Campeonato Paulista de Futebol de 1908

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Campeonato Paulista de Futebol de 1908
VII Campeonato da Liga Paulista Foot-Ball
Dados
Participantes 6
Período 13 de maio22 de novembro
Gol(o)s 94
Partidas 30
Média 3,13 gol(o)s por partida
Campeão Paulistano (2º título)
Vice-campeão Germânia e Americano
Melhor marcador Leo (Internacional) e Peres (Paulistano) - 7 gols[1]
Maiores goleadas
(diferença)
São Paulo Athletic 3 – 9 Paulistano
Velódromo Paulista, São Paulo
8 de setembro de 1908
 
São Paulo Athletic 0 – 7 Germânia
Campo do SPAC (Rua da Consolação), São Paulo
2 de novembro de 1908
◄◄ São Paulo 1907 Soccerball.svg 1909 São Paulo ►►

O Campeonato da Liga Paulista Foot-Ball de 1908 foi a sétima edição dessa competição entre clubes de futebol paulistanos filiados à LPF. É reconhecido oficialmente pela Federação Paulista de Futebol como o Campeonato Paulista de Futebol daquele ano.[nota 1]

Disputado entre 13 de maio e 22 de novembro, contou com a participação de seis equipes. O Paulistano sagrou-se campeão do torneio, conquistando pela segunda vez o título local.

História[editar | editar código-fonte]

Pela primeira vez, os árbitros passaram a ser indicados pela liga, partida a partida, a partir da relação de nomes aprovada antes do início do campeonato, e os clubes deixaram dar a palavra final para a questão.[3][nota 2]

Todos os 24 dos 30 jogos daquela temporada foram realizados no Velódromo de São Paulo, o estádio oficial da liga. Foram marcados 94 gols, uma média de 3,13 por partida. Dos seis confrontos restantes, três foram marcados no campo do Clube Atlético Internacional, em Santos, as primeiras partidas oficiais do campeonato fora da capital paulista. Mesmo assim, a equipe santista tomou um WO como mandante, fruto de uma crise interna na equipe, que terminou a competição com dez derrotas (quatro dessas por WO) em dez partidas.

Outra equipe que perdeu duas partidas por WO foi o São Paulo Athletic. Na partida marcada contra o Americano no dia 27 de julho, o time não compareceu por ter vários jogadores contundidos. Algumas semanas depois, diante do mesmo rival, o Athletic teve o mesmo problema de não conseguir reunir jogadores suficientes para a partida. Como resultado, o primeiro tricampeão da LPF terminou a competição com apenas duas vitórias (uma delas por WO contra o Internacional Santista) em dez partidas e ainda com o saldo negativo das duas maiores goleadas do campeonato.

Já na luta pelo torneio de 1908, estavam Clube Atlético Paulistano, Internacional e Sport Club Americano. Na véspera do duelo do dia 27 de setembro contra o Germânia, o Paulistano liderava o torneio com 14 pontos e duas partidas por realizar, vindo logo atrás o Internacional com 12 pontos e também dois jogos restantes e o Americano, que somava nove pontos mas com ainda quatro confrontos até o final com campeonato. O empate por 1–1 com o time da colônia alemã deixou a equipe alvirrubra com 15 pontos e mais próxima do título, podendo até ser campeã dependendo do desempenho dos concorrentes diretos.

No jogo seguinte, o Germânia bateu por 2–0 o Internacional, que assim não poderia mais alcançar o Paulistano. Restava o Americano, que somou mais três pontos (uma vitória e um empate) e tinha um confronto direto com o líder no dia 15 de novembro. No duelo que poderia valer o título para o Paulistano, a equipe santista goleou por 4–1, chegando ao 14 pontos e ainda com uma partida por fazer, enquanto o time paulistano terminava sua participação no campeonato com 15 pontos. Para o Americano, bastava uma vitória diante do Germânia para ficar com a Taça Conde Penteado - um empate forçaria um jogo extra contra o Paulistano. Mas o Germânia venceu por 2–0, resultado que dava o título ao Paulistano.

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Fundação Participação Títulos
Americano Bandeira de Santos (São Paulo).svg Santos 21 de maio de 1903 -
Germânia Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo 7 de setembro de 1899 1 (1906*)
Internacional Bandeira de Santos (São Paulo).svg Santos 27 de outubro de 1902 -
Internacional Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo 19 de agosto de 1899 1 (1907)
Paulistano Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo 29 de dezembro de 1900 1 (1905)
São Paulo Athletic Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo 13 de maio de 1888 3 (1902, 1903 e 1904)

* Posteriormente, a Liga Paulista de Foot-Ball considerou aquele campeonato sem vencedor, mas o título é reconhecido pela Federação Paulista de Futebol[5][6]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

Houve a manutenção da grande maioria das normas das competições anteriores, como a de que cada clube joga duas partidas com os outros participantes, sendo uma como mandante e outra como visitante; o clube vencedor do campeonato anual recebe uma taça, pela qual fica responsável, e terá possa definitiva da mesma aquele que for vencedor de três edições; o campeão é a equipe que somar mais pontos (a vitória vale dois pontos, e o empate, um ponto). Havendo empate no resultado final, disputa-se um jogo extra. Essa partida desempate terminar em empate, é feita uma prorrogação não superior a 30 minutos. Se terminada essa prorrogação continuar o empate, é marcada uma nova partida, e assim por diante.

