Rubens Sales

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rubens Salles
Informações pessoais
Nome completo Rubens de Moraes Salles
Data de nasc. 14 de outubro de 1891
Local de nasc. São Manuel (SP),  Brasil
Falecido em 21 de junho de 1934 (42 anos)
Local da morte São Paulo (SP),  Brasil
Informações profissionais
Posição ex-Treinador
(ex-Volante)
Clubes de juventude
1902-1905 Brasil Paulistano
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1906-1921 Brasil Paulistano
Seleção nacional
1912
1914
Brasil Brasil (não-oficial)
Brasil Brasil
1 (1)
3 (1)
Times/Equipas que treinou
1914
1930-1934
Brasil Brasil
Brasil São Paulo da Floresta

Rubens de Moraes Salles (São Manuel, 14 de outubro de 1891 - São Paulo, 21 de julho de 1934) foi um futebolista brasileiro e primeiro treinador do São Paulo Futebol Clube de 1930 a 1934.

História[editar | editar código-fonte]

Rubens de Morais Salles nasceu no dia 14 de outubro de 1891, na cidade de São Manuel, filho de José Pedroso de Moraes Salles e Maria Izabel Coutinho Salles. Tinha como irmãos Mario, Octavio, Laura, Julieta, Ibanez, Ruth, José e Fernão. Era casado com Maria de Almeida Prado Salles com quem teve as filhas Maria Lina e Helena. Seu irmão, Fernão Salles, é considerado herói da Revolução Constitucionalista de 1932, em que foi morto em combate nas primeiras semanas do conflito. Rubens, assim como o irmão, também atuou como voluntário no levante.[1][2]

Rubens Salles foi o grande "craque" do futebol brasileiro depois de Charles Miller e Arthur Friedenreich.

Não levava muito jeito para o futebol, mas insistiu e acabou marcando época no futebol brasileiro como "center-half" (centromédio). Sua estreia no Paulistano foi em 1906, depois de passar pelas equipes infantis, de 1902 a 1904. Em 1907 era titular do Paulistano, e em 1908 foi campeão. Sua especialidade eram os passes em profundidade, com os quais surpreendia seus adversários, o que o levou a Seleção Brasileira que enfrentou o Exeter City, e no mesmo ano, também levou o Seleção a conseguir a primeira vitória fora do país, vencendo a Argentina, em Buenos Aires, com um gol seu.

Aos 30 anos em 1920, abandonou o futebol para voltar 11 anos depois em 1930 como técnico, dirigindo o São Paulo FC da Floresta por quatro temporadas, sendo que no segundo ano que disputou em 1931, foi campeão paulista.

Faleceu no dia 21 de julho de 1934.[2]

Artilheiro[editar | editar código-fonte]

Foi artilheiro do Campeonato Paulista de 1910, jogando pelo Paulistano com 10 gols.

Títulos como jogador[editar | editar código-fonte]

Títulos como técnico[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Montenegro, Benedicto (1936). Cruzes Paulistas. São Paulo: Civilização brasileira. pp. 293–293 
  2. a b Correio Paulistano (SP) (22 de julho de 1934). «Faleceu hontem o grande esportista Rubens Salles». memoria.bn.br. Consultado em 28 de fevereiro de 2018 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
primeiro no cargo
Técnico do São Paulo
19301934
Sucedido por
Clodô
Ícone de esboço Este artigo sobre um treinador de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.