Peixinho (futebolista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Peixinho
Nascimento 2 de setembro de 1940 (78 anos)
São Paulo
Cidadania Brasil
Ocupação futebolista

Arnaldo Poffo Garcia, mais conhecido como Peixinho (2 de setembro de 1940), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como ponta-direita, conhecido por ter marcado o primeiro gol da história do Estádio do Morumbi.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Peixinho começou nas categorias de base do São Paulo,[2] para onde foi depois de uma partida em que seu colégio na Lapa venceu os infantis do tricolor.[3] Seu apelido deve-se ao fato de ser filho do jogador Peixe, que defendeu o Santos na década de 1940[3] — no ano do nascimento de Peixinho, Peixe foi o artilheiro do Campeonato Paulista, com 21 gols, defendendo o Ypiranga.[4]

Sua carreira ficou marcada pelo gol que marcou em um amistoso contra o Sporting, de Portugal, aos doze minutos do primeiro tempo, em 2 de outubro de 1960.[3] Foi o primeiro gol da história do Estádio do Morumbi e deu ao São Paulo a vitória por 1 a 0. "Eu me lembro que o Fernando tocou para o Jonas, que cruzou", lembrou, cinquenta anos depois, em entrevista à revista oficial do São Paulo. "Estiquei-me inteiro para alcançar a bola, dando um verdadeiro mergulho."[3] A partir daí, tal jogada passou a ser conhecida como "peixinho".[3]

Naquela temporada marcou dezesseis gols pelo São Paulo, mas não chegou a se firmar entre os titulares.[2] Deixou o tricolor em 1961 e passou ainda por Ferroviária, Santos, Comercial de Ribeirão Preto, Bangu, Deportivo Itália, da Venezuela, Coritiba e First Portuguese, do Canadá.[5]

Atualmente Peixinho dá aulas de futebol em Piracicaba em uma escolinha de sua propriedade.[3]

Referências

  1. «Peixinho (Arnaldo Poffo Garcia)». Museu da Pessoa. Consultado em 5 de novembro de 2018 
  2. a b Alexandre da Costa (2005). Almanaque do São Paulo Placar. [S.l.]: Editora Abril. 427 páginas 
  3. a b c d e f «O dono do primeiro gol». São Paulo FC — Revista Oficial (36). São Paulo: Panini Magazines. Outubro de 2010. pp. 38–39 
  4. Valmir Storti e André Fontenelle (1997). A História do Campeonato Paulista. [S.l.]: Publifolha. 94 páginas. 8585940212 
  5. «Que fim levou?». Terceiro Tempo. Consultado em 25 de dezembro de 2010. Arquivado do original em 6 de outubro de 2009 
Ícone de esboço Este artigo sobre futebol brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.