Diego Aguirre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diego Aguirre
Diego Aguirre
Diego Aguirre pelo Al Rayyan
Informações pessoais
Nome completo Diego Vicente Aguirre Camblor
Data de nasc. 13 de setembro de 1965 (50 anos)
Local de nasc. Montevideo, Uruguai
Nacionalidade  uruguaio
Apelido La Fiera[1]
Informações profissionais
Equipa atual Brasil Atlético Mineiro
Posição ex-Atacante
Função Treinador
Site oficial http://diegoaguirre.com.uy/
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1985
1986–1987
1988
1988–1989
1989–1990
1990
1991
1992
1992
1993–1994
1994
1995
1996
1997
1997–1998
1999
Uruguai Liverpool
Uruguai Peñarol
Itália Fiorentina
Grécia Olympiacos
Brasil Internacional
Brasil São Paulo
Brasil Portuguesa
Uruguai Peñarol
Argentina Independiente
Espanha Marbella
Uruguai Danubio
Espanha Ourense
El Salvador Deportivo FAS
Chile Temuco
Uruguai River Plate
Uruguai Rentistas




008 0000(5)
012 0000(5)
005 0000(0)
Times/Equipas que treinou
2002
2002–2003
2003–2004
2006–2007
2007
2009
2010–2011
2011–2013
2014
2015
2016–
Uruguai Plaza Colonia
Equador Aucas
Uruguai Peñarol
Uruguai Wanderers
Peru Alianza Lima
Flag of Uruguay.svg Uruguai Sub-20
Uruguai Peñarol
Catar Al-Rayyan
Catar Al-Gharafa
Brasil Internacional
Brasil Atlético Mineiro

Diego Vicente Aguirre Camblor (Montevideo, 13 de setembro de 1965) é um treinador e ex-futebolista uruguaio. Atualmente comanda o Atlético Mineiro.

Futebolista[editar | editar código-fonte]

Foi dele o gol do último título do Peñarol na Copa Libertadores da América de 1987.

Aguirre foi jogador do Internacional nas temporadas 1988 e 1989, sendo o artilheiro da equipe na Copa Libertadores de 1989.[2]

Treinador[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira de treinador no Plaza Colonia em 2002.[1] Alcançou destaque quando conduziu o Peñarol a final da Copa Libertadores de 2011.

Internacional[editar | editar código-fonte]

Acertou com o Internacional para a temporada de 2015.[3] Levou a equipe ao título do Campeonato Gaúcho de 2015, tornando-se o quarto treinador estrangeiro a ser campeão pelo Internacional.[4]

Na Copa Libertadores a equipe chegou até fase semifinal, sendo eliminada pelo Tigres, do México.[5]

Causou surpresa sua dispensa em 6 de agosto de 2015, três dias antes de um Gre-nal, quando se encontrava na décima colocação no Campeonato Brasileiro. Comandou em 48 partidas oficiais, com 24 vitórias, 15 empates e nove derrotas.[6]

Atlético Mineiro[editar | editar código-fonte]

Antes da última rodada do Campeonato Brasileiro de 2015, no dia 3 de dezembro, foi anunciado pelo Presidente do Atlético, Daniel Nepomuceno, como novo treinador do clube em substituição a Levir Culpi.[7] Em seu primeiro campeonato comandando o Atlético, conquista a Florida Cup de 2016, após derrotar Schalke 04 e Corinthians.[8]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Peñarol
Deportivo FAS

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Peñarol
Al-Rayyan
Internacional
Atlético Mineiro

Referências

Precedido por
Abel Braga
Treinador do Internacional
2015
Sucedido por
Argel Fuks
Precedido por
Levir Culpi
Treinador do Atlético Mineiro
2015–
Sucedido por