Yksel Osmanovski

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Osmanovski
Informações pessoais
Nome completo Yksel Osmanovski
Data de nasc. 24 de fevereiro de 1977 (42 anos)
Local de nasc. Malmö,  Suécia
Altura 1,74 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Atacante
Clubes de juventude
1982–1984
1985-1986
1987-1995
Malmö BI
IFK Malmö
Malmö FF
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1995-1998
1998-2001
2001-2002
2002
2002-2003
2004-2007
Suécia Malmö FF
Itália Bari
Itália Torino
França Bordeaux (Vindo de Empréstimo)
Itália Torino
Suécia Malmö FF
58 (16)
85 (14)
9 (1)
7 (0)
13 (0)
45 (5)
Seleção nacional
1998-2006 Flag of Sweden.svg Suécia 14 (2)

Yksel Osmanovski - em macedônio cirílico, Иксел Османовски (Malmö, 24 de fevereiro de 1977) é um ex-futebolista sueco que atuava como atacante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Natural de Skrävlinge (subúrbio de Malmö), Osmanovski jogou por três equipes de sua cidade natal: Malmö BI, IFK Malmö e Malmö FF, sempre nas categorias de base. Foi neste último que ele profissionalizou-se em 1995, aos 18 anos.

Atuações destacadas pelo Malmö renderam sua contratação por parte do Bari, em 1998. Depois de 85 jogos pela equipe do sul da Itália, transferiu-se para o Torino, onde jogou somente nove vezes.

Emprestado ao Bordeaux em 2002, Osmanovski teve outro desempenho apagado - em sete jogos, não marcou nenhum gol. No mesmo ano, voltou ao Torino, atuando em treze partidas.

Retornou ao Malmö em 2004, fazendo parte do time que tornaria-se campeão sueco no ano seguinte. Em 2008, Osmanovski anuncia o encerramento de sua carreira como jogador, após o Malmö não ter renovado seu contrato.

Seleção[editar | editar código-fonte]

Com a Seleção Sueca de Futebol, Osmanovski estreou em 1998, mas fez sua primeira partida no ano seguinte, contra a Jamaica[1]. Alcançaria um feito histórico: tornou-se o primeiro muçulmano a jogar para os Blågult - mesmo sendo sueco de nascimento, possui origens macedônia e turca.

Participou da Eurocopa de 2000, disputando as partidas contra Bélgica e Itália. Não foi convocado pela dupla de técnicos Lars Lagerbäck e Tommy Söderberg para a Copa de 2002, nem para a Copa de 2006, quando a Suécia era comandada apenas por Lagerbäck.

Referências

Links[editar | editar código-fonte]