Campeonato Sul-Americano de Futebol de 1959 (Equador)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
XXVII Campeonato Sul-Americano
Equador 1959
Dados
Participantes 5
Organização CONMEBOL
Anfitrião Equador
Período 525 de dezembro
Gol(o)s 40
Partidas 10
Média 4 gol(o)s por partida
Campeão Uruguai (10º título)
Vice-campeão Argentina
Melhor marcador Argentina José Sanfilippo – 6 gols
Melhor ataque (fase inicial) Uruguai – 13 gols
Melhor defesa (fase inicial) Uruguai – 3 gols
Maior goleada
(diferença)
Uruguai 5 – 0 Argentina
Estádio ModeloGuaiaquil
16 de dezembro
◄◄ Argentina 1959 Soccerball.svg 1963 Bolívia ►►

O Campeonato Sul-Americano de Futebol de 1959, foi a 27ª edição da competição entre seleções da América do Sul. Foi a segunda edição no ano de 1959. Foi realizada em Guaiaquil no Equador entre os dias 5 e 25 de dezembro de 1959.

Participaram da disputa cinco seleções: Argentina, Brasil, Equador, Paraguai e Uruguai. As seleções jogaram entre si em turno único. O Uruguai foi o campeão.

A competição se realizou pela segunda vez no ano devido a um pedido da cidade equatoriana de Guaiaquil, que inaugurou um novo estádio e solicitou a organização do torneio para a Confederação Sul-Americana de Futebol . A entidade concordou e, pela primeira e única vez em toda a história, houve duas edições da Copa América no mesmo ano. O torneio ganhou o status de “Campeonato Sul-Americano Extraordinário”.[1]

O Brasil foi representado pela Seleção de Pernambuco. Apelidada de "cacareco" pela imprensa paulista. [2] A conquista do título foi tratada como "o ressurgimento da celeste" pela imprensa uruguaia.[3]

Organização[editar | editar código-fonte]

Sede[editar | editar código-fonte]

Guaiaquil
Estádio Modelo
Capacidade: 42 000
Estadio modelo ecuador.jpg

Árbitros[editar | editar código-fonte]

  • Argentina José Luis Praddaude.
  • Brasil José Gomes Sobrinho.
  • Equador Carlos Ceballos.
  • Uruguai Esteban Marino.

Seleções Participantes[editar | editar código-fonte]


Resultados1[editar | editar código-fonte]

↑1 Todos os jogos realizados no Estádio Modelo.


O jogo do título[4][editar | editar código-fonte]

22 de dezembro Uruguai Flag of Uruguay.svg 1 – 1 Flag of Paraguay.svg Paraguai Estádio Modelo, Guayaquil

Sassia Gol marcado aos 88 minutos de jogo 88' Relatório Parodi Gol marcado aos 32 minutos de jogo 32' Público: 45 000
Árbitro: Argentina Jose Luis Praddaude

Uruguai: Sosa; Troche e Silveira; Méndez (Davoine), González e Mesías; Pérez, Bergara (Benítez), Douksas, Sasía e Escalada. Técnico: Juan Carlos Corazzo

Paraguai: Aguilar (Riquelme); Gómez e Monín; Echagüe, Villalba (Torres) e Lezcano; Jara, Insfrán, Núñez, Cabral (Zárate) e Parodi. Técnico: Benjamín Laterza


Classificação Final[editar | editar código-fonte]

Pos Seleção Pts J V E D GP GC SG
Flag of Uruguay.svg Uruguai 7 4 3 1 0 13 1 12
Flag of Argentina.svg Argentina 5 4 2 1 1 9 9 0
Brasil Brasil 4 4 2 0 2 7 10 -3
Flag of Ecuador.svg Equador 3 4 1 1 2 5 9 -4
Flag of Paraguay.svg Paraguai 1 4 0 1 3 6 11 -5


Campeonato Sul-Americano de Futebol de 1959
Flag of Uruguay.svg
Uruguai
Campeão
(10º título)

Goleadores[editar | editar código-fonte]

Jogador Seleção Gols
José Sanfilippo ArgentinaARG 6
Paulo Carvoeiro BrasilBRA 4
Mario Bergara UruguaiURU 4
Silvio Parodi ParaguaiPAR 3
Alcides Silveira UruguaiURU 3
José Sasía UruguaiURU 3

Melhor jogador do torneio[editar | editar código-fonte]

  • Uruguai Alcides Silveira.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  1. «Retrodeportes: 1959 fue la temporada de la doble Copa América». El Universo. 9 de fevereiro de 2002. Consultado em 26 de julho de 2019 
  2. «Quando a Seleção Brasileira se chamaca "Cacareco"». Superesportes. 9 de fevereiro de 2002. Consultado em 26 de julho de 2019 
  3. «El "resurgimiento" de la Celeste en América». Ovacion. 9 de fevereiro de 2002. Consultado em 26 de julho de 2019 
  4. «Campeonato Sul-Americano 1959 - Equador». Arquivo dos Mundiais