Alberto Spencer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Alberto Spencer
Spencer el grafico.jpg
Informações pessoais
Nome completo Alberto Pedro Spencer Herrera
Data de nasc. 6 de dezembro de 1937
Local de nasc. Ancón, Equador
Nacionalidade equatoriano
Morto em 3 de novembro de 2006 (68 anos)
Local da morte Cleveland, Estados Unidos
Ambidestro
Apelido Cabeza Mágica
Informações profissionais
Posição (ex-Atacante)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1955–1959
1960–1970
1971–1972
Everest
Peñarol
Barcelona de Guayaquil
0090 00(101)
0519 00(326)
0037 000(19)
Seleção nacional
1959–1972
1964–1967
Flag of Ecuador.svg Equador
Flag of Uruguay.svg Uruguai
0011 0000(4)
0006 0000(2)
Times/clubes que treinou
1973–1974
1975–1976
1977
1979
1981
1982
1982
Universidad Católica
Emelec
Huracán Buceo
LDU Portoviejo
Técnico Universitario
Liverpool
Club Guaraní

Alberto Pedro Spencer Herrera (Ancón, 6 de dezembro de 1937Cleveland, 3 de novembro de 2006), foi um futebolista e treinador equatoriano.

Lenda do Peñarol e maior nome do futebol equatoriano, sendo eleito o 20º melhor jogador de futebol sul-americano do século 20 em uma votação da IFFHS em 2004.[1] Spencer é o máximo artilheiro da Libertadores, com 54 gols em 87 jogos.[2][3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

O clube uruguaio Peñarol, campeão da Copa Libertadores da América de 1961 com destaque para Spencer (o segundo agachado, da esquerda para a direita).
Spencer e Pelé se cumprimentam antes da final da Copa Libertadores da América de 1962

Nascido en Ancón, Alberto Spencer era filho do jamaicano de origem britânica Walter Spencer e da equatoriana América Herrera. Aos nove anos de idade, Spencer perdeu seu pai.[4]

Em 1954, foi levado pelo seu irmão, também futebolista, para fazer um teste no Círculo Deportivo Everest, de Guayaquil. No ano seguinte, foi promovido à equipe principal do clube. Sua estreia profissional ocorreu em 29 de junho de 1955, diante do Emelec. Seu primeiro gol foi marcado uma semana depois, em 7 de julho, aos 78 minutos e de cabeça, sobre o 9 de Octubre. Seu primeiro gol internacional também foi de cabeça, no dia 1 de agosto de 1956, sobre o Deportes Tolima da Colômbia.

Na inauguração do Estadio Modelo de Guayaquil, em 24 de julho de 1959, Spencer marcou dois gols sobre o Huracán da Argentina. Dois dias depois, fez uma grande partida contra o Peñarol, o que chamou a atenção do técnico do clube uruguaio Hugo Bagnulo. Alberto Spencer foi contratado pelo Peñarol, despedindo-se do futebol equatoriano em um amistoso entre Everest e Palmeiras, ocorrido no dia 17 de fevereiro de 1960.

Sua estreia no Peñarol deu-se em 8 de março de 1960, na vitória do clube uruguaio por 6 a 3 sobre o Atlanta de Argentina.[3] Spencer marcou 3 gols. Dias depois, marcou 2 gols sobre o Tigre da Argentina, demonstrando que logo que seria artilheiro e ídolo do clube.

Ainda em 1960, foi campeão da Copa Libertadores da América sobre o Olímpia, anotando um gol na final.[2] Também marcou o único gol do Peñarol na Copa Intercontinental; seu clube, porém, perdeu o título para o Real Madrid. A redenção viria no ano seguinte: marcou dois gols na Copa Intercontinental de 1961 sobre o Benfica, ajudando o Peñarol a conquistar o título. Em 1966, novamente contra o Real Madrid, marcou 3 gols e foi novamente campeão da competição.[5]

Spencer ainda conquistou as Libertadores de 1961 (anotando um gol sobre o Palmeiras) e de 1966 (com 3 gols sobre o River Plate).[2] Também foi oito vezes campeão uruguaio pelo Peñarol e uma vez equatoriano pelo Barcelona.

Spencer vestiu a camisa de duas seleções: a do Equador e a do Uruguai. Encerrou a carreira em 1972, após ter marcado um total de 528 gols.

Considerado o melhor jogador de futebol do Equador de todos os tempos, Spencer faleceu no dia 3 de novembro de 2006, aos 68 anos de idade, devido a um problema cardíaco.[6] Em seus últimos anos de vida, Spencer trabalhou como cônsul-geral do Equador no Uruguai.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Seleção Equatoriana[editar | editar código-fonte]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os jogos deste jogador, pela sua seleção nacional.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Peñarol
Barcelona-EQU

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Recordes[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «IFFHS' Century Elections». www.rsssf.org. Consultado em 14 de dezembro de 2022 
  2. a b c «Para matar a saudade da Libertadores: Spencer, o maior artilheiro, desde o primeiro jogo, que nesse domingo faz 60 anos». ge. Consultado em 14 de dezembro de 2022 
  3. a b «A inesquecível estreia do goleador Alberto Spencer no Peñarol - CONMEBOL». www.conmebol.com. 8 de março de 2018. Consultado em 14 de dezembro de 2022 
  4. «The worst English champions ever (sort of)? | The Knowledge». the Guardian (em inglês). 24 de março de 2010. Consultado em 14 de dezembro de 2022 
  5. «(VIDEO) | ¡Recordaron a Cabeza Mágica! En redes sociales se viralizó la victoria de Peñarol ante Real Madrid». Bolavip Ecuador (em espanhol). Consultado em 14 de dezembro de 2022 
  6. «Alberto Spencer fue sepultado en Uruguay». ESPNdeportes.com (em espanhol). 7 de novembro de 2006. Consultado em 14 de dezembro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Alberto Spencer