William Martínez

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
William Martínez
Informações pessoais
Nome completo William Pablo Martínez
Data de nasc. 13 de janeiro de 1928
Local de nasc. Pueblo Victoria, Uruguai
Falecido em 28 de dezembro de 1997 (69 anos)
Informações profissionais
Posição zagueiro
Clubes de juventude

1942-1943
Uruguai Sportivo Alba
Uruguai Nacional de Montevidéu
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1943-1946
1947-1948
1948-1954
1955-1962
1963-1967
1967-1968
1968-1969
1969-1970
1970
Uruguai Nacional
Uruguai Racing Montevideo
Uruguai Rampla Juniors
Uruguai Peñarol
Uruguai Rampla Juniors
Colômbia Atlético Junior
Uruguai Rampla Juniors
Uruguai Fénix
Uruguai Central Español
Seleção nacional
1950-1965 Uruguai 54 (2)

William Pablo Martínez (13 de janeiro de 192828 de dezembro de 1997) foi um futebolista uruguaio de uma longa trajetória e que disputou três campeonatos mundiais de futebol. Zagueiro que defendeu a "Celeste Olímpica" em 54 ocasiões, entre 1950 e 1965, marcando dois gols. Foi suplente na Copa do Mundo FIFA de 1950 e titular nos mundiais de 1954 e 1962.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou em 1942 no Sportivo Alba, um clube de juvenis do Barrio Victoria, de Montevidéu, mas em 1943, já está nas categorias inferiores do poderoso Nacional. Jogou por diversos clubes: Racing, entre 1947 e 1948; Rampla Juniors, entre 1948 e 1954; Peñarol , entre 1955 e 1962 ; novamente no Rampla Juniors entre 1963 e 1967; Atlético Júnior, da Colômbia em 1967 e 1968; Fênix, de Montevidéu em 1969 e 1970, quando se aposentou, aos 42 anos.

Brilhou no Peñarol, agremiação pela qual conquistou todos os seus títulos em matéria de clubes: um pentacampeonato uruguaio entre 1958 e 1962,a Copa Libertadores da América, em 1961 e 1962, e o Mundial Interclubes em 1961, desbancando o Benfica, do célebre Eusébio.

Foi também campeão da Copa América, que era chamada de Campeonato Sul-Americano, em 1956, realizada em Montevidéu. Era um zagueiro muito vigoroso, e que foi protagonista juntamente com o brasileiro Almir Pernambuquinho em uma famosa confusão envolvendo as seleções do Uruguai e do Brasil, em que atuou quase todo time canarinho que tinha levantado a Copa do Mundo no ano anterior, na Copa América realizada em Buenos Aires, em 1959, em que todos os 22 jogadores se engalfinharam numa das maiores pancadarias generalizadas da história do futebol internacional.[1]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Elenco na Copa de 50». Consultado em 13 de fevereiro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]