Carlos Roberto Gallo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Carlos
Informações pessoais
Nome completo Carlos Roberto Gallo
Data de nasc. 4 de março de 1956 (65 anos)
Local de nasc. Vinhedo, SP, Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,88m
Apelido Ganso[1]
Informações profissionais
Posição Goleiro
Clubes de juventude
1972–1974 Ponte Preta
Clubes profissionais
Anos Clubes
1975–1983
1984–1988
1988–1989
1990–1991
1991
1992
1993
Ponte Preta
Corinthians
Malatyaspor
Atlético Mineiro
Guarani
Palmeiras
Portuguesa
Seleção nacional
1975–1993 Brasil

Carlos Roberto Gallo (Vinhedo, 4 de março de 1956) é um ex-futebolista brasileiro, que atuava como goleiro. Atualmente é o preparador de goleiros do São Paulo. Até 2015, foi preparador de goleiros das categorias de base do time do Morumbi, mas em 2016 foi promovido a preparador dos arqueiros são-paulinos do time principal.

Carreira como goleiro[editar | editar código-fonte]

Carlos começou a carreira na Associação Atlética Ponte Preta em 1975, aos 19 anos. Um ano depois, integrou a equipe que disputou os Jogos Olímpicos de Verão de 1976. Fez parte da antológica equipe da Ponte Preta que foi vice campeã do Campeonato Paulista de Futebol de 1977 - Primeira Divisão e Campeonato Paulista de Futebol de 1979 - Primeira Divisão. Em 1984 foi vendido ao Sport Club Corinthians Paulista, onde foi campeão do Campeonato Paulista de Futebol de 1988 - Divisão Especial. Pouco antes da final do torneio, foi vendido para o Malatyaspor.

Em 1990, retornou ao Brasil para jogar no Clube Atlético Mineiro, Guarani Futebol Clube (1991), Sociedade Esportiva Palmeiras (1992), encerrando a carreira na Associação Portuguesa de Desportos (1993), aos 37 anos.[2]

Na Seleção Brasileira, foi reserva na Copa do Mundo FIFA de 1978. Testado como possível titular no período de 1980 a 1981, foi terceiro reserva na Copa do Mundo FIFA de 1982. A partir de 1984, tornou-se titular absoluto do gol brasileiro, participando da Copa do Mundo FIFA de 1986 com destaque. Continuou titular da Seleção até 1988, quando, transferido para a Turquia, perdeu espaço para Cláudio Taffarel.[2]

As más atuações de Taffarel - reserva no Parma Calcio 1913 - levaram o técnico Carlos Alberto Parreira a testar Carlos como alternativa na Copa América de 1993. Contudo, não participou do grupo que disputou as Eliminatórias para a Copa do Mundo FIFA de 1994.

Carreira como técnico[editar | editar código-fonte]

Trabalhou como técnico no Campo Grande do Rio de Janeiro, foi treinador de goleiros da Ponte Preta de 2007 até o dia 9 de agosto de 2011. Em março de 2012, foi ser treinador de goleiros da base do São Paulo, permanecendo até 2015, e atualmente já treina os goleiros do time de cima.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Seleção Brasileira
Corinthians
Atlético Mineiro
Palmeiras

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Carlos… a trave por testemunha». tardesdepacaembu. 11 de junho de 2018. Consultado em 19 de agosto de 2018 
  2. a b Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome carlosGALLO

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço relacionado ao projeto desporto. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.