José Sasía

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
José Sasía
Informações pessoais
Nome completo José Francisco Sasía Lugo
Data de nasc. 27 de dezembro de 1933
Local de nasc. Treinta y Tres, Uruguai
Nacionalidade Uruguai uruguaio
Falecido em 18 de dezembro de 1996 (62 anos)
Local da morte Montevidéu, Uruguai
Informações profissionais
Posição Atacante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1954 - 1959
1960
1960 - 1964
1964
1964 - 1965
1965 - 1967
1967 - 1968
1969
1969
1969 - 1970
Uruguai Defensor
Boca Juniors
Peñarol
Rosario Central
Peñarol
Defensor
Nacional
Racing
Olímpia
Defensor
Seleção nacional
Flag of Uruguay.svg Uruguai 44 (0)

José Francisco Sasía Lugo (Treinta y Tres, 27 de dezembro de 1933 - Montevidéu, 18 de setembro de 1996) foi um futebolista uruguaio[1] popularmente conhecido como El Pepe Sasía. É um dos muitos símbolos do futebol uruguaio.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Nascido na cidade de Treinta y Tres em 1933, ingressou no Defensor em 1949, na categoria juvenil, destacando-se rapidamente.

Jogou em clubes uruguaios: Defensor, Peñarol, Nacional e Racing; e argentinos: Boca Juniors e Rosario Central.

Conquistou a Taça Libertadores da América em 1961 pelo Peñarol, vencendo o Palmeiras na final.[2] Ainda em 1961 foi campeão intercontinental ao anotar dois gols diante do Benfica, na terceira partida da Copa Intercontinental.[3]

Seleção[editar | editar código-fonte]

Disputou 44 partidas na seleção uruguaia, participando da Copa do Mundo de 1962 e da Copa do Mundo de 1966.

Em 1956 foi convocado pela seleção uruguaia, disputando a Copa Barão do Rio Branco, contra o Brasil. Foi campeão da Copa América de 1959, no Equador, na edição extra ocorrida em dezembro.

Falecimento[editar | editar código-fonte]

Sasía morreu de parada cardíaca em 18 de setembro de 1996, em Montevidéu.[4]

Referências

  1. «Jose Sasía». O Gol. Consultado em 12 de março de 2016 
  2. «Jose Sasía». Padre y Decano (em espanhol). Consultado em 12 de março de 2016 
  3. «Amigo fiel, cara de murga, nariz de rey». Aguanten Che (em espanhol). Consultado em 12 de março de 2016 
  4. «Jose Sasía». ABC Hemeroteca (em espanhol). Consultado em 12 de março de 2016