Pita (futebolista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pita
Informações pessoais
Nome completo Edivaldo Oliveira Chaves
Data de nasc. 4 de agosto de 1958 (59 anos)
Local de nasc. Nilópolis, (RJ),  Brasil
Altura 1,72 m
Canhoto
Informações profissionais
Equipa atual Aposentado
Posição Meia
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1977–1984
1985–1988
1988–1989
1989–1990
1991–1992
1993
1994
Brasil Santos
Brasil São Paulo
França Racing Strasbourg
Brasil Guarani
Japão Fujita
Japão Nagoya Grampus
Brasil Inter de Limeira
00412 000(54)
00249 000(46)
Seleção nacional
1980–1987 Brasil Brasil
Times/Equipas que treinou
1999
2000
2001
Brasil São Paulo
Brasil Santos
Japão Urawa Red Diamonds

Edivaldo Oliveira Chaves, mais conhecido como Pita (Nilópolis, 4 de agosto de 1958), é um ex-futebolista brasileiro.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Pita morava em Cubatão, no bairro do Casqueiro, e começou sua vida vendendo siris para quem ia da capital para o litoral e vice-versa no acostamento da Via Anchieta. Aos treze, Pita foi convidado a disputar um campeonato de futebol na praia e se destacou.

Logo após este campeonato ele começou a treinar na Portuguesa Santista e, depois de dois anos, já estava no juvenil do Santos. Em 1978 o treinador Formiga promoveu-o definitivamente para a equipe principal que estava cheia de jovens talentos, como Juary, João Paulo e Nílton Batata. Esta equipe foi apelidada de "Meninos da Vila". Neste mesmo ano começaram o Campeonato Paulista desacreditados e terminaram campeões. Foi o único título de Pita defendendo o Santos.

Em junho de 1984, Pita foi negociado com o São Paulo, numa troca que envolveu a ida de Zé Sergio e Humberto para a Vila Belmiro.[2] No time do Morumbi, conquistou o Campeonato Paulista de 1985 e o segundo título nacional do tricolor. Apesar do campeonato, Pita discutiu com o técnico Cilinho e quase deixou o clube, permanecendo por interferência da diretoria. Em 1987, conseguiria novamente o Campeonato Paulista, sendo festejado e reconhecido como craque também pela torcida tricolor.

Mas o período de glórias no São Paulo não foi tão longo assim: durou apenas quatro anos, e, em 1988, Pita foi vendido ao Racing Strasbourg, por um milhão de dólares. Depois de rápida passagem pelo clube francês, Pita voltou ao Brasil para defender o Guarani e depois participou da temporada inicial da implantação do futebol no Japão em 1993.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Santos
São Paulo

Referências