Giuseppe Dossena

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dossena
Dossena
Informações pessoais
Nome completo Giuseppe Dossena
Data de nasc. 2 de maio de 1958 (59 anos)
Local de nasc. Milão,  Itália
Altura 1,79 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Meio-campista
Clubes de juventude
Itália Alcione Milano
Itália Torino
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1976–1977
1977–1978
1978–1979
1979–1981
1981–1987
1987–1988
1988–1991
1991-1992
Itália Torino
Itália Pistoiese
Itália Cesena
Itália Bologna
Itália Torino
Itália Udinese
Itália Sampdoria
Itália Perugia
0 (0)
28 (1)
28 (0)
57 (7)
187 (20)
28 (6)
108 (9)
26 (3)
Seleção nacional
1981-1987 Flag of Italy.svg Itália 38 (1)

Giuseppe Dossena (Milão, 2 de maio de 1958) é um ex-futebolista e treinador de futebol italiano que atuava como meio-campista.

Apesar do mesmo sobrenome, não possui nenhum parentesco com o lateral Andrea Dossena.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Dossena começou sua carreira profissional no Torino, que o alçou para o time principal em 1976, aos 18 anos, mas não chegaria a atuar entre este ano e 1977, quando assinou com o Pistoiese, onde iniciaria uma sequência de jogos (28 no total, marcando um gol).

Passaria ainda por Cesena e Bologna antes de retornar ao Torino em 1981, e onde obteve seus melhores momentos na carreira, atuando em 187 jogos e marcando vinte gols.

Após uma curta passagem pela Udinese (28 jogos, seis gols) e uma bem-sucedida pela Sampdoria (102 partidas, dois gols), Dossena encerraria sua trajetória como jogador em 1992, no Perugia.

Seleção[editar | editar código-fonte]

Pela Seleção Italiana de Futebol, Dossena foi convocado 38 vezes entre 1981 e 1987 (mesmo período de sua segunda passagem pelo Torino), marcando um gol[1].

Participou da Copa de 1982, onde fez parte da equipe que conquistou o tricampeonato mundial pela Azzurra.

Sua presença na Copa de 1986 era cogitada, mas o técnico Enzo Bearzot preteriu o meio-campista, que deixaria de envergar a camisa italiana no ano seguinte.

Carreira como treinador, auxiliar, dirigente e olheiro[editar | editar código-fonte]

Seis anos após terminar a carreira de jogador, Dossena estreia como treinador em 1998, como auxiliar-técnico da Triestina.

No mesmo ano, assumiu o comando técnico da Seleção Ganesa de Futebol, mas perdeu o emprego após a eliminação dos Black Stars nas quartas-de-final da Copa das Nações Africanas de 2000. Entre 2000 e 2001, treinou o Al-Ittihad da Arábia Saudita.

Dossena retornaria a uma Copa do Mundo em 2002, como auxiliar de Cesare Maldini na Seleção Paraguaia de Futebol, mas ambos durariam pouco tempo no cargo. Ainda em 2002, treinou a Albânia, mas também não foi bem-sucedido. Comandaria ainda o Lodigiani (futuro Cisco/Atlético Roma) entre 2003 e 2004, quando deixou o cargo para exercer a função de diretor das categorias de base de Lazio e Roma. Trabalharia ainda como diretor-geral da Sambenedettese entre 2005 e 2006, e como olheiro do Pescara entre julho e dezembro deste último ano.

Após seis anos longe das quatro linhas, Dossena voltaria a comandar uma equipe em 2010, quando foi contratado pelo St. George da Etiópia, onde trabalhou durante dois anos, até ser substituído por Danilo Pileggi.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Bandeira de ItáliaSoccer icon Este artigo sobre futebolistas italianos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.