Torino Football Club

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Torino FC
Torino FC logo.png
Nome Torino Football Club
Alcunhas Il Toro
I Granata
Mascote Touro
Principal rival Juventus
Fundação 3 de dezembro de 1906 (114 anos)
Estádio Olímpico Grande Torino
Capacidade 27 994
Localização Turim, Piemonte, Itália
Presidente Urbano Cairo
Treinador Davide Nicola
Patrocinador Beretta
Suzuki
Material (d)esportivo Joma
Competição Seria A
Copa da Itália
Website torinofc.it
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar

Torino Football Club é um clube de futebol italiano, com sede em Turim, capital do Piemonte.

O Torino é o quinto maior campeão nacional, com sete conquistas do Campeonato Italiano e cinco da Coppa Italia, sendo também um grande colecionador de títulos nas categorias de base. Em competições da UEFA a sua melhor participação foi o vice campeonato da Copa UEFA de 1991-1992.[1]

Tendo sido fundado em 3 de dezembro de 1906 na Cervejaria Voigt, em Turim, por membros dos extintos Internationale Torino (fundada em 1891), FC Torinese (fundado em 1894) e dissidentes da Juventus, o clube usou o nome AC Torino até 1970, ficando como Torino Calcio entre 1970 e 2005, quando rebatizou-se como Torino FC, mandando os seus jogos no Estádio Olímpico Grande Torino, com capacidade para cerca de 28 000 espectadores. Seu uniforme habitual é composto por camisa grená, calção branco e meias grenás, pretas ou com variações das duas cores, daí seu apelido ser Il Granata (grená) ou Il Toro (O Touro).

O seu grande rival é a Juventus, com quem já compartilhou os antigos estádios da cidade, o Delle Alpi e o Olímpico, com os dois clubes disputando o clássico conhecido como Derby della Mole.

Segundo pesquisa do Instituto Doxa em 2003, o Torino seria a oitava maior torcida italiana, com 1,9% da preferência dos torcedores italianos, o que equivaleria a 1 098 200 torcedores do Toro.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Já na Temporada 1927/1928 o Torino conquistaria o primeiro "scudetto" de sua história, ao se sagrar campeão italiano.[3]

Novo alento das glórias que viriam na próxima década aconteceu na Temporada 1935/1936, quando o Torino conquistou o primeiro título da Copa da Itália. No ano seguinte, por pessão do governo fascista, mudou de nome para Football Club ad Associazone Calcio.[4]

O Torino já teve uma das maiores equipes da história da Europa. Além de base da Seleção Italiana (para se ter uma ideia, na vitória por 3 a 2 sobre a Seleção da Hungria em 11 de maio de 1947, apenas o goleiro Lucidio Sentimenti não era do Toro - defendia a Juve), o clube dominou o futebol do seu país durante a década de 1940, vencendo cinco campeonatos italianos e tendo feito 408 gols (sendo 97 de seu capitão, Valentino Mazzola) em cinco temporadas, até a Tragédia de Superga.

Os Invencíveis do Grande Torino de 1948-49, um dos times mais marcantes da história do futebol italiano, pentacampeão nacional.

Na temporada de 1942/1943 quando conquistou o primeiro da série de títulos do time conhecido como Grande Torino, o Toro (Touro) ganhou também a Copa da Itália, sendo o primeiro clube italiano a conseguir esta façanha.

Na Temporada de 1947/1948 o grande time grená bateu diversos recordes que ajudaram a construir o mito: maior número de pontos em um campeonato (65, lembrando que naquela época a vitória valia dois pontos), maior diferença de pontos para o segundo colocado (16), mais gols marcados (125), melhor média de gols feitos (3,787), maior goleada em casa (10 a 0 no Alexandria) e maior goleada fora (7 a 0 na Roma).

Em 4 de maio de 1949, após disputar um amistoso contra o Benfica, em Lisboa, o avião que trazia a delegação da equipe italiana chocou-se contra a Basílica de Superga.[5]

No mesmo dia da catástrofe, em honra ao brilhante Torino da época, a seus jogadores, técnicos e acompanhantes, declarou-se vencedor da Liga. Nos funerais dos jogadores compareceram cerca de 500 000 pessoas,[6] mas depois do luto nacional, e ante a comoção universal, a equipe juvenil substituiu por completo à equipe profissional para jogar as quatro partidas pendentes e as quatro partidas ganhou a equipe juvenil.[7]

Francesco Graziani e Paolo Pulici, dupla de ataque do Torino, campeão italiano em 1975-76.

