Diego Lugano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diego Lugano
U02 Diego Lugano 7557.jpg
Informações pessoais
Nome completo Diego Alfredo Lugano Moreno
Data de nasc. 2 de novembro de 1980 (35 anos)
Local de nasc. Canelones, Uruguai
Nacionalidade Uruguai uruguaia
Itália italiana[1]
Altura 1,88 m
Destro
Apelido Dios Lugano, Dío5
Informações profissionais
Clube atual Brasil São Paulo
Número 5
Posição Zagueiro
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1999–2002
2002
2003–2006
2006–2011
2011–2013
2013
2013–2014
2015
2015
2016–
Uruguai Nacional
Uruguai Plaza Colonia (emp.)
Brasil São Paulo
Turquia Fenerbahçe
França Paris Saint Germain
Espanha Málaga (emp.)
Inglaterra West Bromwich
Suécia Häcken
Paraguai Cerro Porteño
Brasil São Paulo
0013 0000(0)
0046 0000(4)
0176 000(11)
0160 000(26)
0021 0000(1)
0011 0000(0)
0012 0000(1)
0011 0000(0)
0016 0000(5)
0024 0000(2)
Seleção nacional3
2003–2014 Flag of Uruguay.svg Uruguai 0095 0000(9)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 22 de setembro de 2016.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 14 de junho de 2014.

Diego Alfredo Lugano Moreno[2] (Canelones, 2 de novembro de 1980)[3] é um futebolista uruguaio que atua na posição de zagueiro. Atualmente joga pelo São Paulo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Nascido em Canelones, filho de Alfredo Lugano e Diana Moreno,[4] Lugano começou a jogar futebol em sua cidade natal, pelo Club Atlético Libertad. Em dezembro de 1998 jogou sua primeira partida com a equipe principal do Libertad, tornando-se campeão da Liga Sub-18. Em 1999 Lugano transferiu-se para o Nacional, de Montevidéu. Três anos mais tarde, foi emprestado ao Plaza Colonia por duas temporadas.

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Contratado pelo São Paulo no ano de 2003, teve sua estreia em 11 de maio, no empate contra o Atlético Mineiro por 1 a 1. Seu início na equipe paulistana foi conturbado, pois ele chegou com a pecha de "homem do presidente", já que fora o então presidente do clube, Marcelo Portugal Gouvêa que bancou sua contratação, sem a aprovação do então treinador Oswaldo de Oliveira. Nos seus primeiros meses, chegou a ficar de fora de vários jogos, não sendo relacionado nem para o banco de reservas.[5]

Com a saída de Oswaldo de Oliveira, ainda em 2003, passou a ser escalado mais vezes[6] e, com seu estilo raçudo e de muita garra, conquistou a titularidade e o carinho da torcida e foi titular da equipe quando conquistou o Campeonato Paulista, a Libertadores e o Mundial de Clubes em 2005.[5]

Uma de suas características mais marcantes é a de raramente trocar de camisa com o adversário ao final do jogo, alegando não se sentir confortável com tal ato, em respeito ao torcedor, para quem a camisa do time é sagrada.[7] Chegou a trocar poucas vezes e diz que as mais especiais de sua coleção são as camisas da seleção uruguaia e uma camisa da seleção brasileira com o número 13 às costas, dada por Zagallo.[8]

Lugano foi eleito o melhor zagueiro do Campeonato Brasileiro de 2005 por sua força e, principalmente, sua raça, uma de suas características.

Lugano atuando pela Seleção Uruguaia.

Fenerbahçe[editar | editar código-fonte]

Lugano no Fenerbahçe

Em agosto de 2006, após a final da Libertadores da América, foi para o Fenerbahçe, da Turquia. Ainda ídolo em São Paulo, foi recebido por cerca de vinte torcedores, a maioria deles brasileiros, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, quando chegou para a partida do Uruguai contra o Brasil, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, em novembro de 2007.[9] No mês de agosto de 2009 renovou contrato por quatro anos, porém saiu em 2011, ao ser negociado com o Paris Saint-Germain.

