Campeonato Paulista de Futebol de 1987

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Paulista de Futebol de 1987
Campeonato Paulista da Primeira Divisão de Futebol Profissional de 1987
Dados
Participantes 20
Período 15 de março – 30 de agosto
Gol(o)s 721
Jogos 386
Média 1,87 gol(o)s por partida
Campeão São Paulo (15º título)
Vice-campeão Corinthians
Melhor marcador Edmar (Corinthians) - 19 gols
◄◄ São Paulo 1986 Soccerball.svg 1988 São Paulo ►►

O Campeonato Paulista de Futebol de 1987 teve o São Paulo como campeão, o Corinthians como vice e Edmar, do Corinthians como artilheiro, com dezenove gols.[1]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

O regulamento era o mesmo do ano anterior: uma primeira fase em que os vinte clubes jogavam todos contra todos, em turno e returno. Cada turno teve contagem de pontos independente, e os campeões de cada um deles classificaram-se para a semifinal. Se um time ganhasse os dois turnos seria campeão estadual automaticamente.

Os dois times com mais pontos obtidos na soma dos turnos (excetuando os campeões dos turnos, já classificados), também se classificaram para as semifinais.

O primeiro colocado na soma total de pontos enfrentou o de quarta melhor pontuação, e o segundo maior pontuador enfrentou o terceiro em dois jogos, de ida e volta. Em caso de igualdade após os jogos haveria prorrogação. A mesma regra valeu para a final.

Os dois últimos colocados foram rebaixados.

Disputa do título[editar | editar código-fonte]

O Santos teve a melhor campanha na soma de pontos dos dois turnos e enfrentou o Corinthians, campeão do segundo turno, na semifinal. No primeiro jogo, o Corinthians goleou por 5 a 1, praticamente definindo a classificação e jogando por terra a campanha santista.

Na outra semifinal, mais equilíbrio entre o campeão do primeiro turno Palmeiras e o terceiro colocado na classificação geral São Paulo. No primeiro jogo, empate sem gols, mas na partida de volta o São Paulo, então campeão brasileiro, bateu o Palmeiras por 3 a 1, sendo que um dos gols veio com uma falha histórica do goleiro Zetti, do Palmeiras, que deixou passar no meio de suas pernas a bola chutada por Neto, do São Paulo.

Na primeira final, o São Paulo derrotou o Corinthians por 2 a 1, com um gol de , que fora campeão paulista com a Inter de Limeira no ano anterior. Na finalíssima, bastou ao São Paulo segurar o 0 a 0 para conquistar o título.

Participantes[editar | editar código-fonte]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Na primeira fase, os vinte clubes jogavam todos contra todos, em turno e returno. Cada turno teve contagem de pontos independente, e os campeões de cada um deles classificaram-se para a semifinal. Se um time ganhasse os dois turnos, seria campeão estadual automaticamente.[2]

1º Turno
Time PG J V E D
1 Palmeiras 26 19 9 8 2
2 Botafogo 25 19 10 5 4
3 Internacional 25 19 9 7 3
4 Santos 25 19 8 9 2
5 Noroeste 22 19 9 4 6
6 São Paulo 21 19 6 9 4
7 São Bento 20 19 5 10 4
8 Santo André 19 19 6 7 6
9 Juventus 19 19 5 9 5
10 XV de Jaú 19 19 5 9 5
11 Portuguesa 18 19 5 8 6
12 Ferroviária 18 19 4 10 5
13 Mogi Mirim 17 19 4 9 6
14 Ponte Preta 17 19 4 9 6
15 América 17 19 3 11 5
16 XV de Piracicaba 16 19 5 6 8
17 Guarani 15 19 3 9 7
18 Corinthians 14 19 4 6 9
19 Bandeirante 14 19 4 6 9
20 Novorizontino 13 19 2 9 8
PG – pontos ganhos; J – jogos disputados; V - vitórias; E - empates; D - derrotas;
Classificado
semifinal - campeão 1º turno


2º Turno
Time PG J V E D
1 Corinthians 31 19 13 5 1
2 São Paulo 25 19 9 7 3
3 Portuguesa 24 19 9 6 4
4 Santos 23 19 8 7 4
5 Guarani 22 19 6 10 3
6 Palmeiras 21 19 5 11 3
7 Internacional 20 19 8 4 7
8 Santo André 20 19 7 6 6
9 Juventus 20 19 7 6 6
10 Novorizontino 20 19 6 8 5
11 São Bento 19 19 4 11 4
12 XV de Piracicaba 17 19 4 9 6
13 Mogi Mirim 16 19 6 4 9
14 Noroeste 16 19 5 6 8
15 Ferroviária 16 19 4 8 7
16 América 16 19 4 8 7
17 XV de Jaú 16 19 4 8 7
18 Botafogo 15 19 4 7 8
19 Ponte Preta 14 19 3 8 8
20 Bandeirante 9 19 2 5 12
PG – pontos ganhos; J – jogos disputados; V - vitórias; E - empates; D - derrotas;
Classificado
semifinal - campeão 2º turno


