo Ondino Leonel Viera Palaserez
Data de nasc. 10 de setembro de 1901
Local de nasc. Cerro Largo, Uruguai
Falecido em 27 de junho de 1997 (95 anos)
Local da morte Montevidéu, Uruguai
Informações profissionais
Posição ex-Treinador
Times/Equipas que treinou
1928
1930-1933
1936-1937
1938-1941
1942-1946
1947
1948-1949
1950-1953
1953
1954-1955
1955-1960
1963
1963-1964
1965
1965-1967
1967
1969
1971
1972
Uruguai Seleção de Cerro Largo
Uruguai Nacional
Argentina River Plate
Brasil Fluminense
Brasil Vasco da Gama
Brasil Botafogo
Brasil Fluminense
Brasil Bangu
Brasil Palmeiras
Brasil Atlético Mineiro
Uruguai Nacional
Flag of Paraguay.svg Paraguai
Paraguai Guaraní
Uruguai Cerro
Flag of Uruguay.svg Uruguai
Brasil Bangu
Argentina Colón
Uruguai Liverpool
Uruguai Peñarol

Ondino Leonel Viera Palaserez, mais conhecido como Ondino Viera (Cerro Largo, 10 de setembro de 1901 - Montevidéu, 27 de junho de 1997), foi um treinador de futebol uruguaio.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Um dos técnicos de mais longa carreira da história do futebol sul-americano. Começou a se destacar no River Plate, com o qual foi bicampeão argentino em 1936/37.

Mas foi no futebol brasileiro, mais especificamente no carioca, que militou com muito destaque, trazendo inovações táticas e sendo muito lembrado na história do Vasco da Gama por ter introduzido a faixa na camisa do clube cruzmaltino.

Ele foi o primeiro a jogar com um 4-2-4. o verdadeiro inventor dessa tática.

No Rio de Janeiro treinou, além do Vasco, as equipes do Botafogo, Fluminense e Bangu. No Brasil também treinou Palmeiras em 1953 e Atlético Mineiro em 1955. Em seu país natal dirigiu as duas principais equipes: Nacional e Peñarol.

Foi o treinador do Paraguai na Campeonato Sul-Americano de Futebol de 1963 e da Celeste Olímpica na Copa do Mundo de 1966. Era pai do futebolista Milton Viera, que atuou no mundial da Inglaterra.[1]

Foi o segundo treinador a mais dirigir o Fluminense com 302 jogos, perdendo apenas para Zezé Moreira que dirigiu o clube por 467 jogos.

Títulos[editar | editar código-fonte]

River Plate
Fluminense
Vasco da Gama
Bangu
  • Rio de Janeiro x São Paulo Torneio Início do Rio-São Paulo: 1951
Nacional
Guaraní

Referências

  1. «Elenco na Copa de 66 na fifa.com». Consultado em 13 de fevereiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Abdo Arges
Técnico do Atlético Mineiro
Uruguai Ondino Viera

1954-1955
Sucedido por
Uruguai Ricardo Díez