Paris Saint-Germain[editar | editar código-fonte]

Diego Lugano chegou ao Paris Saint-Germain no dia 27 de agosto, por aproximadamente 3 milhões de euros.[10]

Málaga[editar | editar código-fonte]

Em 21 de janeiro de 2013, fora dos planos do técnico Carlo Ancelotti, Lugano foi emprestado até o final da temporada 2012–13 ao espanhol Málaga. Por não ter sido inscrito na Liga dos Campeões, o zagueiro poderia atuar nesta pelo novo clube.[11]

West Bromwich Albion[editar | editar código-fonte]

Em 2 de agosto de 2013 acertou por duas temporadas com o West Bromwich Albion.[12] Em 16 de maio de 2014, pediu dispensa do clube, após uma temporada abaixo das expectativas.[13]

Häcken[editar | editar código-fonte]

Após um ano sem clube, assinou com o Häcken, visando à disputa da Copa América de 2015.[14]

Cerro Porteño[editar | editar código-fonte]

Após a rápida passagem pelo futebol sueco, retornou a América do Sul, aonde assinou com o Cerro Porteño.[15] Pelo clube paraguaio, teve um ótimo rendimento, marcando 5 gols em 16 jogos, conquistando o vice campeonato nacional, após perder o título para o Olimpia.[16]

Retorno ao São Paulo[editar | editar código-fonte]

Depois de muitos pedidos da torcida tricolor, a diretoria são-paulina começou a ver com bons olhos a vinda de Lugano. O jogador chegou a declarar: "Estou fazendo uso da cláusula de rescisão, mas só utilizo por ser o São Paulo, meu clube. Antes, chegaram propostas muito melhores da Ásia, da China, do Catar, mas não levei em conta porque estava muito bem no Paraguai. Mas o São Paulo faz parte da minha história e decidi." [17] Após vários dias de negociação com a equipe do Cerro Porteño para que ocorresse a liberação sem pagamento de multa, no dia 11 de janeiro foi anunciado seu retorno ao Tricolor Paulista, assinando contrato até junho de 2017.[3]

Após várias semanas se recondicionando fisicamente, reestreou pelo São Paulo em partida contra o Rio Claro, pelo Campeonato Paulista. No dia 22 de setembro, em jogo contra o Juventude, pela Copa do Brasil, completou 200 jogos com a camisa do São Paulo.[18]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Clube Ano Campeonato
Brasileiro
Copa
do Brasil
Copa
Libertadores
Copa
Sul-Americana
Campeonato
Paulista
Mundial
de Clubes
Amistosos Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
São Paulo
2003
24
1
1
0
0
0
6
1
0
0
0
0
2
0
33
2
2004
34
1
0
0
4
0
4
0
6
0
0
0
2
0
50
1
2005
27
6
0
0
13
1
2
0
14
1
2
0
0
0
58
8
2006
11
0
0
0
12
0
0
0
12
0
0
0
0
0
35
0
2016
12
2
1
0
4
0
0
0
7
0
0
0
0
0
24
2
Total 108 10 2 0 33 1 12 1 39 1 2 0 4 0 200 13

Seleção nacional[editar | editar código-fonte]

Participações em competições[editar | editar código-fonte]

Torneo Sede Resultado
Copa América de 2007  Venezuela Quarto Lugar
Copa do Mundo de 2010 África do Sul Quarto Lugar
Copa América de 2011  Argentina Campeão
Copa das Confederações de 2013  Brasil Quarto Lugar
Copa do Mundo de 2014  Brasil Oitavas de Final

Títulos[editar | editar código-fonte]

Campeonatos nacionais[editar | editar código-fonte]

Título Clube País Ano Ref
Campeonato Uruguaio Nacional Uruguai 2000 [19]
Campeonato Uruguaio Nacional Uruguai 2001 [19]
Campeonato Paulista São Paulo  Brasil 2005 [19]
Campeonato Brasileiro São Paulo  Brasil 2006 [19]
Campeonato Turco de Futebol Fenerbahçe  Turquia 2006/2007 [19]
Campeonato Turco de Futebol Fenerbahçe  Turquia 2010/2011 [19]
Supercopa da Turquia Fenerbahçe  Turquia 2007 [19]

