Luis Ernesto Castro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Luis Ernesto Castro
Nascimento 31 de julho de 1921
Montevidéu
Morte 16 de dezembro de 2002 (81 anos)
Montevidéu
Cidadania Uruguai
Ocupação futebolista

Luis Ernesto Castro (Montevidéu, 31 de julho de 1921 – Montevidéu, 16 de dezembro de 2002) foi um futebolista uruguaio. Foi um dos melhores de seu país nos anos de 1940.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Cognominado Mandrake, Luis Ernesto Castro foi um extraordinário atacante que jogou de 1936 e 1950 no Nacional, um dos grandes do futebol uruguaio. Era irmão dos também futebolistas Braulio Castro, que jogou no Peñarol e foi campeão da Copa América de 1935, com a Celeste Olímpica e Enrique Castro, que militou juntamente com Luis Ernesto no Nacional e venceu a Copa América de 1942 ainda ao lado do irmão.

Luis Ernesto Castro fez parte do formidável quinteto de ataque do Nacional do final dos anos 1930 e início dos 1940 (juntamente com Atilio García, Aníbal Ciocca, Roberto Porta e Bibiano Zapirain) que levou os tricolores a cinco títulos uruguaios consecutivos entre 1939 e 1943. Com o Nacional assinalou no total 166 gols em 274 partidas. Em 1951 teve uma fugaz passagem pelo River Plate e entre 1952 e 1954 jogou no Defensor Sporting.

Com a seleção uruguaia foi campeão da Copa América de 1942, que era denominada então de Campeonato Sul-Americano , competição que novamente jogaria em 1945. Já veterano seria integrante do plantel uruguaio que ficou com o quarto lugar na Copa do Mundo FIFA de 1954.