Campeonato Paulista de Futebol de 1970

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Paulista de Futebol de 1970
Campeonato Paulista da Divisão Especial de 1970
Dados
Participantes 16
Organização FPF
Período 27 de junho[1] – 13 de setembro[2]
Gol(o)s 201
Partidas 90
Média 2,23 gol(o)s por partida
Campeão São Paulo (9º título)
Vice-campeão Palmeiras e Ponte Preta
Melhor marcador Toninho Guerreiro (São Paulo) - 13 gols
◄◄ São Paulo 1969 Soccerball.svg 1971 São Paulo ►►

O Campeonato Paulista de Futebol de 1970 foi a 69.ª edição do torneio, organizado pela Federação Paulista de Futebol, e teve o São Paulo como campeão e Toninho Guerreiro, do São Paulo como artilheiro, com treze gols.[3]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

Primeira fase: Os cinco maiores clubes do futebol paulista (Santos, Palmeiras, São Paulo, Corinthians e Portuguesa) só participariam da segunda e última fase. Os demais onze clubes da Primeira Divisão disputariam um campeonato em turno e returno, jogando todos contra todos, com classificação por pontos corridos. Os três primeiros colocados disputariam a segunda fase. Do quarto ao sexto colocados, houve um triangular, e os dois primeiros também disputariam a segunda fase. Os demais estariam fora da competição.[4]

Segunda fase: Os cinco classificados da primeira fase se juntariam aos cinco clubes "grandes", num campeonato com todos jogando contra todos, em turno e returno, com classificação por pontos corridos.

Não houve rebaixamento.

Disputa do título[editar | editar código-fonte]

A Ponte Preta, que ficara apenas em quinto na primeira fase, surpreendentemente foi a sensação da competição. Recém-subido da Segunda Divisão, o clube segurou um empate com o Corinthians na Capital, derrotou o tricampeão Santos de Pelé na Vila Belmiro, empatou com o São Paulo, derrotou o arquirrival Guarani, venceu a Portuguesa e segurou outro empate contra o Palmeiras, ambos os jogos na Capital. Ficou invicta no primeiro turno inteiro e só foi perder para o Santos já na terceira rodada do returno. Depois disso, seu rendimento caiu demais, ficando os cinco jogos seguintes sem vencer.

Palmeiras e o irregular São Paulo, que gastou muito dinheiro para montar um time e vencer o campeonato após treze anos, cresceram e encostaram na Ponte Preta. Na rodada de 23 de agosto, São Paulo e Palmeiras, empatados com dezessete pontos na vice-liderança, um ponto atrás da líder, fizeram um confronto decisivo. O Palmeiras venceu por 1 a 0 e chegou à liderança, empatado com a Ponte. Porém, depois da derrota, o São Paulo de Gérson engrenou, ganhando do Botafogo de Ribeirão Preto e do São Bento de Sorocaba, enquanto o Palmeiras empatou seus dois jogos seguintes e a Ponte perdeu os seus.

O São Paulo chegou à liderança, com um confronto decisivo em seu antepenúltimo jogo: a Ponte Preta, dois pontos atrás, no Morumbi. O São Paulo venceu por 2 a 0, chegou a 23 pontos, dois à mais que o vice Palmeiras e três a mais que o Corinthians. Na penúltima rodada, o São Paulo foi a Campinas e, se vencesse, chegaria a 25 pontos, inatingíveis ao Palmeiras (que só poderia chegar a 23), ao Corinthians (24 pontos) e à Ponte Preta (23 pontos). Caso perdesse e o Corinthians vencesse, este ficaria um ponto atrás, com um confronto direto no Morumbi na última rodada.

O São Paulo, sem Gérson, machucado, fez 2 a 0 no Guarani, que depois diminuiu, para deixar um final de jogo extremamente tenso para os são-paulinos. Mas o jogo acabou 2 a 1, e o São Paulo voltou a ser campeão após treze anos. A reta final do São Paulo foi impecável, com cinco vitórias em seus cinco últimos jogos.

Campanha do título[editar | editar código-fonte]

Primeiro turno

  • 28/06/1970 São Paulo 1-0 São Bento
  • 01/07/1970 Portuguesa de Desportos 2-1 São Paulo
  • 05/07/1970 Ponte Preta 2-2 São Paulo
  • 12/07/1970 Santos 2-3 São Paulo
  • 16/07/1970 São Paulo 2-1 Ferroviária
  • 19/07/1970 São Paulo 1-1 Corinthians
  • 26/07/1970 Botafogo 1-2 São Paulo
  • 29/07/1970 Palmeiras 0-1 São Paulo
  • 01/08/1970 São Paulo 0-0 Guarani

Segundo turno

  • 09/08/1970 São Paulo 3-2 Santos
  • 16/08/1970 Ferroviária 2-0 São Paulo
  • 19/08/1970 São Paulo 1-0 Portuguesa de Desportos
  • 23/08/1970 São Paulo 0-1 Palmeiras
  • 26/08/1970 São Paulo 4-0 Botafogo (Ribeirão Preto)
  • 30/08/1970 São Bento (Sorocaba) 0-3 São Paulo
  • 05/09/1970 São Paulo 2-0 Ponte Preta
  • 09/09/1970 Guarani 1-2 São Paulo
  • 13/09/1970 Corinthians 0-1 São Paulo

Jogo do título[editar | editar código-fonte]

Campeão Paulista de 1970
Bandeira da cidade de São Paulo.svg
SÃO PAULO
(9º título)

Classificação final[6][7][editar | editar código-fonte]

Paulistão 1970
Time Pts J V E D GP GC SG
1 São Paulo 27 18 12 3 3 29 15 14
2 Palmeiras 22 18 7 8 3 19 13 6
2 Ponte Preta 22 18 7 8 3 17 14 3
4 Santos 21 18 8 5 5 34 21 13
5 Corinthians 20 18 6 8 4 22 13 9
6 Portuguesa 18 18 6 6 6 18 17 1
7 Ferroviária 17 18 6 5 7 14 23 -9
8 Guarani 14 18 4 6 8 19 26 -7
9 São Bento 11 18 3 5 10 15 26 -11
10 Botafogo-SP 8 18 2 4 12 14 33 -19
Pts — Pontos ganhos; J — Jogos; V - Vitórias; E - Empates; D - Derrotas;
GP — Gols pró; GC — Gols contra; SG — Saldo de gols;
Campeão Paulista de 1970

Referências

  1. «Tabelão». Placar (16). São Paulo: Editora Abril. 3 de julho de 1970. 40 páginas. ISSN 0104-1762. Consultado em 20 de novembro de 2016 
  2. «Tabelão». Placar (27). São Paulo: Editora Abril. 18 de setembro de 1970. 8 páginas. ISSN 0104-1762. Consultado em 20 de novembro de 2016 
  3. Futpédia. «Campeonato Paulista 1970». Consultado em 25 de março de 2013 
  4. http://futpedia.globo.com/campeonato/campeonato-paulista/1970
  5. «Domingo, festa da torcida campeã». Folha de São Paulo, primeiro caderno - página 14. Consultado em 25 de outubro de 2017 
  6. Somente calculada a fase final
  7. RSSSF Brasil Campeonato Paulista de 1970