Em 15 de maio de 1949, Torino-Genova, 4 a 0, 22 de maio, Torino-Palermo, 3 a 0, 29 de maio, Sampdoria-Torino, 2 a 3 e 12 de junho, em uma última partida emocionante, os juvenis ganharam no Stadio Comunale por 2 a 0 da Fiorentina. Em um grande gesto de respeito, os quatro rivais também escalaram juvenis. A partir de então, começaria a perder a condição de maior clube italiano, e mesmo de Turim.[8]

Surgiria em 1951 a primeira torcida organizada da Itália, criada por apaixonados pelo Torino: o "Gruppo Sostenitori Granata".[9]

Na década de 1960, surge um craque, Luigi Meroni, vindo do Genoa, clube italiano. Meroni recolocou o Torino na lista dos maiores clubes europeus, devido ao seu grande talento, levando o Toro a conquistar o seu terceiro triunfo na Copa da Itália, ao passar por Milan, Inter e Bologna. Porém, pouco tempo depois, Meroni morreu atropelado por um torcedor fanático do Torino.[10]

O Torino de Emiliano Mondonico em 1990-1991, campeão da Mitropa Cup.

Em 1971 vem a quarta conquista da Copa da Itália, ao bater o Milan na final.[11]

No Campeonato Italiano de 1990/1991 a esquadra comandada por Mondonico, com jogadores do calibre de Martin Vazquez e Fusi, termina no quinto posto. Demonstra a sua força também com o triunfo na Mitropa, superando no Delle Alpi a Pisa por 2 a 1 no tempo extra.[12]

Na Temporada 1975-1976 volta a se sagrar campeão italiano, após 27 anos de espera, tendo neste período conquistado duas copas da Itália.[13]

Em 1992 o Toro chegou à final da Copa UEFA, desclassificando o Real Madrid nas semifinais, contra o Ajax de Amsterdã, com quem empatou de 1 a 1 em Turim e 0 a 0 nos Países Baixos, perdendo o título pelo critério de desempate "gols fora-de-casa".

Em 1993 foi campeão da Copa da Itália goleando a Roma na final por 5 a 2, a sua quinta conquista nesta competição.[14]

O Torino vice campeão da Copa da UEFA de 1991-92.

No início do Século XXI tem se caracterizado por constantes sobe e desce de divisão, tendo o Torino disputado a Serie B por 9 vezes, depois da Tragédia do Superga.

Em 2005, o clube foi a falência e voltou com o nome de Torino Football Club. No ano de 2006 jogou na Serie B, mas conquistou vaga no play-off e voltou para a Serie A em 2007.

O Toro detém ainda, a marca de maior número de vitórias em uma temporada (30 em 1945/1946), e é o clube italiano que mais títulos conquistou nas categorias de base, tendo os títulos relacionados em quadro abaixo.[15]

Torcida do Torino.

No dia 3 de dezembro de 2006 o Torino completou cem anos de existência, e após muitos festejos o time grená venceu o Empoli por 1 a 0, com gol de Comotto, em Turim, pelo Campeonato Italiano Serie A, estendendo as comemorações do dia do Centenário por mais algumas horas, com os eventos comemorativos tendo durado por um ano a partir desta data.[16]

Em 2012 o Torino retornou à Série A após 3 anos de ausência da elite do futebol italiano. Esse fato se deu após o Torino ter vencido o Modena por 2 a 0 na penúltima rodada, garantindo a classificação antecipadamente.

No ano de 2016, o Estádio Olímpico foi rebatizado como Estádio Olímpico Grande Torino, em homenagem ao time histórico do Toro.[17]

Após o retorno para a Série A em 2012/2013, o Torino voltou a fazer campanhas dignas, tendo como melhor resultado o sétimo lugar na Temporada 2013-2014, repetindo essa colocação em 2017/2018, quando se classificou para a disputa da Liga Europa da UEFA de 2019–20.

Amizade entre Torino e Corinthians[editar | editar código-fonte]

Em 1914 o Torino tornou-se o primeiro adversário do Corinthians quando as equipes se enfrentaram em São Paulo, em dois jogos, duas vitórias do time italiano. A segunda partida foi disputadíssima (vencida por 2 a 1) e ao final do jogo o técnico do Torino Vittorio Pozzo, futuro técnico bicampeão do mundo com a Seleção Italiana em 1934-38, disse: "O Corinthians pode ir à Europa e enfrentar, sem receio, qualquer dos times de lá".[18]

Muitos anos depois, no dia 4 de maio de 1949, a delegação do Torino, um dos maiores times da Itália e do mundo na época, sofreu um acidente aéreo com um saldo de 31 mortes (toda a equipe técnica, jogadores e alguns jornalistas). Não houve sobreviventes na Tragédia de Superga. Diversas homenagens ao redor do mundo foram feitas ao time italiano, que jogava com camisa grená, e o Corinthians foi um dos que os homenageou. No dia 8 de maio, o time entrou em campo vestindo camisa grená, para enfrentar a Portuguesa, no Pacaembu. No ano anterior o Corinthians tinha sido o único time brasileiro a vencer o Grande Torino, em uma excursão do time italiano pelo Brasil, Corinthians 2 a 1 Torino, no dia 21 de julho, no estádio do Pacaembu.