Tabela[editar | editar código-fonte]

13/5 São Paulo AC 1-0 Internacional de Santos

17/5 Internacional 3-2 Germânia

24/5 Paulistano 1-0 Internacional de Santos

28/5 Germânia 2-2 Americano

07/6 Paulistano 2-2 Internacional

14/6 Americano 4-0 Internacional de Santos

18/6 Internacional 2-0 São Paulo AC

24/6 Paulistano 3-2 São Paulo AC

28/6 Paulistano 3-2 Americano

29/6 Germânia 2-0 São Paulo AC

12/7 Internacional de Santos 0-5 Internacional

19/7 Germânia 2-0 Internacional de Santos

26/7 Americano WO-0* São Paulo AC

02/8 Internacional de Santos 0-WO* Paulistano

09/8 Internacional 2-2 Paulistano

15/8 Internacional de Santos 0-WO* São Paulo AC

23/8 Americano 1-0 Internacional

30/8 Paulistano 2-1 Germânia

07/9 São Paulo AC 1-4 Internacional

08/9 São Paulo AC 3-9 Paulistano

13/9 São Paulo AC 0-WO* Americano

20/9 Internacional 0-WO* Internacional de Santos

27/9 Germânia 1-1 Paulistano

04/10 Germânia 2-0 Internacional

12/10 Internacional de Santos 0-WO* Americano

18/10 Internacional de Santos 0-1 Germânia

25/10 Internacional 2-2 Americano

02/11 São Paulo AC 0-7 Germânia

15/11 Americano 4-1 Paulistano

22/11 Americano 0-2 Germânia

Vitória por WO automática

Classificação final[editar | editar código-fonte]

Classificação - Final
Time PG J V E D GP GC SG
1 Paulistano 15 10 6 3 1 24 17 7
2 Germânia 14* 10 6 2 2 22 8 14
3 Americano 14* 10 6 2 2 15 10 5
4 Internacional 13 10 5 3 2 20 12 8
5 São Paulo Athletic 4 10 2 0 8 7 27 - 20
6 Internacional de Santos 0 10 0 0 10 0 14 - 14
PG - pontos ganhos; J - jogos; V - vitórias; E - empates; D - derrotas; GP - gols pró; GC - gols contra; SG - saldo de gols
Campeão da LPF de 1908
Disputam seletiva para o campeonato de 1909[nota 3]

*Empatadas em número de pontos, as duas equipes terminaram em segundo lugar, já que não havia critério de desempate naquela época.

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Paulista de Futebol de 1908
Bandeira da cidade de São Paulo.svg
PAULISTANO
Campeão
(2º título)

Notas

  1. Fundada em 1941, a FPF se tornou a entidade máxima do futebol paulista em 1941 e reconheceu os campeonatos organizados pela Lfesp, LAF, Apea e LPF como edições oficiais do Campeonato Paulista, que contavam quase que exclusivamente com clubes da capital. Os principais jornais de São Paulo à época muitas vezes se referiam aos torneios disputados pelos maiores clubes paulistanos como campeonato de futebol da cidade.[2] No entanto, a FPF não concede o mesmo status para edições do Campeonato do Interior e o Campeonato entre os campeões da capital e do interior (Taça Competência), disputados pela primeira vez em 1919.
  2. "Mesmo assim, as dificuldades persistiram, pois não existia de fato um quadro de árbitros. A lista era renovada de ano para ano e a pouca experiência prevalecia. Às vezes um juiz renunciava à função no meio do campeonato por ter sido vaiado ou então se recusava a apitar jogos de certo clube. Apesar das multas estipuladas pela liga, sequer surpreendia quando o árbitro escalado atrasava ou faltava. Nesses casos alguém assumia o apito de improviso para dar início à partida. Noutras ocasiões, só um dos juízes de gol aparecia em campo e o jogo seguia em frente assim mesmo." - Wilson Gambeta, 2013.[4]
  3. Embora houvesse uma disputa anual por uma vaga na liga, não existiam divisões inferiores na LPF.

Referências

  1. Pinheiro, Mauro (18 de outubro de 1974). Mais uma em que Pele foi o melhor 839 ed. São Paulo: Abril. p. 2 
  2. «O melhor prelio da rodada inicial» (PDF). Correio de S.Paulo. 25 de abril de 1936. p. 6. Consultado em 24 de dezembro de 2014 
  3. O Estado de S.Paulo, 12 mai. 1908, p. 4
  4. Gambeta, Wilson R (2013). A bola rolou. o velódromo paulista e os espetáculos de futebol (1895/1916) (Tese de Doutorado em História Social). São Paulo: Universidade de São Paulo. p. 311. 408 páginas 
  5. O Estado de S. Paulo, 18 dez. 1909, p. 7.
  6. Mazzoni, Thomaz (1950). História do futebol no Brasil, 1894-1950. São Paulo: Leia. p. 61 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]