Campeonatos internacionais[editar | editar código-fonte]

Título Clube País Ano Ref
Copa Libertadores São Paulo  Brasil 2005 [19]
Copa Mundial de Clubes São Paulo  Brasil 2005 [19]

Seleção Uruguaia[editar | editar código-fonte]

Título Clube País Ano Ref
Copa América Seleção Uruguaia Uruguai 2011 [19]

Individuais[editar | editar código-fonte]

Título Ano Ref
Bola de Prata (Revista Placar) 2004 [19]
Bola de Prata (Revista Placar) 2005 [19]
Seleção do Campeonato Brasileiro 2005 [19]
Seleção das Américas (El País) 2004 [19]
Seleção das Américas (El País) 2005 [19]
Seleção do Campeonato Paulista 2005 [19]
Seleção da Copa Libertadores da América (Conmebol) 2005 [19]
Seleção da Copa Libertadores da América (Conmebol) 2006 [19]
Seleção da Copa América (Conmebol) 2011 [19]

Referências

  1. «Perfil de Diego Lugano». Transfermarkt. 
  2. Luís Augusto Símon (2009). Tricolor Celeste Publisher Brasil [S.l.] pp. pág. 77. 
  3. a b «Sócio Torcedor já sabe: Lugano voltou!». Site SPFC. Consultado em 12 de janeiro de 2016. 
  4. «La madre del capitán y un relato con propiedad». hoy canelones. 24 de junho de 2010. 
  5. a b «São Paulo confirma a contratação do zagueiro Diego Lugano». estadão. Consultado em 12 de janeiro de 2016. 
  6. Alexandre da Costa, Almanaque do São Paulo Placar, Editora Abril, 2005, pág. 409
  7. Jornal Lance!, entrevista a Zé Gonzalez e Sergio Gandolphi, 22 de junho de 2005, págs. 4-5
  8. «Porque Lugano não troca camisa após o jogo». Terra Magazine. Consultado em 12 de janeiro de 2016. 
  9. «Recebido com festa, Lugano confia em retrospecto recente». Uol esporte. 20 de novembro de 2007. Consultado em 12 de Janeiro de 2016. 
  10. «Ao lado de Leonardo, Lugano é apresentado no PSG». Terra esporte. Consultado em 12 de janeiro de 2016. 
  11. «Para jogar com regularidade, Lugano deixa PSG e acerta com o Málaga». Placar. Consultado em 12 de janeiro de 2016. 
  12. «Lugano assina com o West Bromwich Albion». 2 de agosto de 2013. Consultado em 2 de agosto de 2013.  Texto "publicado" ignorado (Ajuda)
  13. «Lugano é dispensado e fica sem clube às vésperas da Copa do Mundo». 16 de maio de 2014. Consultado em 16 de maio de 2014.  Texto "publicado" ignorado (Ajuda)
  14. «Sem clube desde antes da Copa, Lugano acerta com time sueco». Terra esporte. Consultado em 12 de janeiro de 2016. 
  15. «Cerro Porteño acerta a contratação de zagueiro Lugano, ex-São Paulo». ESPN. Consultado em 12 de janeiro de 2016. 
  16. «Com gol contra de Lugano, Olimpia vence Cerro Porteño e conquista título paraguaio». ESPN. Consultado em 12 de janeiro de 2016. 
  17. «Lugano confirma volta ao São Paulo: "Não podia dar as costas à história"». 6 de janeiro de 2016. Consultado em 7 de janeiro de 2016.  Texto "publicado" ignorado (Ajuda)
  18. «Após mais de mês fora, Lugano pode chegar a 200 jogos pelo São Paulo». Lancenet. Consultado em 22 de setembro de 2016. 
  19. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s «Lugano chega no São Paulo e fala em 'sonho realizado'». Revista Placar. 12 de janeiro de 2016. Arquivado desde o original em 19 de janeiro de 2016. Consultado em 19 de janeiro de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Diego Lugano
Bandeira de UruguaiSoccer icon Este artigo sobre futebolistas uruguaios é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.