Em 2011 o terceiro uniforme do Corinthians homenageia o Grande Torino e o clube do Parque São Jorge também lançou uma camisa comemorativa para colecionadores.[19][20][21]

Principais títulos[editar | editar código-fonte]

Paolo Pulici e o troféu do Italiano de 1975-76.
Continentais
Competição Títulos Temporadas
Mitropa Cup.svg Copa Mitropa 1 1991Cscr-featured.png
Nacionais
Competição Títulos Temporadas
Scudetto.svg Campeonato Italiano 7 1927–28, 1942–43, 1945–46, 1946–47, 1947–48, 1948–49 e 1975–76
Coccarda Coppa Italia.svg Copa da Itália 5 1935–36, 1942–43, 1967–68, 1970–71 e 1992–93
Coppa Ali della Vittoria.png Campeonato Italiano - Série B 3 1959–60, 1989–90 e 2000–01

Cscr-featured.png Campeão invicto

Categorias de base
Nacionais
Competição Títulos Temporadas
Itália Campeonato Italiano Primavera 9 1966-67, 1967-68, 1969-70, 1976-77, 1984-85, 1987-88, 1990-91, 1991-92, 2014-15 (recorde)
Itália Copa Itália Primavera 8 1982-83, 1982-84, 1985-86, 1987-88, 1988-89, 1989/90, 1998/99, 2017/18 (recorde)
Itália Torneio de Viareggio 6 1984, 1985, 1987, 1989, 1995, 1998
Itália Campeonato Italiano Dante Berretti 11 1973-74, 1974-75, 1977-78, 1980-81, 1985-86, 1987-88, 1988-89, 1991-92, 2006-07, 2013-14, 2018-19 (recorde)
Itália Campeonato Italiano Allieve 5 1966-67, 1971-72, 1972-73, 1975-76, 1979-80
Itália Campeonato Italiano Giovanissimi 2 1984-85, 1999-2000

*Il brasiliano ha partecipato al campionato Dante Berreti 2006-07, Dado Strasburger, 5 gol, 7 assist, miglior giocatore della competizione.

Participações em campeonatos italianos[editar | editar código-fonte]

Ao final da Temporada 2017/2018, o Toro é o sétimo maior em número de pontos conquistados em campeonatos italianos após a Temporada de 1929/1930, que marcou o início da competição onde todos jogavam entre si sendo campeão aquele que somasse o maior número de pontos,[22] com 2.643 pontos em 2496 jogos, sendo que nestes jogos, são 913 vitórias, 818 empates, 765 derrotas, 3 295 gols pró e 2 925 gols contra, em 75 temporadas disputadas ao total na primeira divisão, desde 1929/1930.[23]

A seguir uma tabela com as participações do Torino em campeonatos italianos (1907-08 / 2019-20).

Divisão Categoria Participações Estreia Ultima Total
Torino FC logo.png Prima Categoria 10 1906-07 1920-21 95
Prima Divisione 5 1921-22 1925-26
Divisione Nazionale 4 1926-27 1945-46
Serie A 76 1929-30 2019-20
Torino FC logo.png Serie B 12 1959-60 2011-12 12

Participações em competições da UEFA[editar | editar código-fonte]

Antes de começar a sua participação em 2019-20, o Torino ostentava 44 vitórias, 25 empates e 28 derrotas, 143 gols a favor e 93 gols contra, com saldo de 47 gols no somatório das competições abaixo listadas.[24]

A seguir uma tabela com as participações do Torino em competições da UEFA (1964-65 / 2019-20).

Competição Participações Melhor colocação Temporada
Liga Europa 13 vice-campeão 1991-92
Taça dos Clubes Vencedores de Taças 4 semifinais 1964-65
Liga dos campeões 1 segunda fase 1976-77
Total 18 Torino FC logo.png Torino FC logo.png

Recordes de jogadores[editar | editar código-fonte]

Notáveis jogadores[editar | editar código-fonte]

Itália
Europa
América

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

Soccerball current event.svg Última atualização: 1 de fevereiro de 2021.[25]

