Kennet Andersson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Kennet Andersson
Kennet Andersson
Kennet Andersson em janeiro de 2014.
Informações pessoais
Nome completo Bernt Kennet Andersson
Data de nasc. 6 de outubro de 1967 (50 anos)
Local de nasc. Eskilstuna, Suécia
Altura 1,93 m
Apelido Kneten, Kenettone
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Atacante
Clubes de juventude
1976–1981
1982–1984
Suécia Tunafors SK
Suécia IFK Eskilstuna
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1985–1988
1989–1991
1991–1993
1993
1993–1994
1994–1995
1995–1996
1996–1999
1999
1999–2000
2000–2002
2005
Suécia IFK Eskilstuna
Suécia IFK Göteborg
Bélgica KV Mechelen
Suécia IFK Norrköping (emp.)
França Lille (emp.)
França Caen
Itália Bari
Itália Bologna
Itália Lazio
Itália Bologna
Turquia Fenerbahçe
Suécia Gårda
76 (20)
63 (29)
33 (8)
13 (8)
32 (11)
31 (9)
33 (12)
86 (26)
2 (0)
28 (7)
73 (19)
18 (14)
Seleção nacional
1983
1985–1986
1988–1990
1990–2000
Flag of Sweden.svg Suécia Sub-16
Flag of Sweden.svg Suécia Sub-18
Flag of Sweden.svg Suécia Sub-21
Flag of Sweden.svg Suécia
4 (1)
10 (1)
14 (2)
83 (31)

Bernt Kennet Andersson (Eskilstuna, 6 de outubro de 1967), conhecido apenas como Kennet Andersson, é um ex-futebolista sueco. Atuava como atacante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Notabilizado por sua destreza em jogadas aéreas, devido à altura (1,92 m), Andersson iniciou a carreira de jogador em 1985, no IFK Eskilstuna, onde jogou 76 partidas e marcou 20 gols em 3 temporadas pelo clube de sua cidade natal, que na época disputava a terceira divisão nacional. Em 1989, foi para o tradicional IFK Göteborg, conquistando 3 títulos pela equipe, pela qual atuou até 1991, com 63 jogos e 29 gols marcados. Conquistou ainda o bicampeonato nacional e foi artilheiro da Liga Sueca em 1991, com 13 gols.

Seu desempenho pela equipe, bicampeã da Copa da UEFA (atual Liga Europa) chamou a atenção do KV Mechelen, porém não foi bem-sucedido no futebol da Bélgica, tendo marcado 8 gols em 33 partidas - entre 1993 e 1994, jogou por empréstimo por IFK Norrköping e Lille. Na França, Andersson defendeu também o Caen por um ano, mas não conseguiu evitar o rebaixamento do clube da Bretanha à Ligue 2, apesar de seus 9 gols em 31 partidas.

Trajetória no futebol italiano[editar | editar código-fonte]

Curiosamente, a queda com o Caen foi o ponto de virada na carreira clubística de Kneten (apelido do atacante), que assinou com o Bari, iniciando uma trajetória de 5 temporadas na Itália. No clube da Apúlia, reencontrou seu então companheiro de Seleção Sueca, Klas Ingesson, formando uma perigosa dupla de ataque com Igor Protti, responsável por 36 dos 49 gols da agremiação na temporada 1995-96. Apesar do oitavo melhor ataque, o Bari caiu para a Série B devido aos problemas de sua defesa, que levou 71 gols.

Sua melhor fase em território italiano foi com o Bologna, onde chegou em 1996. Ao lado de Igor Kolyvanov, Andersson se destacou ao marcar 11 gols na temporada, ficando atrás do russo, que marcou 12 vezes. Além de Kolyvanov, outros 3 jogadores da Seleção Sueca integravam o elenco - Daniel Andersson, Patrik Andersson (os 3 não possuem parentesco, embora Daniel e Patrik sejam irmãos) e Teddy Lučić. Em 1997-98, com o reforço do consagrado Roberto Baggio, o desempenho de Kenettone (como é conhecido na Itália) melhorou, com 12 bolas nas redes adversárias. Em 1998-99, sem Baggio no elenco, Andersson marcou apenas 6 gols na temporada.

Contratado pela Lazio em 1999, foi campeão da Supercopa Europeia, porém disputou apenas 25 jogos pelo Campeonato Italiano. O atacante foi repatriado pelo Bologna em outubro do mesmo ano, encerrando a segunda passagem pelos Rossoblù em 2000.

Aposentadoria e volta aos gramados[editar | editar código-fonte]

Depois de 149 partidas e 46 gols na Itália, Kennet Andersson assinou com o Fenerbahçe, pelo qual foi campeão turco em 2000-01. Aos 34 anos de idade, o atacante se aposentou pela primeira vez em 2002.

Entretanto, voltaria aos gramados em 2005, para defender o Gårda, equipe semi-amadora da quinta divisão nacional, onde fez 14 gols em 18 partidas, antes de encerrar definitivamente a carreira de jogador, aos 38 anos.

Seleção Sueca[editar | editar código-fonte]

Com passagem pelas equipes de base da Seleção Sueca, Andersson estreou em fevereiro de 1990, contra os Emirados Árabes, mas não foi convocado para a Copa da Itália. A ausência do atacante fez falta aos nórdicos, que caíram na primeira fase da competição, com 3 derrotas.

A primeira competição que disputou foi a Eurocopa de 1992, disputada em seu país. No torneio, marcou 2 gols, contra França (na primeira fase) e Alemanha (na semifinal).

Destacou-se na Copa de 1994 (única de sua carreira) ao marcar 5 gols na competição, entre eles o que abriu o placar na partida contra o Brasil, ao encobrir Taffarel, e o que empatou o jogo frente à Romênia, aproveitando saída errada de Florin Prunea. Marcou ainda contra Arábia Saudita (2 vezes) e Bulgária, na decisão do terceiro lugar. Não conseguiu classificar a Suécia para a Eurocopa de 1996 nem para a Copa de 1998, embora tivesse deixado sua marca durante as eliminatórias para os 2 torneios.

Participou também da Eurocopa de 2000, mas, com um time já veterano (dos 22 atletas convocados, 8 eram remanescentes da Copa de 1994) não repetiu o desempenho da Copa de 1994 e amargou a eliminação na fase de grupos. O último jogo de Andersson pela Seleção foi contra a Eslováquia, em outubro do mesmo ano, pelas eliminatórias da Copa de 2002, a qual nem chegou a ser lembrado.

Em uma década vestindo a camisa sueca, o atacante marcou 31 gols em 83 partidas.[1]

Referências

  1. Mamrud, Roberto (25 de julho de 2004). «Kennet Andersson – Goals in International Matches». RSSSF