Campeonato Paulista de Futebol de 1983 - Segunda Divisão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Campeonato Paulista de Futebol de 1983
Segunda Divisão
Dados
Participantes 52
Período 17 de março – 4 de dezembro
Campeão XV de Piracicaba
Vice-campeão Noroeste
◄◄ 1982 São Paulo Soccerball.svg 1984 São Paulo ►►

O Campeonato Paulista de Futebol de 1983 - Segunda Divisão foi a 37ª edição do torneio promovida pela Federação Paulista de Futebol, e equivaleu ao segundo nível do futebol no estado de São Paulo.O XV de Piracicaba[1] conquistou o quarto título da competição, firmando-se como o maior campeão da Segunda Divisão. A conquista também garantiu ao XV o acesso para o Campeonato Paulista de 1984.

O vice campeão Noroeste disputou o "rebolo" com o Taubaté, penúltimo colocado da Primeira Divisão, mas foi derrotado duas vezes por 1 a 0, permanecendo, desta forma, na Segunda Divisão.

Forma de disputa[editar | editar código-fonte]

Num dos regulamentos mais complexos já organizado, a competição de 1983, seguindo a tendência dos anos 80, foi dividido em 2 turnos. Cada turno teve 3 fases classificatórias.

  • Primeira Fase: As 13 equipes de cada grupo disputaram por pontos corridos em turno único, classificando-se os 8 mais bem colocados de cada grupo.
  • Segunda Fase: Os 8 melhores de cada grupo foram divididos em duas Séries de 4 times, totalizando 8 grupos, com o campeão de cada Série classificando-se para a final.
  • Final: São disputadas finais nos 4 grupos (Amarelo, Vermelho, Preto e Branco) em melhor de 3 pontos, com o campeão garantindo vaga na semifinal.

No segundo turno repete-se o sistema de disputa, onde surgem outros 4 campeões de grupos, que também garantem vaga na semifinal.

Participantes[2][editar | editar código-fonte]

GRUPO AMARELO:

GRUPO VERMELHO:

GRUPO PRETO:

GRUPO BRANCO:

Semifinais[editar | editar código-fonte]

Esta fase da competição reuniu os vencedores das finais dos 4 grupos, tanto do 1º, como do 2º turno.[3]

  • GRUPO AMARELO

Bandeirante de Birigui garantiu vaga automática para o Quadrangular Final, pois venceu as finais dos dois turnos do Grupo Amarelo, derrotando a equipe do Tanabi em ambas ocasiões.

  • GRUPO VERMELHO

30 de outubro de 1983: Sertãozinho 0 - 0 Noroeste
6 de novembro de 1983: Noroeste 2 - 0 Sertãozinho

  • GRUPO PRETO

30 de outubro de 1983: Nacional 1 - 1 São Bernardo
6 de novembro de 1983: São Bernardo 1 - 1 Nacional
9 de novembro de 1983: Nacional 2 - 0 São Bernardo[4]

  • GRUPO BRANCO

30 de outubro de 1983: União Barbarense 1 - 2 XV de Piracicaba
6 de novembro de 1983: XV de Piracicaba 2 - 0 União Barbarense

Fase final[editar | editar código-fonte]

O XV de Piracicaba foi campeão com uma rodada de antecedência ao vencer o Bandeirante em casa por 3 a 2. Na rodada final, realizada em 4 de dezembro, foi goleado pelo Nacional por 4 a 0 jogando com a equipe reserva, enquanto Bandeirante e Noroeste disputavam o vice campeonato, que valia a disputa do rebolo com o penúltimo colocado da Primeira Divisão. O Noroeste vencia até os 43 minutos do segundo tempo quando o Bandeirante marcou com o zagueiro Ulisses. O árbitro Luis Carlos Antunes correu para o centro do campo, até ver bandeira de seu auxiliar levantada. Vendo a pressão da torcida da casa, foi incapaz de anular o tento e correu para o vestiário, onde encerrou a partida.[5] O caso foi para o TJD, que manteve a vitória do Noroeste.

Quadrangular Final
Time Pts J V E D GP GS SG
1 XV de Piracicaba 09 6 4 1 1 9 8 +1
2 Noroeste 06 6 1 4 1 5 5 0
3 Bandeirante (Birigui) 05 6 2 1 3 9 8 +1
4 Nacional 04 6 1 2 3 7 9 -2

Jogo decisivo[editar | editar código-fonte]

30 de novembro de 1983 XV de Piracicaba Bandeira Piracicaba.jpg 3 - 2 Bandeira birigui.png Bandeirante (Birigui) Estádio Barão de Serra Negra, Piracicaba

Carluccio Gol marcado aos 7 minutos de jogo 7' 1T
Lima Gol marcado aos 20 minutos de jogo 20' 2T
Chicão Gol marcado aos 39 minutos de jogo 39' 2T
Dicão Gol marcado aos 13 minutos de jogo 13' 1T
Paulo César Gol marcado aos 52 minutos de jogo 52' 2T
Público: 15,241
Renda: Cr$ 18 800 000,00
Árbitro: Almir Ricci Peixoto Laguna

XV de Piracicaba: Pizelli, Carluccio, Ailton Luis, Dario (Paulinho, intervalo) e Otavio; Vadinho, Lima e Pianelli; Tim (Chicão, 14 do 2.°). Brandão e Gilberto. Técnico: Galdino Machado
Bandeirante: Fernando. Mauro, Ulisses. Edson Fumaça e Pecos; Paulo Cesar, Jaime (Sobral, 27 do 2º) e Dicão; Pedro Paulo, Lula e Zé Luis (Pedrinho, intervalo). Técnico: João Magoga

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Paulista de 1983 - Segunda Divisão
Flag piracicaba.gif
XV de Piracicaba
Campeão
(4º título)

Rebolo[editar | editar código-fonte]

Noroeste, vice-campeão, e Taubaté, penúltimo colocado da Primeira Divisão, disputaram uma vaga no Campeonato Paulista de 1984,[6] com os seguintes resultados:

Estes resultaram garantiram o Taubaté na Primeira Divisão. Os jogos foram disputados no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. RSSSF Brasil. «São Paulo State - List of Second Division Champions». Consultado em 9 de janeiro de 2013 
  2. RSSSF Brasil. «São Paulo State - List of Second Division Participants 1916-2001». Consultado em 9 de janeiro de 2013 
  3. Folha de S. Paulo. «FPF marca os jogos da 2ª Divisão». Consultado em 10 de agosto de 2017 
  4. Folha de S. Paulo. «Nacional vence o São Bernardo, 2 a 0». Consultado em 10 de agosto de 2017 
  5. Folha de S. Paulo. «Bandeirante 0 x Noroeste 1». Consultado em 7 de agosto de 2017 
  6. Folha de S. Paulo. «Noroeste e Taubaté disputam o rebolo». Consultado em 10 de agosto de 2017 
  7. Folha de S. Paulo. «Taubaté continua na 1ª Divisão». Consultado em 10 de agosto de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre futebol brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.