Goleiros
N.º Jogador
18 Kosovo Samir Ujkani
32 Sérvia Vanja Milinković-Savić
39 Itália Salvatore Sirigu Capitão³
Defensores
N.º Jogador Pos.
3 Brasil Bremer Z
4 Brasil Lyanco Z
5 Itália Armando Izzo Z
33 Camarões Nicolas N'Koulou Z
45 Equador Erick Ferigra Z
99 Itália Alessandro Buongiorno Z
17 Costa do Marfim Wilfried Singo LD
27 Kosovo Mërgim Vojvoda LD
13 Suíça Ricardo Rodríguez LE
15 Argentina Cristian Ansaldi LE
29 Itália Nicola Murru LE
Meio-campistas
N.º Jogador Pos.
38 Itália Rolando Mandragora V
77 Polónia Karol Linetty V
88 Venezuela Tomás Rincón V
7 Sérvia Saša Lukić M
8 Itália Daniele Baselli Capitão² M
10 Bósnia e Herzegovina Amer Gojak M
24 Itália Simone Verdi M
Atacantes
N.º Jogador
9 Itália Andrea Belotti Capitão
11 Itália Simone Zaza
19 Paraguai Antonio Sanabria
26 Itália Federico Bonazzoli
Comissão técnica
Nome Pos.
Itália Davide Nicola T
Itália Manuele Cacicia AS
Itália Paolo Di Sarno TG

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Uniformes dos jogadores
  • Primeiro Uniforme : Camisa grená, calção branco e meias pretas;
  • Segundo Uniforme : Camisa branca, calção grená e meias brancas;
  • Terceiro Uniforme : Camisa azul, calção e meias azuis.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo uniforme
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro uniforme
Uniformes dos goleiros
  • Camisa dourada, calção e meias douradas;
  • Camisa preta, calção e meias pretas;
  • Camisa cinza, calção e meias cinzas.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Uniformes anteriores
  • 2013-14
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • 2012-13
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • 2011-12
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • 2010-11
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro
  • 2008-10
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Terceiro

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. GARCIA, Marcus Vinícius - Site TRIVELA - Torino, o touro que ficou manso, página disponível em 21 de janeiro de 2017.
  2. SUMMERMATTER, Stefania - Site SWISSINFO.CH - As raízes suíças do Juventus e do Torino, página disponível em 21 de janeiro de 2017.
  3. Site oficial do TORINO - Storia, página disponível em 21 de janeiro de 2017.
  4. MB PRESS - Campeonato Italiano - Torino, página disponível em 21 de janeiro de 2017.
  5. Site MAISFUTEBOL - O dia em que o Grande Torino morreu num acidente de avião, página editada em 5 de maio de 2014 e disponível em 21 de janeiro de 2016.
  6. Site TARINGA - La curiosa historia del Torino football club, página disponível em 21 de janeiro de 2017.
  7. Site MAISFUTEBOL - O dia em que o Grande Torino morreu num acidente de avião, página editada em 5 de maio de 2014 e disponível em 21 de janeiro de 2016.
  8. Site MAISFUTEBOL - O dia em que o Grande Torino morreu num acidente de avião, página editada em 5 de maio de 2014 e disponível em 21 de janeiro de 2016.
  9. Site oficial do TORINO - Storia, página disponível em 21 de janeiro de 2017.
  10. Site oficial do TORINO - Storia, página disponível em 21 de janeiro de 2017.
  11. Site oficial do TORINO - Storia, página disponível em 21 de janeiro de 2017.
  12. «La Storia del Torino Fc | TORINO FC 1906 SITO UFFICIALE». torinofc.it. Consultado em 4 de maio de 2021 
  13. «O dia em que o Grande Torino morreu num acidente de avião». Maisfutebol. Consultado em 4 de maio de 2021 
  14. GARCIA, Marcus Vinícius - Site TRIVELA - Torino, o touro que ficou manso, página disponível em 21 de janeiro de 2017.
  15. GARCIA, Marcus Vinícius - Site TRIVELA - Torino, o touro que ficou manso, página disponível em 21 de janeiro de 2017.
  16. GARCIA, Marcus Vinícius - Site TRIVELA - Torino, o touro que ficou manso, página disponível em 21 de janeiro de 2017.
  17. «Estádio do Torino mudará de nome para homenagear time histórico». ESPN. Consultado em 4 de maio de 2021 
  18. «Curiosidades - O Torino e a Camisa grená - Todo Poderoso Timão». todopoderosotimao.com. Consultado em 4 de maio de 2021 
  19. http://todopoderosotimao.com/imagens/curiosidades/torino_2015.png
  20. Paulo, Por GLOBOESPORTE COM São. «Terceiro uniforme do Corinthians é grená e homenageia o Torino». globoesporte.com. Consultado em 4 de maio de 2021 
  21. «Grazie Corinthians!». TORINO FC 1906 SITO UFFICIALE (em italiano). Consultado em 4 de maio de 2021 
  22. ROSA, Matheus Site REPÓRTER RIOGRANDENSE - Atalanta, página disponível em 2 de fevereiro de 2017.
  23. «Italy - Serie A All-Time Table». www.rsssf.com. Consultado em 4 de maio de 2021 
  24. Site UEFA.COM - Torino FC, página disponível em 20 de janeiro de 2016.
  25. «Prima Squadra Serie A Tim 2020-2021» (em italiano). Site oficial do Torino FC. Consultado em 1 de fevereiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]