Porfírio da Paz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

José Porfírio da Paz[1] (Araxá, 24 de janeiro de 1903[2]27 de setembro de 1983)[3] foi um político brasileiro.

Aos vinte anos optou pela carreira militar.[3] Foi quando assumiu o comando do batalhão paramilitar do Liceu Coração de Jesus.[3] Chegou a ser preso durante a Revolução Constitucionalista de 1932, mas, mesmo assim, permaneceu amigo de Getúlio Vargas.[3]

Foi deputado estadual, vice-prefeito e prefeito de São Paulo, entre 7 de julho de 1954 e 17 de janeiro de 1955. Foi também vice-governador, governador interino do estado de São Paulo e um dos fundadores do São Paulo Futebol Clube. Considerado torcedor-símbolo do clube nos anos 1940,[4] foi o autor do hino oficial do São Paulo em 1936[2], que se tornaria oficial apenas em 1942.

Referências

  1. Na grafia original, José Porphirio da Paz.
  2. a b «Hoje, um aniversariante agressivo». São Paulo: Empresa Folha da Manhã. Folha de S. Paulo (15 928): p. 36. 25 de janeiro de 1973 
  3. a b c d Alexandre Kadunc (28 de setembro de 1983). «O general Porfírio da Paz morre em São Paulo aos 80 anos». São Paulo: Empresa Folha da Manhã. Folha de S. Paulo (19 901): p. 4 
  4. "Com o diabo no corpo", Betise Assumpção e João Carlos Rodriguz, Placar número 845, 4/8/1986, Editora Abril, pág. 24


Precedido por
Jânio Quadros
Prefeito de São Paulo
1954 — 1955
Sucedido por
Jânio Quadros
Precedido por
Erlindo Salzano
Vice-governador de São Paulo
1959 — 1963
Sucedido por
Laudo Natel


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.