José Ely de Miranda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome globe current event.svg
Este artigo é sobre uma pessoa que morreu recentemente.
Algumas informações relativas às circunstâncias da morte podem mudar a qualquer instante.

Editado pela última vez em 4 de agosto de 2015.

Zito
Zito
Zito em 2008
Informações pessoais
Nome completo José Ely de Miranda
Data de nasc. 8 de agosto de 1932
Local de nasc. Roseira, SP, Brasil
Nacionalidade  brasileiro
Falecido em 14 de junho de 2015 (82 anos)
Informações profissionais
Posição Volante
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1948–1951
1952–1967
Brasil Taubaté
Brasil Santos

00 727 00 (57)
Seleção nacional
1955–1966 Brasil Brasil 000 46 000(3)

José Ely de Miranda, mais conhecido por Zito (Roseira, 8 de agosto de 1932 - Santos, 14 de junho de 2015), foi um futebolista brasileiro.[1]

Iniciou a carreira pelo Esporte Clube Taubaté atuando na posição de volante. Em 1952 foi contratado pelo Santos onde jogou até sua aposentadoria.

Apelidado de "Gerente", era o líder do time dentro de campo, inclusive recebendo do técnico Lula o aval para comandar os atletas em campo da maneira que achasse melhor.[carece de fontes?] Tornaram-se célebres seus gritos incentivando os jogadores a continuar marcando gols, mesmo com as partidas já decididas. Atuou no time por quinze anos, entre 1952 e 1967, tendo jogado 733 partidas e marcado 57 gols.

Após a sua aposentadoria, trabalhou nas categorias de base do Santos, sendo responsável por revelar diversos jogadores, entre eles Robinho, Diego e Neymar para o clube.[2]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Pela seleção brasileira jogou a partir de 1956, tendo ajudado nas conquistas das Copas do Mundo de 1958 e 1962. Em 1958 era inicialmente reserva, porém foi escalado para a partida contra a Seleção Soviética, permanecendo como titular a partir de então.[3] Na Copa de 1962 marcou um dos gols na partida final contra a Tchecoslováquia.

Morte[editar | editar código-fonte]

Em 2014 Zito teve um acidente vascular cerebral (AVC), permanecendo internado por 34 dias, desde essa ocasião precisou de cuidados diários, com enfermeiros 24 horas ao seu lado. Em 14 de junho de 2015, Zito veio a falecer, sendo velado em Santos e sepultado em Roseira, sua cidade natal.[4]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre José Ely de Miranda