Classificação final
Pos Time PG J V E D GP GC SG
1 Santos 48 38 16 16 6 48 27 21
2 Palmeiras 47 38 14 19 5 36 23 13
3 São Paulo 46 38 15 16 7 56 40 16
4 Corinthians 45 38 17 11 10 54 38 16
5 Internacional 45 38 17 11 10 32 31 1
6 Portuguesa 42 38 14 14 10 38 30 8
7 Botafogo 40 38 14 12 12 42 41 1
8 Santo André 39 38 13 13 12 43 48 -5
9 Juventus 39 38 12 15 11 40 32 8
10 São Bento 39 38 9 21 8 26 24 2
11 Noroeste 38 38 14 10 14 41 39 2
12 Guarani 37 38 9 19 10 29 25 4
13 XV de Jaú 35 38 9 17 12 32 35 -3
14 Ferroviária 34 38 8 18 12 22 40 -18
15 Mogi Mirim 33 38 10 13 15 37 42 -5
16 XV de Piracicaba 33 38 9 15 14 27 37 -10
17 Novorizontino 33 38 8 17 13 28 36 -8
18 América 33 38 7 19 12 27 40 -13
19 Ponte Preta 31 38 7 17 14 26 42 -16
20 Bandeirante 23 38 6 11 21 23 47 -24
PG – pontos ganhos; J – jogos disputados; V - vitórias; E - empates; D - derrotas;
GP – gols pró; GS – gols contra; SG – saldo de gols
Classificados
campeão do 1º turno
campeão do 2º turno
os dois primeiros colocados com maior números de pontos na classificação final
rebaixados.[3]


Fase final[editar | editar código-fonte]

  Semifinais Finais
                     
 São Paulo 0 3 3  
 Palmeiras 0 1 1  
   São Paulo 2 0 2
   Corinthians 1 0 1
 Corinthians 5 0 5
 Santos 1 0 1

*fonte.[2]


26 de agosto de 1987[4] Corinthians 1 – 2 São Paulo Estádio do Morumbi, São Paulo

João Paulo Gol marcado aos 8 minutos de jogo 8' (2ºT) Edivaldo Gol marcado aos 31 minutos de jogo 31' (1ºT)
Gol marcado aos 42 minutos de jogo 42' (1ºT)
Público: 95 493[5]
Árbitro: José de Assis Aragão

Corínthians: Waldir Peres; Édson, Mauro, Edevaldo (Marcos Roberto) e Dida; Biro-Biro, Eduardo e Éverton; Jorginho, Edmar e João Paulo. Técnico: Formiga

São Paulo: Gilmar; Zé Teodoro, Adílson, Darío Pereyra e Nelsinho; Bernardo, Silas e Pita; Müller (Neto), e Edivaldo. Técnico: Cilinho


30 de agosto de 1987[6] São Paulo 0 – 0 Corinthians Estádio do Morumbi, São Paulo

Público: 109 474[5]
Árbitro: Dulcídio Wanderley Boschillia

São Paulo: Gilmar; Zé Teodoro, Adílson, Darío Pereyra e Nelsinho; Bernardo, Silas e Pita, Müller, Lê (Paulo Martins) e Edivaldo (Neto). Técnico: Cilinho

Corínthians: Waldir Peres; Édson, Mauro, Jatobá e Dida; Biro-Biro, Eduardo (Marcos Roberto) e Éverton; Jorginho, Edmar e João Paulo. Técnico: Formiga



Campeão Paulista de 1987
Bandeira da cidade de São Paulo.svg
SÃO PAULO
(15º título)

Referências

  1. *Estadão.com.br. Artilheiros do Campeonato Paulista 19 de janeiro de 2013. Visitado em 4 de agosto de 2013.
  2. a b *rsssfbrasil. São Paulo Championship 1987 (em inglês). Visitado em 21 de julho de 2013.
  3. *rsssfbrasil. Campeonato Paulista - Acessos e Descensos. Visitado em 21 de julho de 2013.
  4. São Paulo vence Corínthians e fica mais perto do título: Folha de São Paulo - Primeiro Caderno; Esportes, página A-19 - 27 de Agosto de 1987
  5. a b [http://books.google.com.br/books?id=eBX6WDWB3x0C&printsec=frontcover&lr=&hl=pt-BR&rview=1#v=onepage&q&f=true Revista Placar página 56 - 7 de setembro de 1987
  6. São Paulo ganha o 15º campeonato: Folha de São Paulo - Primeiro Caderno; Esportes, página A-15 - 31 de Agosto de 1987

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre futebol brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.