Manuel Raimundo Pais de Almeida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Manoel Raymundo Paes de Almeida (Uberaba, 11 de novembro de 1921 - São Paulo, 20 de outubro de 2014), foi um dirigente esportivo brasileiro.

De família tradicional, foi diretor de futebol do São Paulo Futebol Clube por vários anos e ao lado de Laudo Natel é patrono do São Paulo. Dirigente à moda antiga, era daqueles que colocavam dinheiro do próprio bolso para ajudar o clube.

Sua sãopaulinidade remonta ao tempo em que era estudante do Ginásio Nossa Senhora do Carmo, quando então resolveu reunir um grupo de torcedores e fundar a primeira torcida organizada do Brasil, a TUSP (Torcida Uniformizada do São Paulo), em 1939.

Em 1941 foi eleito membro do Conselho Deliberativo. Tornou-se Diretor Social quando da ida de Porfírio da Paz ao Nordeste em destacamento de guerra. Dali, um pulo para o Departamento de Futebol do SPFC, onde por duas vezes, inclusive, chegou a treinar os profissionais do clube (1958 e 1961).

Participou ativamente da Comissão Pró-Estádio como secretário, membro efetivo e coordenador geral. Quando o patrono Laudo Natel afastou-se da presidência do Tricolor para assumir temporariamente o Governo do Estado de São Paulo, em 1966 (um período de oito meses), Manoel Raymundo foi levado ao posto de Presidente do São Paulo Futebol Clube.

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Pouco após a inauguração do Estádio do Morumbi, Manoel Raymundo foi condecorado sócio-benemérito do São Paulo FC. Em 1973, empossado Conselheiro Vitalício e um ano após membro nato, efetivo e Presidente do Conselho Consultivo. Sua administração como 'braço-direito' do Srs. Laudo Natel e Cícero Pompeu de Toledo pode proporcionar ao São Paulo FC os benefícios estruturais e patrimoniais de que hoje usufrui.

Como homenagem máxima a Manoel, o São Paulo FC batizou seu complexo esportivo e social da região do Morumbi com o título de Complexo Recreativo Manoel Raymundo Paes de Almeida.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.